“Modo de medicina para desastres.” Hospitais do Reino Unido sob pressão crescente

Giuseppe Lami / EPA

A esperança de que o novo ano traria o alívio da pandemia no Reino Unido está a desfazer-se. O Governo britânico está perante uma reviravolta face ao aumento do número de infeções graves de covid-19.

Os hospitais do Reino Unido estão novamente a lutar contra o número crescente de doentes nos cuidados intensivos. O número diário de infeções por covid-19 também não parece estar a diminuir, pelo que a esperança de um começo de ano com algum regresso à normalidade está a esmorecer, avança o The Guardian.

Com o agravamento da crise sanitária no país, o hospital Nightingale, no centro de Londres, deverá começar a receber pacientes covid-19 na próxima semana, pela primeira vez desde a primavera.

Os hospitais no leste da capital estão sob uma pressão sem precedentes. As unidades de Essex e Buckinghamshire já declararam uma espécie de estado de emergência que lhes permite pedir apoios ao governo local. Da mesma forma, outros grandes hospitais do país estão a preparar-se para o pior.

O diário britânico escreve que, pelo quarto dia consecutivo, os casos diários chegaram a 50 mil, e há quase 24 mil pessoas hospitalizadas. Esta sexta-feira, morreram 613 pessoas infetadas com covid-19, sendo que uma delas era uma criança de oito anos com problemas de saúde subjacentes.

Os cientistas britânicos confirmaram que a circulação da nova variante do coronavírus aumentou os casos em cerca de três vezes em novembro.

Ao contrário do que se previa inicialmente, algumas regiões de Londres vão manter as escolas primárias encerradas. Esta reviravolta pode levar os pais de outras áreas a exigir o encerramento das escolas.

Os grandes hospitais da capital, como o Royal London, Barts e UCLH, estão a converter as suas enfermarias em unidades de cuidados intensivos para receber mais pacientes infetados com covid-19.

O The Guardian teve acesso a um e-mail, enviado para a equipa do hospital Royal London, que referia que a instituição está em “modo de medicina para desastres“.

Embora Londres esteja a sofrer com o grande aumento de casos relacionados com a nova variante do vírus, a verdade é que o resto do país não fica muito atrás, de acordo com a Confederação do NHS, que representa as organizações do NHS.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas desenvolveram mini-cérebros (quase) humanos

Cientistas norte-americanos enviaram para a Estação Espacial Internacional (EEI) aglomerados de células nervosas, chamadas de mini-cérebros, que estão, agora, a desenvolver-se de formas que os investigadores não imaginavam ser possível. Os organóides foram criados a partir …

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …

Japonês aluga-se a si próprio "para não fazer nada". E tem milhares de clientes

Um homem japonês que ganha a vida a alugar-se a si próprio “para não fazer nada” atraiu milhares de clientes. O negócio começou em 2018. Por 10.000 ienes (cerca de 79 euros) - mais despesas com …

Documentos de vacinas roubados por hackers também foram "manipulados"

A Agência Europeia do Medicamento, entidade reguladora da União Europeia (UE), informou este sábado que os documentos da vacina contra a covid-19 roubados e colocados na Internet por hackers foram também "manipulados". A manipulação aconteceu depois …