Hari, Mata Hari. A espia mais famosa do mundo foi fuzilada há 100 anos

Margaretha Zelle, aliás Mata Hari, aliás H21

Consagrada como dançarina na Paris da Belle Époque e mais tarde acusada de espionagem a favor dos alemães, a mítica dançarina Mata Hari foi executada por um pelotão de fuzilamento francês em 15 de outubro de 1917.

A espia mais famosa do mundo, Mata Hari, volta este domingo a Leeuwarden, a cidade no norte da Holanda que a viu nascer, com uma exposição que festeja o centenário da sua morte.

Antes de se transformar em mito, Margaretha Zelle era uma jovem simples, de uma família do norte da Holanda. O pai era vendedor de chapéus, um negócio lucrativo no fim do século XIX, o que permitiu que Margaretha tivesse tido aulas particulares de francês, alemão e inglês.

Na colecção podemos ver que era muito boa em idiomas. Já na sua infância tinha um sentido internacional da vida“, explicou à EFE o director do Museu da Frísia, Kris Callens.

A exposição reuniu dezenas dos seus objectos pessoais, fotografias, álbuns que a própria dançarina fazia de artigos jornalísticos e relatórios militares dos seus trabalhos de espionagem para os serviços secretos.

A ideia da exposição é caminhar com Mata Hari ao longo da sua vida. Não era só uma espia ou uma dançarina“, explica o conservador do museu, Yves Rocourt, “Mata Hari foi também Margaretha, uma pequena menina da Frísia, que teve uma infância feliz, que se transformou em mãe mais tarde, e que passou por muito na sua juventude“.

(dp) autor desconhecido / wikimedia

Mesmo numa cidade habituada à sensualidade, Mata Hari tirava o fôlego aos espectadores

Mata Hari brilhou pela primeira vez em Paris a 13 de março de 1905. Mesmo numa cidade habituada à sensualidade, a dançarina tirava o fôlego aos espectadores – os seus gestos graciosos transformavam-se em contorções insinuantes e, no fim, uma beldade completamente nua surgia à frente das fascinadas damas e cavalheiros da alta sociedade.

A estrela de Mata Hari como dançarina brilhou durante poucos anos, e o interesse por ela diminuiu. Em 1914, um ex-amante lhe propôs-lhe, de forma surpreendente, um contrato para o Teatro Metropolitano de Berlim. De repente, voltou a ter sucesso. Ministros, oficiais e até o príncipe herdeiro contavam-se entre os seus novos amantes.

A 1 de agosto de 1914, explodiu a Primeira Guerra Mundial. Não podendo ir para o “país dos inimigos”, a França, Mata Hari regressoi à Holanda, que manteve a neutralidade durante o conflito. Numa festa social, em maio de 1916, conheceu o adido de imprensa da embaixada alemã em Haia, Karl Kramer, membro dos serviços secretos.

Poucos dias mais tarde, Kramer procurou Mata Hari, mas por um motivo diferente  do que levava todos os homens até à mítica dançarina. Kramer não lhe falou de amor ou sexo, mas de pequenas tarefas que poderia executar em Paris e que o povo alemão saberia estimar. Tratava-se de espionagem.

(dp) autor desconhecido / wikimedia

“Não fui uma espia. Eu fui Mata Hari”

Lembrei-me dos meus valiosos casacos de pele, que tinham sido confiscados em Berlim, e achei que essa era a oportunidade ideal para os recuperar. Por isso, escrevi a Kramer e aceitei a oferta“, revelou mais tarde Mata Hari.

A oferta do agente alemão era de 20 mil francos. Com a alcunha de H21, Hari entrou para a lista dos agentes do serviço secreto alemão. A mais glamorosa espia de sempre não chegou a revelar nenhum grande segredo, mas chamou a atenção dos agentes franceses. Em 1917, com o mundo farto da guerra, foi o bode expiatório perfeito.

Mata Hari foi presa a 13 de fevereiro de 1917. Os interrogatórios duraram meses, e ninguém conseguiu provar nada contra ela, mas foram descobertos os 20 mil francos de Kramer. A punição para espionagem era a pena de morte.

Sete meses após a sua prisão, a 15 de outubro de 1917, Mata Hari foi executada em Vincennes por 12 soldados de um regimento francês de artilharia. Recusou usar uma venda nos olhos. “Quero olhar os soldados nos olhos”, disse a dançarina, “Tenho orgulho do meu passado e não fui uma espia. Eu fui Mata Hari“.

ZAP // EFE / Deutsche Welle

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia acusa Trump de intimidação

Marie Yovanovitch, antiga embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, denunciou esta sexta-feira a existência de uma campanha para a descredibilizar levada a cabo por Donald Trump com ajuda de ucranianos, no inquérito para a destituição …

Subida do Salário Mínimo Nacional vai aumentar as propinas

A subida do Salário Mínimo Nacional para os 635 euros em 2020, vai ter influência em valores a pagar ou a receber, nomeadamente nas propinas mínimas do Ensino Superior público e nos tectos do Fundo …

É essencial um acordo internacional para taxar “gigantes” tecnológicos, defende Costa

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou esta sexta-feira insustentável do ponto de vista social a situação em que classes médias e pequenas empresas suportam a maior parte do esforço fiscal e defendeu um acordo …

Lisboa entre as cidades com trânsito mais caótico do mundo

Um estudo da Mister Auto - marca líder de mercado na venda de peças para automóveis - agora divulgado revelou que Lisboa está na 74.ª posição no 'ranking' das cidades mais circuláveis. Ou seja, muito …

Parlamento rejeita reforçar subsídio de doença para doentes crónicos e oncológicos

A Assembleia da República rejeitou esta sexta-feira, na generalidade, reforçar o subsídio de doença para doentes crónicos, oncológicos ou graves. Em causa estavam dois projetos de lei de Bloco de Esquerda e PCP e um projeto …

Vacas levadas pelo furacão Dorian aparecem dois meses depois

Três vacas desapareceram de uma ilha na Carolina do Norte, em setembro, na sequência do furacão Dorian. Nas últimas semanas, foram encontradas a oito quilómetros de distância. As três vacas desaparecidas de uma ilha na Carolina …

Criptomoedas são "péssima ideia" e interferem com a política monetária

O Nobel da Economia de 2007, Eric Maskin, afirmou, em entrevista à Lusa, que as criptomoedas são uma "péssima ideia", alertou que interferem com as medidas de política monetária e partilhou que tem esperança que …

PSD aponta Rio e Pinto Balsemão para Conselho de Estado. PS indica Louçã e Carlos César

PS e PS revelaram esta sexta-feira quais os nomes que vão indicar para o Conselho de Estado. O antigo governante Francisco Pinto Balsemão, o líder do PSD, Rui Rio, e o bloquista Francisco Louçã são …

Empresário de Schumacher diz que foi proibido de visitar o antigo piloto

O antigo empresário de Michael Schumacher, Willi Weber, disse não saber qual é o estado de saúde do antigo piloto, revelando ainda que a sua mulher, Corinna Schumacher, o proibiu de o visitar por temer …

Nevões em França causam um morto e deixam 300 mil famílias sem energia

Os fortes nevões que afetam França desde quinta-feira causaram a morte a uma pessoa e cortes de energia que estão a privar de eletricidade 300 mil famílias, sobretudo no sudeste do país. Um motorista de 63 …