Hospitais CUF recusam fazer eutanásias

Manuel de Almeida / Lusa

Os hospitais e clínicas CUF vão recusar fazer eutanásias, caso a despenalização desta prática venha a ser aprovada pela Assembleia da República. O assunto vai ser discutido no Parlamento no próximo dia 20.

A posição é revelada pela José de Mello Saúde (JMS), detentora da rede, que justifica a decisão num comunicado enviado aos mais de oito mil colaboradores com o “respeito absoluto pela vida humana e pela dignidade da pessoa”.

Na nota, a que o semanário Expresso teve acesso, o grupo privado compromete-se com o Código de Ética que aplica a todas as unidades da CUF e que institui “uma cultura própria”, em que cada pessoa é “um sujeito de direitos e não um objeto das intervenções médicas”.

A vida humana é “o primeiro e o mais elevado de todos os valores” para a JMS, que defende que este e deve ficar acima “dos interesses da Ciência e da Sociedade”.

O Conselho Médico e o Conselho de Enfermagem da CUF subscrevem  também a recusa em intervir em qualquer processo de eutanásia.

O eutanásia volta agora à Assembleia da República depois de a lei que despenalizava a morte assistida ter sido recusada por cinco votos em maio de 2018.

Existem em cima da mesa cinco projetos de lei para a despenalização da eutanásia – Bloco de Esquerda, PS, PEV, PAN e Iniciativa Liberal – que serão debatidos em plenário no próximo dia 20 de fevereiro. A esquerda tem recusado a realização de um referendo, querendo que a medida vá diretamente a votos no próximo plenário.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

    • É a sociedade dos descartáveis… Não tá bom, joga fora, mata, whatever.
      Não se esqueçam que os médicos também têm direito a escolher se querem matar alguém que quer morrer voluntariamente.

Benfica 2-0 Vitória SC | "Águia" vence e adia festa do Porto

Não foi esta terça-feira que o FC Porto festejou o 29º título de campeão nacional. Na recepção ao Vitória Sport Clube, o Benfica venceu por 2-0, num embate relativo à 32ª jornada da Liga NOS, …

Elon Musk lança concurso para ver quem consegue bater um caracol

O multimilionário, através da sua empresa especializada em construção de túneis, lançou um concurso mundial para ver quem é capaz de bater um caracol. De acordo com o jornal Daily Mail, Elon Musk lançou um concurso …

Covid-19. Tóquio quer pagar até quatro mil euros a bares que fiquem fechados

As autoridades de Tóquio, no Japão, estão a ponderar pagar um subsídio, que pode chegar aos quatro mil euros, aos bares que se mantenham fechados para conter a propagação da covid-19 na cidade. De acordo com …

Médicos franceses detetaram primeiro caso de bebé infetado no útero

Médicos em França pensam ter identificado aquele que será o primeiro caso confirmado de um bebé infetado com covid-19 no útero materno. De acordo com o site Business Insider, a equipa médica conta que a …

17 anos depois, Estados Unidos voltam a aplicar a pena capital a nível federal

Os Estados Unidos procederam, esta terça-feira, à primeira execução federal de um prisioneiro no "corredor da morte" em 17 anos, através de uma injeção letal. Daniel Lewis Lee, 47 anos, natural de Yukon (Oklahoma), foi executado …

Com o pretexto de paz, "senhor da guerra" vai ganhando poder na República Centro-Africana

O "senhor da guerra" Ali Darassa foi pago pelo presidente da República Centro-Africana e já influenciou a demissão de um ministro numa tentativa de manter a paz no país. A República Centro-Africana é um país atormentado …

Ministério Público acusa 25 arguidos pela queda do BES

O Ministério Público deduziu acusação, esta terça-feira, contra 25 arguidos, 18 pessoas singulares e sete pessoas coletivas, no âmbito do processo sobre a queda do Universo Espírito Santo. "O Ministério Público do Departamento Central de Investigação …

Agora, até o Toyota Corolla é um crossover

O Toyota Corolla Cross é o mais recente SUV da marca japonesa. Apesar de a marca estar a reforçar a sua gama de SUV, Portugal terá de esperar mais um pouco. Na semana passada, a Toyota …

Da Escócia à Grécia, Kleon pedalou durante 48 dias para regressar a casa

Um jovem grego, "preso" na Escócia devido ao cancelamento dos voos por causa da pandemia de covid-19, decidiu pedalar durante 48 dias consecutivos para conseguir regressar a casa. De acordo com a CNN, Kleon Papadimitriou, de …

Após fugirem da Venezuela, milhares foram obrigados a regressar por causa da pandemia (mas não é assim tão fácil)

Desde 2016, quase cinco milhões de venezuelanos deixaram o país, fugindo da pobreza e dos serviços sociais e de saúde em colapso. Agora, a pandemia de covid-19 forçou-os a regressar à Venezuela - se o …