Há 80 mil portugueses com salários em atraso em Angola

USACE HQ / Flickr

Cerca de 80 mil trabalhadores portugueses do setor da construção estão com ordenados em atraso em Angola.

O presidente do Sindicato da Construção Civil, Albano Ribeiro, garante ao Jornal de Notícias que há cerca de 80 mil trabalhadores portugueses com salários em atraso em Angola e que pelo menos mil dos operários que vêm passar o Natal a Portugal já não devem regressar ao país africano.

“Há, de certeza, mais de mil trabalhadores da construção que já não tencionam regressar. E sei-o pelos contactos que estou a receber das famílias”, descreve o sindicalista, que reconhece que a tendência “não é para as coisas melhorarem”.

Albano Ribeiro refere que dos cerca de 200 mil trabalhadores portugueses que trabalham na construção, “40% têm entre dois e seis meses de salários em atraso“, e adianta que o sindicato já tem recebido pedidos de ajuda de famílias com dificuldades financeiras e que “há muitos trabalhadores que querem regressara Portugal e nem dinheiro para o avião têm”.

A Soares da Costa é uma das empresas afetadas. “Estão com dois ou três meses em atraso e têm 400 trabalhadores em Portugal que estão em casa. Uma situação que nos preocupa muito, porque é insustentável”, refere o dirigente sindical, que assegura que “há muitas empresas com obras paradas” e que não faltam casos de abandono.

O sindicalista reconhece que a maioria dos vencimentos em dívida é de “angariadores de mão de obra que, quando a crise se agudizou, desapareceram de cena”, altura em que as grandes empresas “apostaram em novos mercados, seja em África, seja na Europa, e estão a deslocalizar para lá os trabalhadores que tinham em Angola”.

A origem do problema estará na crise do petróleo, mas Albano Ribeiro considera que a questão vai muito além disso, dando o exemplo do Gana e do Senegal, países onde os trabalhadores do setor estão também a enfrentar dificuldades.

Manuel Reis Campos, presidente da Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI), não confirma estes números, mas admite que a situação em Angola é, de facto, muito complicada. “O mais grave é o arrastar desta crise no tempo, com o desgaste que isso causa às empresas e aos seus trabalhadores”, sublinha.

Segundo dados da CPCI, Portugal é o segundo país com maior presença no setor da construção africano. Dos 5,3 mil milhões de euros de faturação das construtoras nacionais no mercado internacional, dois mil milhões – mais de um terço – vêm de Angola.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois é o petróleo e os diamantes não podem dar para todos! A história vai-nos revelando pouco a pouco a verdadeira realidade e de que lado está a razão.

RESPONDER

Turistas estão a invadir Hallstatt, a aldeia austríaca que terá inspirado "Frozen"

Considerado Património Mundial pela UNESCO desde 1997, Hallstatt, na Áustria, possui apenas 778 moradores e tem uma sequência de casas em estilo alpino. Em 2010, antes do lançamento do primeiro filme da Disney, "Frozen", a cidade …

Teerão vai enviar caixa negra do avião abatido para a Ucrânia

O Irão vai enviar para a Ucrânia as gravações da caixa negra do avião ucraniano que abateu acidentalmente, na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais. Hassan Rezaeifer, chefe de investigações de acidentes do …

António Folha já não é treinador do Portimonense

O treinador apresentou a demissão do comando técnico do Portimonense, este sábado, depois de perder na deslocação ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 3-0. "Antes de me fazerem qualquer pergunta sobre o jogo, queria transmitir que …

Há pombos cowboys em Las Vegas (e voluntários estão a tentar salvá-los)

Por alguma razão, alguém decidiu colar chapéus vermelhos minúsculos de cowboy em pombos de Las Vegas, nos Estados Unidos. Agora, a equipa do Lofty Hopes Pigeon Rescue está a tentar salvá-los. Há uma missão para resgatar …

Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual …

Paulo Gomes é o novo presidente do Vitória de Setúbal

O ex-vice-presidente, líder da lista D, foi eleito presidente do Vitória de Setúbal para o mandato 2020-2023, com um total de 875 votos. Paulo Gomes, de 50 anos, foi o mais votado das cinco listas candidatas, …

O mercado online de leite materno está a crescer (mas pode ser mau para os bebés)

https://vimeo.com/385229063 Para os pais que querem que o seu filho beba leite materno, mas que não conseguem produzi-lo, a possibilidade de o poder comprar na Internet pode parecer uma boa solução. No entanto, este mercado não …

Regina Duarte convidada para suceder a secretário da Cultura demitido

A atriz brasileira confirmou, na sexta-feira, ter sido convidada pelo Presidente do país para liderar a Secretaria da Cultura do Governo, após a exoneração de Roberto Alvim por ter parafraseado um discurso nazi. "É isso, recebi …

Universidade de Harvard quer criar 127 novos estados nos EUA

A Harvard Law Journal, da Universidade de Harvard, publicou um plano ousado - mas, segundo os autores, completamente constitucional - para salvar a democracia: criar 127 novos e minúsculos estados. Atualmente, todos os estados dos Estados …

IL quer reduzir IVA da alimentação infantil e retirar limitação etária nas deduções do IRS

A Iniciativa Liberal apresentou, esta sexta-feira, duas propostas para reduzir o IVA da alimentação para crianças pequenas para 6% e para eliminar a limitação etária na dedução do IRS para famílias que tenham mais do …