Hospitais vão demorar dois meses a recuperar da greve dos médicos e da tolerância de ponto

(dr) Hospital de São João

-

Devido aos dois dias de greve nacional dos médicos, um de tolerância de ponto e o fim-de-semana, só estão assegurados os serviços mínimos nos hospitais e centros de saúde. Serão necessários dois meses para que os hospitais consigam recuperar as consultas e cirurgias que vão ficar por fazer.

A tolerância de ponto na sexta-feira devido à visita do Papa foi anunciada já depois de estar convocada a greve desta quarta e quinta-feira e, entretanto, os enfermeiros associados da Federação Nacional dos Sindicatos de Enfermeiros começaram uma greve de zelo por tempo indeterminado.

Ao Público, o presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de São João, no Porto, explica que para minimizar o impacto de tantos dias atípicos seguidos, a opção passou por reagendar as cirurgias e consultas e reforçar os serviços de internamento.

A legislação impede que se questione os trabalhadores sobre se vão fazer greve, pelo que não é possível antecipar o impacto. Ainda assim, António Oliveira e Silva estima que “sejam precisos pelo menos dois a três meses” para que os hospitais recuperem.

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra também optou por reagendar as 150 operações e 2650 consultas que deviam acontecer na sexta-feira.

“As consultas e as cirurgias foram reagendadas para, em média, um mês depois”, destaca o conselho de administração.

A greve nacional dos médicos registou esta quarta-feira de manhã uma adesão superior a 80%, segundo o Sindicato Independente dos Médicos (SIM), um dos que convocou a paralisação de dois dias. O balanço foi feito pelo secretário-geral do SIM, Roque da Cunha, aos jornalistas, no hospital de Santa Maria, em Lisboa.

O dirigente sindical indicou que há vários blocos operatórios encerrados no país e, apesar de se escusar a entrar “numa guerra de números”, apontou para uma adesão superior a 80% neste primeiro dia de paralisação.

Consultas e cirurgias programadas devem ser as mais afetadas nestes dois dias de greve, com os profissionais a cumprirem obrigatoriamente os serviços mínimos, que contemplam as urgências, quimioterapia e radioterapia ou transplantes.

A paralisação foi convocada pelos dois sindicatos médicos para quarta e quinta-feira e é a primeira destes profissionais de saúde que enfrenta o ministro Adalberto Campos Fernandes.

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) reivindicam um conjunto de 30 pontos e queixam-se de que o Governo tem empurrado as negociações ao longo de um ano, sem concretizações, e demonstrando falta de respeito pelos profissionais.

Limitação do trabalho suplementar a 150 horas anuais, em vez das atuais 200, imposição de um limite de 12 horas de trabalho em serviço de urgência e diminuição do número de utentes por médico de família são algumas das reivindicações sindicais.

Os sindicatos também querem a reposição do pagamento de 100% das horas extra, que recebem desde 2012 com um corte de 50%. Exigem a reversão do pagamento dos 50% com retroatividade a janeiro deste ano.

O Ministério da Saúde tem dito que não negoceia sob pressão e considera-se empenhado no diálogo com os sindicatos médicos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Assunção Cristas vai deixar o Parlamento

A líder demissionária do CDS-PP, Assunção Cristas, vai renunciar ao mandato de deputada, mas ficará na Assembleia da República até ao próximo congresso, em 25 e 26 de janeiro de 2020. O anúncio foi feito esta …

Carles Puigdemont entregou-se às autoridades belgas

O ex-presidente da Generalitat Carles Puigdemont apresentou-se voluntariamente às autoridades belgas na sequência do mandado de detenção emitido pelo Tribunal Supremo de Espanha, disseram à EFE fontes ligadas ao político catalão. Na passada segunda-feira segunda-feira, o …

O muco tem a capacidade secreta de dominar germes

https://vimeo.com/366782239 O nosso corpo está repleto de muco, e isto não se explica apenas pela chegada do outono. Um estudo recente demonstrou uma das inesperadas propriedades benéficas do muco: contém açúcares que controlam os germes potencialmente …

Cientistas desenvolvem "corda de guitarra" que toca sozinha

Cientistas da Universidade de Lancaster e da Universidade de Oxford, no Reino Unido, desenvolveram um circuito nanoeletrónico que vibra sem nenhuma força externa. Usando um pequeno cabo suspenso, muito semelhante a uma corda de guitarra, a …

Hubble capta a imagem mais nítida do primeiro cometa interestelar confirmado

O Hubble conseguiu captar uma fotografia de 2I/Borisov, o primeiro cometa interestelar até agora detetado, avançou a NASA, que opera o telescópio espacial. De acordo com a nota divulgada pela agência espacial norte-americana, a fotografia …

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …