Greve pode atrasar ano letivo. Férias dos professores em risco

ustock

A greve dos professores está a atrasar o lançamento das avaliações, mas pode também complicar o arranque do próximo ano letivo. Como as avaliações ainda não foram realizadas, não é possível avançar para os processos de matrículas e constituição de turmas. 

“Teoricamente, a maior parte dos docentes vai de férias a 20 de julho. Se o processo de avaliações não estiver concluído, duvido que as escolas deixem os professores ir de férias. Vamos ter uma enorme quantidade de docentes a reclamar que lhes paguem as férias”, disse Manuel António Pereira, presidente da direção da Associação Nacional de Dirigentes Escolares (ANDE), em declarações ao Diário de Notícias.

Segundo o presidente, há, neste momento, “muito trabalho em standby à espera que se conclua este ano letivo”. Por esta altura, sustenta, “o processo de preparação do próximo ano letivo devia estar adiantado, mas há áreas em que está muito atrasado”.

Manuel Pereira alerta ainda que sem o processo de avaliação estar concluído, “não se pode avançar com as matrículas, a constituição de turmas ou a definição do número de professores que vai ser preciso. Funciona tudo em cadeia“.

O presidente da ANDE confessa estar “muito preocupado”, porque “embora o ano letivo até possa começar na data prevista, há um longo caminho a percorrer e, neste momento, está tudo parado”. Ressalva, no entanto, que “a situação não é catastrófica, porque é sempre possível recuperar à custa do trabalho de pessoas que não vão de férias”.

Por tudo isto, Manuel Pereira considera que “é preciso que o Ministério da Educação encontre uma ponte de entendimento com os sindicatos e as escolas, para que o ano letivo possa ser preparado com paz e tranquilidade, o que não está a acontecer”.

Foram na quinta-feira anunciados os resultados do inquérito que os sindicatos distribuíram pelos professores. 97% dos docentes garante não abdicar da contagem total do tempo de serviço em que a carreira esteve congelada. 70% entende que que é tempo de voltar à mesa de negociação com o Governo.

O inquérito decorreu nos últimos quatro dias, online e nas escolas, tendo participado 50.738 professores. Está marcado para a próximo dia 11 de julho um encontro entre o Ministério e as organizações sindicais.

Tal como os professores, a atitude do Ministério continua irredutível. Numa convocatória enviada esta semana, o Governo propõe a contagem de dois anos, dez meses e 18 dias – uma contabilização muito aquém da pretendida pelos professores.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

    • Horas extraordinárias?!!! Isso não existe nos recibos de vencimentos dos profs.! Devia existir, devia! Mas não… Nem se conseguem contabilizar!

    • Golpe é fazerem muitas horas extras e não serem minimamente remunerados ou valorizados. Golpe é sermos sempre as cobaias de sucessivos governos e políticas educativas totalmente alheadas da realidade… Golpe é muitos políticos se reformarem aos 50 com autênticas fortunas e sem terem contribuído para ninguém sem ser o seu bolso! Mas é da cor do meu partido, aí está tudo bem, certo?

  1. Como se sentirão os professores não comunas que estão a ser usados pelos comunas contra o governo e que sabem que logo que passe a azia aos comunas serão esquecidas as reivindicações e muito bem congeladas para voltarem a ser descongeladas quando os comunas delas necessitarem para usarem como arma de arremesso e chantagem.

    • Deixem-se de politiquices estúpidas. Não somos marionetas de ninguém. Onde se admite quererem passar uma borracha sobre mais de 7 anos de trabalho? Inadmissível! Se fosse consigo!?! Vergonha!!!

RESPONDER

Comer muitas refeições takeaway pode aumentar a probabilidade de morte

Comer demasiadas vezes refeições takeaway pode afetar negativamente a saúde das pessoas. Isto porque, muitas vezes, a comida em causa é fast food. A pandemia de covid-19 veio intensificar a adoração das pessoas pelas refeições takeaway. …

Fezes de morcego ajudam a decifrar o passado da humanidade

Uma equipa de investigadores australianos usou fezes de morcego para ajudar a entender uma parte do passado dos nossos ancestrais. Para perceber melhor como é que artefactos antigos são alterados pelo sedimento em que estão enterrados …

"É como fogo". Dezenas de pessoas morreram na República Dominicana após ingestão de álcool ilegal

Depois de dezenas de pessoas morreram por intoxicação nas últimas semanas, as autoridades da República Dominicana acabaram por fechar várias lojas de bebidas alcoólicas. As lojas de bebidas clandestinas situavam-se sobretudo na capital, Santo Domingo, mas …

Eis AlphaDog, a resposta da China para o cão-robô norte-americano Spot

A empresa de tecnologia Weilan, sediada em Nanjing, na China, desenvolveu o AlphaDog, um cão-robô que usa sensores e inteligência artificial (IA) para realizar uma série de aplicações, incluindo entrega de encomendas e orientação para …

E se a vacina contra a covid-19 se chamasse Trumpcine? O "sir" sugeriu e Donald Trump gostou

No fim de semana passado, durante um encontro do Comité Nacional Republicano, o ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que alguém sugeriu que as vacinas disponíveis contra a covid-19 deveriam receber o seu nome. …

O custo da paz mundial é bastante inferior ao custo da guerra

Um recente relatório do Instituto de Economia e Paz (IEP) conclui que o custo dos países com a violência é bem superior ao custo com a paz mundial. O Instituto de Economia e Paz estima que, …

Malta vai pagar aos turistas que visitarem a ilha durante o verão

Numa altura em que pandemia não tem dado tréguas ao setor do turismo, Malta anunciou um conjunto de medidas com o objetivo de encorajar os viajantes a visitarem o país e a ficarem hospedados nos …

Pentágono confirma que filmagens de OVNI em forma de pirâmide são autênticas

Uma nova série de imagens e vídeos de OVNIs (Objetos Voadores Não Identificados) filmados pela Marinha dos Estados Unidos foi agora confirmada como autêntica pelo Pentágono. Enquanto muitas pessoas geralmente se referem a avistamentos misteriosos …

Irão vai aumentar produção de urânio enriquecido em resposta ao “terrorismo nuclear” de Israel

O Irão justificou esta quarta-feira a decisão de enriquecer urânio a 60% como resposta ao “terrorismo nuclear” e à “maldade” israelita, referindo-se ao alegado ataque contra a central de Natanz, no domingo. “A decisão de enriquecer …

Possibilidade de ser reinfetado baixa 84% para quem já teve covid-19

Um novo estudo indica que a infeção prévia por SARS-CoV-2 protege a maioria dos indivíduos contra a reinfecção durante uma média de sete meses As probabilidades de reinfeção não descem até zero, mas um novo estudo, …