Hacker português nega esquema de chantagem e criação do Football Leaks

Peter De Voecht and Vincent Kalut / Photo News / rscanderlecht / Flickr

-

O suposto autor do blogue Football Leaks, que tem divulgado documentos confidenciais sobre as transferências de vários jogadores da Liga Portuguesa, foi divulgado como sendo um hacker português – que nega a acusação e se diz vítima de difamação.

Foi o blogue Football Leaks Revealed que avançou com o nome de Rui Pinto, um português de 27 anos, residente em Budapeste, na Hungria, que terá histórico como hacker, como o pretenso autor da divulgação dos contratos de transferência de jogadores de Benfica, FC Porto e Sporting no site Football Leaks.

O caso acabou por ter eco em Espanha, onde o jornal Marca avança que o português terá recorrido a hacking para conseguir acesso aos documentos confidenciais que terá divulgado.

O diário salienta que Rui Pinto terá tido a colaboração do advogado Aníbal Pinto e que ambos terão montado um suposto esquema em que chantageariam os clubes portugueses com a divulgação dos documentos para obterem dinheiro.

Segundo o diário espanhol, os dois terão “extorquido e chantageado diversos clubes e, quando estes não pagavam, tornavam públicos os documentos”.

Em 2013, o mesmo Rui Pinto terá feito um ataque informático ao Banco Caledónia, das Ilhas Caimão, transferindo 300 mil dólares para o Deutsche Bank. O alegado hacker terá sido detido, mas o seu advogado conseguiu que pagasse apenas uma multa de 100 mil dólares como “castigo”, frisa o desportivo espanhol.

Em declarações ao CM, Rui Pinto garante que não tem nada a ver com o Football Leaks e que isto não passa de uma campanha de difamação contra si.

Entretanto, o Football Leaks Revealed retirou parte do conteúdo alusivo a Rui Pinto. Segundo o site, estes conteúdos foram removidos “depois da recepção de uma queixa válida a propósito da publicação de informação privada”.

Há dias, o jornal alemão Der Spiegel publicou uma entrevista com o pretenso autor do Football Leaks, a quem chamava apenas “John”, notando que seria um português residente em Budapeste.

Nesta entrevista, “John” assegurava que Jorge Mendes, o super-agente de futebol que representa Cristiano Ronaldo, entre outros futebolistas de topo, teria contratado detectives para o localizarem e que um empresário de futebol lhe ofereceu 650 mil euros pelos documentos a que teve acesso.

Uma proposta que terá recusado, alegando que se vendesse “não estaria a ser melhor” do que aqueles que denuncia.

Por revelar fica agora apenas o nome do criador do Futebol Leaks Revealed.

ZAP //

ACTUALIZAÇÃO – 12 SETEMBRO 2018:

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Foi a escuridão (e não o frio) que ditou a extinção dos dinossauros

Uma nova investigação sobre o asteróide que causou a extinção dos dinossauros sugere que foi a escuridão, ainda antes do frio, que ditou o fim destes animais. De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram …

34 anos depois, dados da Voyager 2 revelam mais um segredo de Urano

Mais de 30 anos depois, os dados da Voyager 2, que sobrevoou o planeta em 1986, permitiram aos cientistas da NASA desvendar mais um segredo de Urano. Em janeiro de 1986, a Voyager 2 sobrevoou Urano. …

Está a nevar em Plutão

Em julho de 2015, a sonda New Horizons da NASA concluiu uma longa e árdua jornada pelo Sistema Solar, viajando a 36.000 mph durante nove anos e meio. Toda a missão focava-se em mapear a …

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …