Habitantes de Veneza aprovam independência de Itália em referendo

Os cerca de 3,8 milhões de habitantes da cidade italiana de Veneza e da sua região em idade de votar exprimiram-se de forma favorável à independência, com 89 por cento dos votos.

A votação, sem força legal, decorreu desde segunda-feira, na internet.

Os números divulgados esta noite em Treviso, no nordeste italiano, indicam que votaram 2.360.235 pessoas, equivalentes a 73% do do universo eleitoral regional.

A proclamação oficial dos resultados foi feita perante uma multidão de centenas de pessoas, muitas das quais com a bandeira da Sereníssima, o outro nome dado à República de Veneza.

O “sim” obteve 2.102.969 votos e o “não 257.276 (11%), informaram os organizadores desta consulta, que se propunha destacar a região do Veneto do resto da península italiana.

Lançado por um comité designado Plebiscito.eu, este resultado não tem qualquer consequência jurídica ou política, mas vai servir para apoiar um apelo para a realização de um referendo sobre a independência da Veneto.

No espírito dos promotores do escrutínio, o novo país inspirar-se-ia da República da Veneza, nascida na Idade Média e que foi uma grande potência económica e política, até à sua queda perante Napoleão Bonaparte, em 1797.

Questionado na quarta-feira pela imprensa estrangeira em Roma, o governador da região do Veneto, Luca Zaia, estimara que a capital italiana “continua a pensar que é a cabeça de um império”, tratando a região “como estando na periferia do império”.

Zaia, que está à cabeça de uma região que paga 71 mil milhões de euros de impostos, 21 mil milhões mais do que estima receber em investimento e serviços, acrescentara: “Nós, Venezianos, temos a sensação de só servir para pagar impostos”.

A organização de um referendo necessita ser aprovado por um conselho regional, antes de ser submetido ao parlamento nacional.

Se estas etapas foram superadas positivamente, e se o referendo se fizer, “seria provavelmente declarado anticonstitucional pelo governo”, admitiu Zaia, contrapondo que “a região faria apelo” até conseguir os seus fins.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não seria interessante que o título noticiasse de forma correcta – “Habitantes da região do Veneto, cuja capital é Veneza, aprovam a sua independência de Itália!”
    em vez do aproveitamento sensacionalista da inversão?
    Inversão essa cuja construção em mau português remete mesmo, para algo incongruente: – a independência de um país já independente, a Itália…

  2. Caro Miguel, obrigado pela sua sugestão, que é irrepreensível.
    Entendemos no entanto correcta também a versão corrente do título, que optamos por manter.

RESPONDER

Asteróide passará esta sexta-feira pela Terra a 27.000 km/hora

Um asteróide de grandes dimensões passará pela Terra, atingindo o seu ponto mais próximo do nosso planeta esta sexta-feira, dia 6 de dezembro. O corpo celeste, importa frisar, não representa qualquer perigo para o Homem. …

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …

Marco Silva despedido do Everton

O treinador português Marco Silva foi hoje despedido pelo Everton, clube da Primeira Liga inglesa de futebol, um dia depois do desaire por 5-2 no reduto do rival da cidade, o campeão europeu Liverpool. “O Everton …

Líder Supremo do Irão aprova medidas para reconhecer como "mártires" os mortos dos recentes distúrbios

O líder supremo do Irão aprovou as recomendações de um relatório oficial propondo o reconhecimento como "mártires" dos mortos nos recentes distúrbios no país sem que tenham "desempenhado qualquer papel", indicou esta quinta-feira o seu …

OE2020. Governo quer baixar preço da luz sem mexer no IVA

O Governo socialista está a estudar hipóteses "alternativas" para baixar o preço da luz sem mexer na taxa do IVA, devendo estas soluções constar já da proposta inicial do Orçamento de Estado para 2020 (OE2020). De …

Pelosi acionou votação para impeachment a Trump. "Os factos são incontestáveis"

A Presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, anunciou esta quinta-feira que o órgão irá avançar com a redação de acusações contra o Presidente norte-americano, no âmbito do processo de impeachment. “As ações …

Relação volta a contrariar Ivo Rosa. Depoimentos de Salgado nos casos BES e Monte Branco podem ser usados na Operação Marquês

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) autorizou a utilização na Operação Marquês dos depoimentos do banqueiro e arguido Ricardo Salgado, prestados nos processos Monte Branco e Universo GES/BES, contestando a decisão de Ivo Rosa, …