Na China, Harbin pode tornar-se a nova Wuhan e relançar o surto

Roman Pilipey / EPA

A cidade de Harbin tem 10 milhões de habitantes e calcula-se que cerca de 400 pessoas infetadas tenham entrado na cidade vindas da Rússia. As autoridades receiam que se torne na nova Wuhan.

A China anunciou hoje 11 novos casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus e nenhuma nova morte pelo 11.º dia consecutivo, o que dá força a uma tendência de que a propagação do vírus está a abrandar no país.

No entanto, cinco dos novos casos ocorreram na província de Heilongjiang, uma área da fronteira nordeste com a Rússia que sofreu um aumento de infeções. É nesta província que se localiza a cidade de Harbin. Com 10 milhões de habitantes, um homem infetou 78 pessoas e lançou o pânico de um possível novo surto e tornar-se a nova Wuhan, escreve o Observador.

Isto acontece numa altura em que a China tenta regressar à normalidade após ter imposto várias medidas restritivas para impedir a disseminação do coronavírus. Pequim já anunciou que vai proibir a partir de 1 de junho um conjunto de comportamentos considerados “não civilizados” para melhorar a higiene em locais públicos como medida de combate à pandemia de covid-19.

Espirrar ou tossir sem cobrir o nariz ou a boca e andar sem máscara em locais públicos, em caso de doença, são comportamentos que passam a fazer parte de uma nova lista de infrações na capital chinesa.

Wuhan, na província de Hubei, foi o epicentro inicial do surto e conta hoje com 82.816 casos confirmados. O número de infetados na cidade tem crescido lentamente nos últimos tempos. “A China não autoriza encobrimentos”, atirou o Governo chinês, assegurando que os números divulgados são os verdadeiros.

Um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês admitiu que houve “atrasos e omissões” no registo das vítimas, mas assegurou ter havido uma “resposta irrepreensível” ao surto. Ainda assim, logo no fim-de-semana seguinte a estas declarações, 18 funcionários políticos foram despedidos por não conseguirem evitar o novo surto em Harbin.

Assim que a China começou a reabrir as fronteiras, calcula-se que cerca de 400 pessoas infetadas tenham entrado na cidade vindas da Rússia. O medo que a situação se descontrole até já levou as autoridades a pagarem 260 euros para que os cidadãos denunciem pessoas que sejam vistas a regressar sem passar pelo pontos de controlo.

“Não vou nunca mais levar a minha filha ou meus pais lá fora. Se precisarmos de comida ou vegetais, deixamos o meu marido comprá-lo no caminho de volta”, disse à Reuters uma moradora de 34 anos de Harbin.

Os que chegam à cidade vindos do estrangeiro têm de ficar 28 dias em quarentena e fazer dois testes para a covid-19.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Espanha 0-0 Suécia | Muro amarelo trava fúria espanhola

A Espanha e a Suécia empataram hoje 0-0 em jogo da primeira jornada do Grupo E do Euro2020 de futebol, naquela que foi a primeira partida sem golos na competição até ao momento. No estádio La …

Covid-19. Variante indiana causa doença mais grave, dizem médicos chineses

A Delta está a causar doença mais grave e mais rapidamente do que durante a primeira vaga, informaram médicos na zona de Guangzhou, no sudeste da China, onde surgiu um surto recente provocado por esta …

Do café aos brinquedos. Preço do transporte de mercadorias vai atingir a nossa carteira mais cedo do que se pensava

Os preços exorbitantes do transporte de mercadorias pelo mundo poderão atingir a sua carteira mais cedo do que pensa. Mais de 80% de todo o comércio de mercadorias é transportado pela via marítima, mas o alto …

Tal é a qualidade de Portugal, que o treinador da Hungria "podia ser motorista ou roupeiro"

O selecionador da Hungria, o italiano Marco Rossi, afirmou hoje que "até podia ser o motorista ou rapaz dos equipamentos" da seleção portuguesa, tal é a qualidade dos jogadores lusos que vão disputar o Euro2020. “Estamos …

Destroços de avião descobertos no fundo de um lago nos EUA podem pôr fim a um mistério de 56 anos

Trabalhadores que testam equipamentos de investigação subaquática dizem ter encontrado os destroços de um pequeno avião nas profundezas do lago Folsom, na Califórnia. A confirmar-se, podem ter resolvido um mistério com 56 anos. As imagens de …

Norte-americanos envolvidos na fuga de Carlos Ghosn declaram-se culpados

Os dois norte-americanos acusados de ajudarem o ex-presidente da Nissan Carlos Ghosn a fugir do Japão quando aguardava julgamento em liberdade sob fiança declararam-se esta segunda-feira culpados perante a justiça japonesa. De acordo com fontes da …

Enfermeira tentou provar que as vacinas tornam as pessoas magnéticas (mas não correu como previsto)

Na semana passada, a enfermeira negacionista de Ohio Joanna Overholt tentou, durante uma sessão legislativa, provar que as vacinas contra a covid-19 tornam as pessoas magnéticas. Mas não foi bem sucedida. O teste do íman resulta …

Foda e Kostadinov: as recordações à volta do Áustria-Macedónia do Norte

O selecionador da Áustria e um dos jogadores da Macedónia do Norte trouxeram memórias dos anos 90. O jogo entre Áustria e Macedónia do Norte, que terminou com vitória austríaca por 3-1, não estava propriamente na …

Paquistão. Quem não se vacinar pode ficar sem acesso ao telemóvel

O governo regional de Punjab, no Paquistão, decidiu que os cidadãos que não se vacinarem contra a covid-19 "ao fim de um certo tempo" podem ver o cartão SIM do seu telemóvel bloqueado. "Estamos a fazer …

Seleção Nacional testa negativo na véspera da estreia no Europeu

Depois do susto de João Cancelo, que testou positivo ao novo coronavírus, a seleção nacional respira de alívio na véspera da estreia no Europeu, depois de ter testado negativo à covid-19. Esta segunda-feira de manhã, a …