Grindr partilhou informação dos utilizadores sobre VIH

Banitsa / Flickr

A aplicação de encontros para homossexuais Grindr defendeu-se depois de protestos devido à partilha de dados dos seus utilizadores com duas empresas externas.

Entre outras coisas, na segunda-feira os utilizadores da aplicação de encontros para homossexuais Grindr ficaram a saber que a plataforma tinha providenciado informação sobre o estado do VIH dos seus utilizadores, incluindo a data do último teste, revela a BBC.

Desde 2009, data em que nasceu, a Grindr tem lutado publicamente pela promoção de relações homossexuais saudáveis, promovendo campanhas de prevenção contra o VIH e outras doenças sexualmente transmissíveis.

A Grindr, que conta com 3,6 milhões de utilizadores em todo o mundo, defendeu-se das acusações argumentando que os dados terão sido partilhados em linha com práticas industriais padrão, e que a aplicação tinha sido injustamente acusada. Além disso, acrescentou a Grindr, a informação não terá sido partilhado com empresas publicitárias.

As companhias que receberam a informação – a Apptimize e a Localytics – são pagas para monitorizar a forma como os utilizadores interagem com o software de forma a perceber o que pode ser melhorado.

A informação mais sensível terá sido encriptada, revelou a Grindr, apesar de um grupo de campanha da Noruega ter dito que a partilha de outros dados não encriptados pode incorrer numa potencial invasão de privacidade.

“O VIH está ligado a todas as outras informações. É esse o principal problema”, disse Antoine Pultier da Fundação para Pesquisa Científica e Industrial (SINTEF) em entrevista ao BuzzFeed e autor da denúncia. “A isto eu chamo incompetência de alguns criadores que enviam tudo, incluindo informação sobre o VIH”.

No entanto, o chefe do Departamento de Segurança da Grindr, Bryce Case, disse ser comum a partilha de dados dos utilizadores com terceiros, tendo em vista o objetivo de melhorar a aplicação. “Entendo que o ciclo noticioso de momento esteja muito focado nestes assuntos”, afirmou. “Mas o que está a acontecer com a Grindr é injusto”.

De momento, a Grindr já terá parado a partilha de informações sensíveis sobre os seus utilizadores com a Apptimize e está em processo de encerrar a partilha com a Localytics.

Aos utilizadores da Grindr é dada a opção de partilhar o status de VIH no seu perfil, assim como o último teste realizado – uma opção apoiada, segundo a empresa, por grupos LGBT e organizações internacionais de saúde.

A informação é disponibilizada para potenciais pretendentes na aplicação e pode também servir para ativar outros recursos, como lembretes para a data do próximo teste e locais onde o poderão realizar.

“Cabe a cada utilizador determinar o que partilhar sobre si no perfil”, disse a Grindr num comunicado. E acrescentou: “A Grindr nunca, jamais, vendeu ou venderá informações de utilizadores pessoalmente identificáveis – especialmente informações sobre o status de VIH ou a data do último teste – para terceiros ou anunciantes”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Júlio Isidro recebe Medalha de Mérito Cultural

O Governo atribuiu a Medalha de Mérito Cultural ao locutor e apresentador de televisão Júlio Isidro, realçando o “inestimável trabalho de uma vida dedicada” ao audiovisual. A entrega da Medalha de Mérito Cultural foi feita, num …

EUA. Mulher é detida após tentar construir uma bomba numa loja da Walmart

Uma norte-americana foi detida numa loja da Walmart, na Florida, Estados Unidos (EUA), após tentar construir uma bomba dentro do estabelecimento comercial. A mulher, que tinha uma criança consigo, foi identificada pelo segurança quando andava sem …

Simeone reitera confiança em João Félix. "Acreditamos totalmente nele"

O técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone, voltou a falar de João Félix esta sexta-feira, reiterando toda a confiança no avançado de 20 anos. "A Supertaça foi mais um passo de experiência para um rapaz …

Ensino Superior com mais concursos para professores em 2019

As instituições de Ensino Superior abriram, em 2019, mais 948 concursos para a carreira docente do que em 2018, anunciou, esta quinta-feira, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. De acordo com uma nota do …

Paulo Gonçalves. Seguradoras atrasam autópsia e trasladação do corpo para Portugal

Paulo Gonçalves faleceu no domingo, aos 40 anos, na sequência de uma queda sofrida ao quilómetro 273 da sétima de 12 etapas do Rali Dakar. Exigências das seguradoras quanto a despistes toxicológicos ao corpo de Paulo …

Estivadores vão fazer greve em Setúbal e ameaçam fazer o mesmo em Lisboa

O Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) revelou esta sexta-feira que vai entregar já na segunda-feira um pré-aviso de greve no Porto de Setúbal e ameaça fazer o mesmo no Porto de Lisboa. “Os trabalhadores …

Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton. A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no …

Filho do presidente da Câmara de Pedrógão Grande "sem memória" no caso da reconstrução de casas

O adjunto do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Telmo Alves, que também é filho do autarca, disse em Tribunal que desconhece o processo de reconstrução das casas ardidas no incêndio no concelho, em 2017, …

Joacine não está inscrita no congresso do Livre

De acordo com o semanário Expresso, a deputada única do Livre não se inscreveu na reunião magna do partido, que se realiza este fim de semana, em Lisboa. A deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, e …

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE aos contratos individuais do Estado e aos precários regularizados no PREVPAP, disse Alexandra Leitão, esta sexta-feira, no Parlamento. A ministra da Modernização do Estado e da Administração …