Ativista Greta Thunberg arrasa congressista republicano nos EUA

Com tranquilidade e humor, a ambientalista sueca de 16 anos Greta Thunberg mostrou na quarta-feira que é um osso duro de roer em pleno Congresso dos Estados Unidos (EUA), ao devolver o argumento usado por um dos políticos republicanos que rejeitam adotar políticas de proteção ambiental.

Greta Thunberg, que está há vários dias nos EUA para participar em conferências da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o clima, ouviu o congressista Garret Graves afirmar que “não faz sentido” alguns países andarem a limpar o oceano quando outros poluem. “O ponto importante [e] o que precisamos de fazer é focarmo-nos nos países que deitam lixo para o oceano” – como é o caso da China, exemplificou o republicano.

Num pequeno vídeo que está a circular nas redes sociais, ouve-se a jovem ativista a interrompê-lo com “outra perspetiva: sou da Suécia, um país pequeno” onde se utiliza “o mesmo argumento: porque é que devemos fazer alguma coisa? Basta olhar para os EUA”.

Greta Thunberg acrescentou que o argumento de Garret Graves sobre a China “também está a ser usado contra” os EUA, o que motivou risos e palmas entre quem assistia à audição parlamentar.

Garret Graves tinha começado por perguntar a Greta Thunberg “como é que ela se sentiria” se visse um navio a deitar cinco vezes mais lixo para o oceano do que aquele que ela estaria a recolher. A adolescente recorreu ao humor: “Primeiro, iríamos tão depressa que não havia tempo suficiente para apanhar qualquer lixo…”.

Mas, interrompeu o congressista com um sorriso, como se sentiria “se fosse um marinheiro lento como eu?”. Greta Thunberg prosseguiu: “Bem, por essa lógica, também estou a despejar muito lixo no oceano. E então eu parava de deitar o meu lixo no oceano e dizia ao outro barco para também parar de deitar lixo no oceano”.

TP, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Pois, é um símbolo da sua geração, e ainda bem, porque se trata de uma geração cujas referências se resumem a inúteis desmiolados: influnciadores, desportistas e músicos que nada de útil ou positivo têm para mostrar! Bem que esta geração necessita de uma referência que vá além do superficial, do materialismo, do êxito fácil.. . Mas, não esqueçamos, trata-se de uma miúda (sem desprimor) tem muito a aprender das coisas e da vida. Se não se perder, poderá ser um símbolo da mudança que se impõe. Mas, não a endeusem já…

    • A questão é que a menina não terá que ser uma super-mulher. Terá a sua vida e usufruirá do direito universal de ser feliz, espero eu. Há 27 anos houve a Severn Cullis-Suzuki. Há 27 anos! E, de lá para cá, tudo está pior. O que estas meninas fizeram e fazem deveria ser suficiente para iniciar mudanças e não podemos exigir-lhes mais. Já fazem muito. Muito mais do que eu e a grande maioria.

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …