Houve diálogo entre PS e PCP, resta saber se o mesmo acontece com Passos

Manuel de Almeida / Lusa

-

O secretário-geral do PCP reafirmou esta quarta-feira ao seu homólogo socialista a disponibilidade para viabilizar um elenco governativo do PS e impedir novo executivo da coligação PSD/CDS-PP, após uma reunião na sede comunista.

“O PS terá de escolher entre associar-se à viabilização e apoio a um Governo PSD/CDS ou tomar a iniciativa de formar um Governo que tem garantidas as condições para formação e entrada em funções”, analisou Jerónimo de Sousa, ladeado por Francisco Lopes, Jorge Cordeiro e João Oliveira, no final da reunião com António Costa, que durou uma hora e um quarto.

O líder comunista destacou a convergência com o PS na rejeição de um novo Governo PSD/CDS-PP, mas esclareceu que a reunião, apesar de “produtiva”, não serviu para discutir eventuais composições de um futuro executivo de esquerda, mas antes da “resposta aos anseios e necessidades dos trabalhadores, do povo e do país”.

Depois da declaração de António Costa, que foi acompanhado por Carlos César, Ana Catarina Mendes, Pedro Nuno Santos e Mário Centeno, o líder comunista reafirmou, contudo, a prontidão e preparação do PCP “para assumir todas as responsabilidades, incluindo governativas”.

“Estando PSD e CDS em minoria e havendo uma maioria que pode viabilizar outras soluções de Governo, seria incompreensível que se desperdiçasse essa oportunidade. A questão coloca-se no plano do relacionamento interpartidário, podendo abrir para uma composição que traduza uma convergência política mais abrangente”, afirmou o secretário-geral do PCP.

Segundo o dirigente comunista, “o programa do PS”, afinal, “corresponde a uma aspiração de rutura com a política de direita” e, entretanto, “no quadro constitucional e na correlação de forças existente na Assembleia da República, nada impede o PS de formar Governo, apresentar o seu programa e entrar em funções”.

“Mesmo num quadro em que o PS insista no seu programa e que não seja fácil encontrar uma convergência sobre um programa de Governo nem assim se pode concluir que a solução seja um Governo PSD/CDS”, assegurou, prometendo que os deputados do PCP recusarão qualquer executivo da PàF e contribuirão para “derrotar qualquer iniciativa que vise impedir outra solução”.

Para Jerónimo de Sousa, “resolvido problema institucional e de Governo”, há que “fazer um caminho”, uma vez que os comunistas não irão abdicar de várias questões de princípio, como a renegociação da dívida ou o estudo da saída da moeda única, entre outras.

Do outro lado da mesa, o líder socialista disse que houve uma “reunião franca” e um “diálogo sério” entre o PS e o PCP, abrindo oportunidade para os dois partidos continuarem a falar nos próximos dias, diz o Diário de Notícias.

Costa reiterou que o principal objetivo destas reuniões é estudar “alternativas de política”, e não uma fusão entre os dois partidos, para satisfazer “a vontade dos cidadãos”, ou seja, referindo-se à maioria de esquerda na Assembleia.

Próxima reunião é com Passos

Depois do PCP, António Costa segue na sexta-feira para uma reunião com Passos Coelho, já que o primeiro-ministro quer chegar a um entendimento para os próximos quatro anos, principalmente no que toca ao Orçamento de Estado para 2016.

Fonte da direção social-democrata disse ao DN que existem vários pontos em comum que podem fazê-los chegar a um entendimento, mas que também existem temas que serão mais difíceis de negociar.

O dirigente acredita que “é nas questões orçamentais e na Segurança Social, assunto que continuamos a querer discutir com o PS, que haverá as mais difíceis negociações, no resto acreditamos que o entendimento será fácil”.

Passos Coelho piscou o olho ao PS porque, ao contrário dos outros partidos, é “conhecida a sua vinculação à pertença de Portugal à UE e à zona euro“. Graças a isto, o líder acredita ser possível “colocar de lado as diferenças mais significativas”.

