Hospitais com falta de verbas para adquirir equipamentos

ABr

-

Os hospitais portugueses têm falta de verbas para adquirir equipamentos, o que prejudica a realização interna de exames. O Ministro da Saúde já prometeu que será lançado, em 2017, um plano a três anos para reequipar os hospitais.

“Nos hospitais há dificuldades de aquisição e de renovação de camas, ressonâncias magnéticas, TAC, meios de diagnóstico em gastrenterologia ou até nas ecografias para grávidas”, denuncia ao Expresso Alexandre Lourenço, presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares.

“Os profissionais não conseguem utilizar os equipamentos”, garante o gestor, sublinhando que muitos doentes têm de esperar ou são reencaminhados para hospitais privados.

Segundo a presidente da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, Margarida da Silveira, a falta de verbas para repor aparelhos no Hospital de Beja, obrigou a cessar as mamografias e as ecografias mamárias e a enviar as doentes para o privado.

“Os equipamentos têm-se degradado e não é possível assegurar a realização interna de todos os exames. É o caso da mamografia, tendo as utentes de ser referenciadas para os sectores convencionado ou privado em Beja”, destaca.

De acordo com o Expresso, o diretor da Radiologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Caseiro Alves, demitiu-se devido às consequências da falta de equipamentos e meios necessários para o funcionamento das instalações.

“Os equipamentos estão velhos, são insuficientes, não garantem uma boa prestação clínica e a lista de espera aumenta, a capacidade está esgotada e é um problema gravíssimo”, explica Caseiro Alves, sublinhando que um doente internado chega a esperar sete dias para fazer um exame e isso “não pode acontecer”.

“A solução requer dinheiro, mas também mais médicos e melhor organização”, destaca.

Hospitais com mais autonomia e novos equipamentos em 2017

Os hospitais vão recuperar a sua autonomia financeira no próximo ano e começarão a ser reequipados, afirmou esta segunda-feira o ministro da Saúde, a propósito do orçamento que este setor terá para o próximo ano.

Até ao final deste ano, estas instituições têm de solicitar autorização à tutela para a realização de investimento ou quaisquer outros gastos avultados, o que terminará em 2017.

Além desta autonomia, os hospitais Entidades Públicas Empresariais (EPE) irão ainda beneficiar de incentivos, os quais estão relacionados com a forma como cumprirão os contratos-programa, bem como outros indicadores.

Adalberto Campos Fernandes anunciou ainda que será lançado, em 2017, um plano a três anos, para reequipar os hospitais.

“Estão previstos novos investimentos em equipamentos e infraestruturas, substituindo os equipamentos obsoletos e dando continuidade à reabilitação de unidades de saúde”, refere a nota explicativa do Ministério da Saúde sobre o Orçamento do Estado para 2017.

O Orçamento para 2017 prevê um investimento de 53 milhões de euros, dos quais 20 milhões são para renovação de instalações e equipamentos, e oito milhões são para a construção e remodelação de centros de saúde.

No mesmo documento lê-se ainda que, “em articulação com o Ministério das Finanças”, o Ministério da Saúde vai “proceder ao lançamento dos projetos do hospital de Lisboa Oriental, do hospital de Évora e do hospital do Seixal” – com um investimento de 25 milhões de euros.

BZR, ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Um texto destes no tempo de Passos Coelho, dava para pedir a demissão do Ministro da Saúde, ou até a queda do governo!
    Agora, com a geringonça, está tudo bem. Se os doentes morrem por falta de cuidados médicos, o problema é dos doentes – não tivessem adoecido!
    Quem falou em destruir o SNS ? A extrema esquerda está a destruir, mas para depois reconstruir… ou para depois “guterrar”.

RESPONDER

Menos férias e mais dias de aulas para quem não tem exames no próximo ano letivo

O próximo ano letivo vai ter menos dias de férias e mais dias de aulas para os alunos que não tenham exames. Os alunos terão aulas presenciais e aulas à distância. O ministro da Educação, Tiago …

FC Porto revela camisola para a próxima época (e as opiniões dividem-se)

O FC Porto revelou a camisola oficial do clube para a próxima temporada. Pelas redes sociais, as opiniões dividem-se, havendo quem não esteja satisfeito com a mudança. Os adeptos portistas acordaram esta sexta-feira com a imagem …

Veto da Índia ao TikTok pode custar mais de 5 mil milhões de euros à ByteDance

O executivo indiano anunciou o bloqueio de 59 aplicações móveis chinesas, assegurando que as aplicações roubam dados dos utilizadores e partilham informações com o governo chinês. O grupo chinês de tecnologia ByteDance, que desenvolveu o TikTok, …

Covid-19. “Exemplo de Portugal mostra muito claramente como a situação é frágil”

A comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, considerou que a situação pandémica é ainda "frágil", dando o exemplo da evolução da covid-19 em Portugal para sustentar que é necessário continuarmos vigilantes. “Penso que o exemplo de …

Catarina Martins diz que há neste momento um acordo entre PS e PSD

A líder do BE, Catarina Martins, considerou hoje que "o Orçamento Suplementar não é uma primeira parte do Orçamento do Estado", mas avisou que o que está a acontecer neste momento no país "é um …

Quase 40% dos restaurantes tenciona avançar para insolvência

Quase 40% das empresas de restauração e bebidas e 18% do alojamento turístico tencionam avançar para insolvência. Os números são resultado de um inquérito mensal da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) esta …

Cientistas ingleses acreditam que um número significativo da população tem imunidade natural ao coronavírus

Cientistas ingleses que estão a desenvolver uma vacina para a covid-19 acreditam que um largo número de pessoas pode ter imunidade natural contra o novo coronavírus, mesmo que nunca tenha sido infetado. Ao Telegraph, citado esta …

Bruxelas autoriza tratamentos com Remdesivir na UE

A Comissão Europeia deu esta sexta-feira “luz verde” à comercialização do antiviral Remdesivir, que se torna assim o primeiro medicamento autorizado ao nível da União Europeia para tratamento da Covid-19. A autorização do executivo comunitário, concedida …

Devolução dos manuais escolares será mesmo suspensa

O plenário da Assembleia da República validou hoje a votação da Comissão de Orçamento e Finanças (COF), no âmbito da especialidade do Orçamento Suplementar, que aprovava a proposta do CDS para o fim da devolução …

Câmara de Portalegre pede encerramento da central nuclear de Almaraz

O Município de Portalegre aprovou por unanimidade, em reunião ordinária realizada esta quarta-feira, a Moção pelo Encerramento da Central Nuclear de Almaraz, em Espanha. A Câmara de Portalegre aprovou, por unanimidade, uma moção a pedir o …