Histórica visita de Trump a Israel com polémicas e uma “palmada” de Melania a abrir

EPA / Atef Safadi / Lusa

Donald Trump e Melania Trump em visita oficial a Israel.

Donald Trump e Melania Trump em visita oficial a Israel.

A visita de Donald Trump a Israel está a fazer história e a causar polémica, nomeadamente por causa da deslocação ao Muro das Lamentações. Num âmbito menos político, Trump dá que falar por causa de uma “palmada” de Melania.

Ainda antes de entrar nos temas mais sensíveis da visita a Israel, logo à chegada ao aeroporto de Telavive, Donald Trump e Melania, a primeira dama dos EUA, protagonizaram um momento caricato, quando caminhavam ao lado do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, e da sua mulher, Sara, que iam de mãos dadas.

O Presidente dos EUA esticou a mão na direcção de Melania, como se quisesse imitar Netanyahu e a sua esposa. Ora, Melania respondeu com uma “palmada” na mão do governante, como que afastando-a de perto de si – momento que ficou registado em vídeo e que tem feito as delícias das redes sociais.

Visita histórica e polémica ao Muro das Lamentações

Mas a visita de Trump a Israel está a dar que falar também por motivos políticos e históricos – antes de mais pelo facto de Trump ter chegado a Israel num voo que partiu da Arábia Saudita, onde esteve em visita oficial nos últimos dias.

Este foi “o primeiro voo directo da história entre a Arábia Saudita e Israel”, diz a imprensa israelita.

Outro ponto polémico da visita de Trump a Israel é a visita ao Muro das Lamentações, na cidade velha de Jerusalém, na parte oriental ocupada, onde esteve com Melania e sem a presença de representantes do Estado israelita, numa visita a título privado.

Trump foi o primeiro inquilino da Casa Branca a visitar o Muro das Lamentações, o lugar mais sagrado do judaísmo. Até agora, os Presidentes norte-americanos em exercício tinham evitado esta rota, em alinhamento com a restante comunidade internacional, que não legitima a soberania de Israel sobre esta parte da cidade.

“Ligações indestrutíveis” com Israel

À chegada a Telavive, o Presidente norte-americano saudou as relações dos EUA e de Israel como “ligações indestrutíveis”, depois de ter sido recebido na pista do aeroporto internacional da capital israelita pelo Presidente Reuven Rivlin e a sua mulher, Nechama, e pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e pela sua mulher, Sara.

Trump reiterou também a sua convicção de que existe “uma rara oportunidade” para o alcance da paz na região.

“Temos perante nós uma rara oportunidade para conseguir a segurança, a estabilidade e a paz nesta região”, declarou, citado pela agência France Press, nas suas primeiras declarações públicas.

Novo ataque ao Irão

Num tom mais de “guerrilha” política, Trump repetiu fortes críticas ao Irão, afirmando que Teerão nunca poderá vir a ter armas nucleares.

Os EUA e Israel podem afirmar em simultâneo que o Irão nunca deve possuir uma arma nuclear e que deve cessar o financiamento, treino e equipamento mortífero para terroristas e milícias, imediatamente”, declarou o Presidente norte-americano acusando Teerão de apoiar “terroristas”.

Reafirmando a “duradoura amizade entre os EUA e o Estado de Israel” e o facto de serem “grandes aliados e parceiros”, Trump notou ainda, que os dois países precisam de fortalecer a cooperação por enfrentarem “ameaças comuns”, citando o Daesh e também “o Irão que impulsiona o terrorismo e financia e fomenta uma violência terrível”.

Trump também agradeceu a Benjamin Netanyahu o que definiu como “compromisso em avançar com a paz entre palestinianos e israelitas” e disse estar “desejoso em debater o processo de paz com o presidente palestiniano Mahmud Abbas”, com quem também se reúne nesta visita de 28 horas pela região.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana

O internacional português João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana e pode mesmo vir a ser opção do Atlético de Madrid para o jogo frente ao Granada, marcado para o próximo dia 23 …

Vítimas do franquismo pedem investigação à origem das jóias que a família Franco vai leiloar

A Associação para a Recuperação da Memória Histórica (ARMH), que inclui familiares das vítimas do franquismo, pediu ao Governo espanhol que investigue a origem das jóias que a família Franco vai leiloar. De acordo com …

"Sem dúvida". Montenegro diz que era capaz de derrotar Costa

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que é agora candidato à liderança do partido, afirmou, em entrevista ao jornal Público e à Rádio Renascença, que era capaz de derrotar António Costa.  "Acho que era …

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …