Greve dos enfermeiros cancela mais de 5.000 cirurgias pediátricas

Ivendrell / Wikimedia

Hospital de Santa Maria, Lisboa

Desde o início da greve dos enfermeiros, há duas semanas, que já foram canceladas mais de cinco mil cirurgias pediátricas. Só no Hospital de Santa Maria foram 456

O presidente do Conselho de Administração, Carlos Martins, disse à TSF podem chegar a 1.500 cirurgias canceladas até ao final do mês, que é quando está previsto terminar a greve às cirurgias realizada pelos enfermeiros. Este adiamento das cirurgias vai engrossar as listas de espera, que já são longas.

Em greve estão os enfermeiros dos blocos operatórios do Centro Hospitalar Universitário de S. João, do Centro Hospitalar Universitário do Porto, do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte e do Centro Hospitalar de Setúbal, mas os sindicatos admitem estender a greve a outras unidades hospitalares.

Questionado sobre o alerta lançado na quarta-feira pela Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares de que há doentes em situações graves que estão a ver as cirurgias adiadas devido à greve, Carlos Ramalho, presidente do Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal, afirmou que essa responsabilidade não pode ser atribuída nem aos enfermeiros nem aos sindicatos.

“Nós temos consciência de que esta greve causa prejuízos”, mas os serviços mínimos estão a ser assegurados e todas as cirurgias “urgentes e inadiáveis” estão a ser executadas e “aquelas que possam eventualmente não ter sido executadas é por má gestão dos tempos operatórios”.

Carlos Martins ainda não viu motivos para furar a greve, mas se estiver em causa uma vida ou a qualidade de vida de um doente, pode acontecer. Essa pessoa não ficará sem a cirurgia que necessita, nem que seja preciso recorrer a instituição privada.

O administrador acrescentou que a greve deveria ter acabado 24 horas depois de ter começado e que é preciso que a greve termine para que as partes interessadas se sentem à mesma mesa para negociar.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. São tantos setores a reclamar (enfermeiros, médicos, juízes, professores, guardas prisionais, trabalhadores dos transportes, técnicos de análises, oficiais de justiça, polícia, GNR, PJ, ASAE, etc.) que até o mais otimista sabe que não há dinheiro para esta gente toda. Que se mudem todos para o privado e os do privado para o Estado. Suponho que não aceitariam.

RESPONDER

China proíbe a venda de vários modelos de iPhone (e as ações da Apple caem)

As ações da gigante norte-americana Apple sentiram uma queda de 1,7% na bolsa de Nova Iorque depois de o Tribunal de Fuzhou, na China, ter proibido a venda de alguns modelos de iPhone no país. …

Suspeito da morte de Maëlys admite ter filmado agressões sexuais a crianças

O principal suspeito da morte da jovem lusodescendente Maëlys de Araújo admitiu ter filmado agressões sexuais contra a afilhada e a prima, de quatro e seis anos de idade, respetivamente, antes de, alegadamente, matar a …

Preço do bilhete para visitar o Taj Mahal sobe 400% (para os indianos)

Os especialistas alertam que o fluxo de pessoas está a causar danos irreversíveis ao monumento emblemático mais importante da Índia. O preço do bilhete para os visitantes indianos do Taj Mahal foi aumentado em 400%, na …

Morreu Gérman, o último habitante das ilhas Ciés

Germán Luaces Freijeiro, de 54 anos, instalou-se no arquipélago de Cíes, localizado na foz do estuário de Vigo, em meados dos anos 90 e nunca mais se voltou a mudar. Vivia sozinho naquelas ilhas onde acolhia …

Atentado no Mercado de Natal de Estrasburgo faz quatro mortos e nove feridos

Um tiroteio que ocorreu esta terça-feira na cidade francesa de Estrasburgo, no local onde ocorre o Mercado de Natal, fez pelo menos quatro mortos e nove feridos, anunciou a autarquia local. A Câmara Municipal de Estrasturgo …

Galatasaray vs Porto | Eficácia dá vitória e record de pontos

O FC Porto não abranda e somou a 12ª vitória consecutiva em todas as competições. Na deslocação ao terreno do Galatasaray, em jogo da sexta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões, os “dragões” tiveram …

"O luxo do século XXI vai ser o interior de Portugal"

O Turismo está "a cumprir bem" o seu papel no combate ao despovoamento, considera o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, que vaticina que "o luxo do século XXI vai ser o Interior de Portugal". O …

Mãe tenta vender virgindade da filha na Internet por 21 mil euros

Uma mãe pôs à venda a virgindade da filha de 13 anos na Internet por 21.200 euros. A mulher chegou a enviar fotografias de carácter sexual da filha ao comprador, mas não esperava o desfecho …

Há polícias a dormir no carro devido aos preços dos quartos

Sem dinheiro para arrendar quartos, face aos preços praticados, "há polícias a dormir dentro de carros", denuncia o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP). Acabados de formar na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, os …

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país

O escritor António Lobo Antunes lamentou que portugueses e espanhóis não sejam cidadãos do mesmo país, numa entrevista dada ao jornal catalão La Vanguardia no âmbito da Feira Internacional do Livro de Guadalajara e publicada …