Como um sinal de abertura da direita, a mesma fonte diz ao jornal que o PSD pode fazer algumas cedências, nomeadamente como o cargo para a presidência do Parlamento. Ferro Rodrigues e Helena Roseta são dois dos nomes que a direita pode chegar a considerar.

António Costa tinha ainda uma reunião marcada com o Bloco de Esquerda para a manhã desta quinta-feira que, entretanto, foi adiada.

A pedido do partido coordenado por Catarina Martins para “permitir uma melhor preparação técnica” e “compatibilizar a presença de todos os elementos da delegação”, a reunião fica agora marcada para a próxima segunda-feira, pelas 11h00, na sede do Bloco, em Lisboa.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Roubaram-me os sonhos e a infância", acusa Greta Thunberg na Cimeira do Clima

A jovem ativista sueca criticou, esta segunda-feira, os líderes mundiais pela inação face às alterações climáticas e acusou-os de lhe roubarem os sonhos e a infância. "Como é que se atreveram? Vocês roubaram-me os sonhos e …

Jerónimo frisa que passes de transportes mais baratos foram obra da CDU

O secretário-geral comunista vincou o papel do PCP e "Os Verdes" na redução dos preços dos passes dos transportes públicos, numa sessão pública com trabalhadores das empresas do setor, na estação de comboios de Santa …

Morte de menina de oito anos com bala perdida revolta Brasil

A morte de Ágatha Félix, uma menina de oito anos atingida, alegadamente, por uma bala perdida da polícia do Rio de Janeiro, está a provocar indignação no Brasil. Ágatha Felix tinha oito anos e foi baleada …

Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do PGR para combater corrupção

O presidente do partido Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do Procurador-Geral da República, afirmando que boa parte dos 42 mil milhões de euros que a corrupção custou aos portugueses se deveu à inoperância desta …

"Estranhos sintomas" que afligiam diplomatas em Cuba podem ter sido causados por pesticidas

A misteriosa origem dos estranhos sintomas (entre eles, zumbidos, tonturas, náuseas, perdas de audição e de memória e outras dificuldades cognitivas) que afligiram diplomatas canadianos e norte-americanos em Cuba entre 2016 e 2018 dever-se-á a …

Testes rápidos ao VIH já podem ser feitos em casa

A partir da próxima semana vai ser possível comprar nas farmácias autotestes ao vírus da SIDA para fazer em casa. Os resultados demoram apenas 15 minutos. As farmácias portuguesas vão começar a vender, a partir da …

Polícia dispara balas de borracha sobre manifestantes em Hong Kong

A polícia disparou no domingo balas de borracha em confrontos com manifestantes pró-democracia, em Hong Kong, perto de um centro comercial no qual causaram distúrbios. Pelo décimo sexto fim de semana de mobilização, milhares de manifestantes …

Portugal já paga juros mais baixos que Itália e Espanha, diz Costa

"Todos em Portugal estão hoje a viver melhor do que viviam há quatro anos", afirmou António Costa, durante uma ação de campanha do PS. António Costa disse, este domingo, que Portugal já está a pagar a …

Os últimos cinco anos foram os mais quentes de sempre

Um relatório das Nações Unidas revelou que, entre 2015 e 2019, foram atingidos níveis históricos. Desde 1850, as temperaturas aumentaram 1,1ºC. O período entre 2015 a 2019 é o mais quente alguma vez registado, indicou este …

Duarte Lima perde último recurso e deve ser julgado pela morte de Rosalina Ribeiro em Portugal

O Supremo Tribunal brasileiro indeferiu um novo recurso de Duarte Lima que assim está mais próximo de ser julgado em Portugal, pelo homicídio de Rosalina Ribeiro, em Maricá, em 2009. Ao recurso extraordinário, interposto de uma …