//

Há um hotel boutique à espera do viajante exigente. Melhor dizendo, há 3 mil

(dr) splendia.com

Para alguns viajantes, a procura de hotel começa nas 5 estrelas.

Para alguns viajantes, a procura de hotel começa nas 5 estrelas…

ARTIGO PATROCINADO

A massificação da internet em todo o mundo e do seu uso generalizado para melhorar a experiência dos consumidores trouxe a popularização de todo o tipo de serviços que prometem preços apelativos na reserva online de viagens e hotéis – muitas vezes à custa da qualidade do serviço encontrado no local de destino.

Mas o viajante que não se contenta com algo menos que o melhor, que viaja em executiva e gosta de ter a senhora Moët e o senhor Chandon à espera de o receber no hotel, representa um mercado apetecível e crescente, que não se revê na maior parte dos sites de reserva de hotéis existentes.

Foi para atender este mercado que nasceu em 2004 o Splendia, um serviço online de  reserva de hotéis boutique e de luxo, fundado por Elie de Coignac e Benoît Durand, dois empreendedores que se cruzaram em Marrakech e perceberam que tinham três paixões em comum: o comércio online, as viagens, e sobretudo o luxo.

Em 13 anos de actividade, o Splendia cresceu vertiginosamente, apostando em construir uma larga oferta dos mais requintados e aprazíveis alojamentos para clientes especiais, com luxuosos hotéis boutique, villas elegantes, hotéis design e de charme, private beach ou spa, nos mais incríveis locais do mundo – e, claro, com serviço personalizado a condizer.

O serviço tem actualmente uma oferta curada de mais de 3.500 hotéis, escolhidos a dedo por uma equipa de mais de 40 pessoas que viaja pelo mundo à procura do hotel certo, e conta com mais de 400.000 membros, a maior parte dos quais na Europa.

Para fazer parte do portfolio Splendia, um hotel tem que ter qualidades excepcionais numa exigente lista de critérios, que verifica a localização, arquitectura, design, e principalmente a qualidade do serviço prestado.

A empresa espanhola, sediada em Barcelona, foi adquirida o ano passado por valores não divulgados pelo grupo francês Voyage Privé. Para Elie de Cognac, o objectivo principal da operação foi fazer crescer o projecto. “Precisávamos do apoio de um operador industrial”, disse então o co-fundador do Splendia.

A aquisição permitiu à Voyage Privé alargar a sua base instalada a um conjunto apetecível de operadores de luxo, e principalmente acrescentar à sua operação tradicional uma plataforma de booking online de comprovada qualidade.

Com efeito, o serviço orgulha-se de publicitar a quem visita o seu site a sua muito elevada taxa de satisfação. 97% dos seus mais de um milhão de clientes estão satisfeitos.
Os restantes 3%, acham que há hotéis de 8 estrelas.

  aeiou // Splendia

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.