Homem com paralisia consegue andar graças a um exoesqueleto controlado pelo cérebro

Pedro Rocha / Flickr

Um homem quase paralisado dos ombros para baixo passou os últimos dois anos a trabalhar com investigadores para controlar um exoesqueleto com a mente. Ao atingir o uso mais complexo do sistema, o paciente, um francês de 28 anos identificado como Thibault, conseguiu caminhar.

Na quinta-feira, os investigadores da Universidade de Grenoble, na França, divulgaram os resultados do estudo (financiado pela Clinatec) na Lancet, no qual demonstram que a operação de um sistema robótico de quatro membros pode ser viável para pacientes com tetraplegia (perda de controlo dos quatro membros), noticiou o Mashable no domingo.

O sistema em causa está longe de ser uma solução finalizada. Mas o trabalho dos pesquisadores e pacientes que têm estado a treinar o algoritmo que interpreta os sinais cerebrais – e os transforma em movimento físico – indica que essa tecnologia é possível.

“Este é o primeiro sistema semi-invasivo de cérebro-computador sem fio, projetado para uso a longo prazo para ativar todos os quatro membros”, explicou num comunicado o professor Alim-Louis Benabid, presidente do Conselho Executivo da Clinatec (um laboratório da CEA) e professor emérito da Universidade de Grenoble, na França.

Thibault sofreu uma lesão na coluna cervical que o impossibilita de controlar as pernas. O paciente manteve algum movimento no bíceps e no pulso esquerdo, membros com os quais opera uma cadeira de rodas.

Para que consiga controlar algo externo através de sinais cerebrais, os investigadores implantaram dois sensores entre a pele e o cérebro do paciente (não no próprio cérebro). Os sensores foram capazes de registar a atividade cerebral no córtex sensório-motor, a parte do cérebro que controla o movimento e a sensação.

Os responsáveis observaram que, noutros estudos, os chips e os sensores foram implantados diretamente no cérebro dos pacientes e eram conectados aos computadores através de fios. Neste estudo, pelo contrário, os sensores eram menos invasivos e conectados sem recurso a fios.

O passo seguinte passou por treinar um algoritmo que interpreta os sinais e os converte em movimento. Para tal, o paciente recorre a  um jogo no qual precisa mover uma plataforma para a esquerda ou para a direita, de forma a coletar uma bola digital. Thibault praticou também movimentos mais complexos, como estender a mão e girar o pulso, através de uma simulação virtual.

Este trabalho inicial permitiu que o paciente treinasse com um exoesqueleto mecânico com 14 articulações móveis.

Finalmente, Thibault conseguiu andar com o exoesqueleto. A máquina ainda estava presa ao teto para fornecer estabilidade, visto que ainda não havia o equilíbrio necessário para que o paciente caminhasse sozinho. No entanto, o movimento complexo demonstrou a capacidade de controlar o esqueleto com a mente.

“As nossas descobertas podem ajudar pacientes tetraplégicos a conduzir computadores através de sinais cerebrais, começando por cadeiras de rodas – onde a atividade cerebral substitui os joysticks – e progredindo para o desenvolvimento de um exoesqueleto para maior mobilidade”, completou o neurocirurgião e professor Stephan Chabardes.

Embora esta tecnologia não signifique que pessoas com paralisia possam andar sozinhas num futuro próximo, a caminhada de Thibault é um passo nessa direção.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Charlie" é o robô peixe-gato da CIA que permitiu pesquisas subaquáticas (e já realizou missões secretas)

De várias formas e tamanhos, os robôs têm sido sido muitas vezes usados por muitas entidades para trabalhos de pesquisa e investigação. A CIA não é exceção e por isso desenvolveu um peixe robótico chamado …

Possível obra de Banksy surge na parede de uma famosa prisão. Pode representar Oscar Wilde

Um graffiti possivelmente pintado pelo famoso artista de rua Banksy apareceu durante a noite no lado de fora de uma parede da prisão de Reading, no Reino Unido. Na madrugada desta segunda-feira, a obra foi avistada …

Na tentativa de tirar a selfie perfeita com um elefante, indiano acaba morto pelo animal

No passado domingo, dia 28 de fevereiro, um homem de 21 anos morreu enquanto tentava tirar uma selfie com um elefante. O animal andou a pairar por zona residencial e anteriormente já tinha matado uma …

Milhares de professores vacinados antes de médicos. Presidente do México acusado de fazer política com a vacinação

Milhares de professores do ensino público que lecionam nas zonas mais rurais do México foram vacinados contra o novo coronavírus antes dos profissionais de saúde que combatem a pandemia na mesma região. De acordo com …

Passageiros com documentos e teste de covid-19 falsificados detetados pelo SEF

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, no domingo, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, três cidadãos portadores de documentação falsa, dois dos quais na partida de um voo com destino à República da …

Coronadiktatur, Gesichtskondom, Fussgruss. Os alemães inventaram milhares de palavras novas sobre a pandemia

O confinamento de quase quatro meses na Alemanha não colocou restrições ao seu idioma de palavras multissilábicas. Os alemães inventaram mais de 1.200 novas palavras para descrever as regras e realidades da vida em tempo …

Ordem coordena vacinação de 4000 médicos "deixados para trás"

A Ordem dos Médicos vai vacinar cerca de quatro mil médicos que trabalham em hospitais e clínicas privadas e que, por algum motivo, não foram vacinados na altura devida. De acordo com um comunicado da ordem, …

A mais recente turbina eólica chama-se Wind Catcher e é portátil

Uma empresa dinamarquesa decidiu inovar e desenvolver uma turbina eólica portátil. O Wind Catcher é mais leve, mais poderoso e mais fácil de usar do que qualquer outro sistema de energia eólica no mercado. O Wind …

Spike Lee vai produzir série documental para o 20.º aniversário dos atentados de 11 de setembro

O realizador Spike Lee está a preparar uma série documental para estrear no 20.º aniversário dos atentados do 11 de Setembro, um "retrato sem precedentes" dos nova-iorquinos e da capacidade de recuperação depois da destruição …

Guru de investimentos, Warren Buffett, assume ter cometido um "erro"

O bilionário norte-americano Warren Buffett, considerado o "guru" dos mercados de investimento, assumiu ter cometido um erro quando adquiriu, em 2016, a Precision Castparts por 32,1 mil milhões de euros. Na carta que escreve anualmente para …