Grávida internada no Hospital de Santa Maria perde o feto

A administração do Hospital já abriu um inquérito para averiguar se o caso estará relacionado com a falta de assistência de enfermeiros parteiros, devido ao protesto.

Os enfermeiros parteiros voltaram ao protesto de zelo e na primeira noite uma grávida perdeu o bebé no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. As duas circunstâncias podem não estar associadas, mas a administração do hospital já avançou para um inquérito a fim de averiguar se houve falta de cuidados prestados à paciente.

Segundo o Expresso, a mulher tinha uma gravidez de risco e estava internada, foi assistida durante a noite mas ao início da manhã desta sexta-feira sofreu uma perda de sangue, vindo a confirmar-se a morte do feto.

O administrador do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, Carlos Martins, confirmou o caso, adiantando apenas que pediu a abertura de um processo de inquérito rápido, em cinco dias, e uma autópsia ao feto, dando conhecimento das diligências à Inspeção Geral das Atividades em Saúde.

As averiguações visam, desde logo, apurar se a mulher foi vítima de um comportamento negligente dos profissionais de enfermagem especialistas em saúde materna e infantil, que às 8 horas da última quinta-feira retomaram o protesto de zelo, recusando-se a prestar cuidados especializados.

O protesto dos enfermeiros parteiros está a criar dificuldades na prestação de cuidados no Hospital de Santa Maria e a partir desta sexta-feira há ordens para transferir as grávidas de risco e as mulheres para interrupção voluntária da gravidez (IVG) logo que falte capacidade de resposta.

O administrador explica que a segurança tem de ser garantida e que os constrangimentos na enfermagem especializada em saúde materna e obstetrícia devido ao protesto destes profissionais obriga a recorrer a outros hospitais públicos e privados, neste caso sobretudo para as situações de IVG.

Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltaram quinta-feira de manhã a interromper as suas funções especializadas, o que poderá ainda afetar blocos de parto e maternidades.

Segundo Bruno Reis, porta-voz do movimento dos Enfermeiros Especialistas em Saúde Materna e Obstetrícia, trata-se de um regresso ao protesto que decorreu em julho e que tinha sido interrompido para negociações com o Governo.

Em causa, estará o facto de cerca de dois mil enfermeiros especialistas recebem como se prestassem serviços de enfermagem comum.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vai "nascer" em Arouca a maior ponte suspensa do mundo. É a esperança para fazer renascer o turismo

O Turismo de Arouca está a enfrentar dificuldades devido à quebra gerada pela pandemia, mas os empresários aguardam com expectativa a abertura daquela que será a maior ponte suspensa do mundo, já descrita como "extraordinária". Ainda …

"Será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na região de Lisboa

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou que "será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na Grande Lisboa, tendo em conta os números da região nos …

Atraso na partilha de informação. Responsáveis da OMS recusam responder a perguntas sobre China

Os mais altos responsáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS) recusaram-se esta quarta-feira a responder diretamente a perguntas sobre um atraso da China na partilha do mapa genético do novo coronavírus com a agência. Três perguntas …

Espanha reabre fronteiras a 22 de junho. Portugal diz que ainda não há uma decisão tomada

Espanha vai reabrir as fronteiras com Portugal e França a 22 de junho. O país tinha planeado abrir as fronteiras ao turismo estrangeiro a 1 de julho, mas decidiu adiantar a data. Porém, Portugal diz …

Conceição critica arbitragem, mas em Espanha fala-se de penálti de Pepe "que roça o escândalo"

Os 'dragões' perderam no primeiro jogo após a retoma do campeonato. Sérgio Conceição deixou críticas à arbitragem, mas em Espanha fala-se de um penálti escandaloso... de Pepe. O FC Porto ficou com a liderança da I …

Redução do IVA, abono para crianças e incentivos para comprar elétricos. O plano de 130 mil milhões de Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou esta quinta-feira um pacote de estímulo de 130 mil milhões de euros para este ano e 2021, para impulsionar a economia do país, duramente atingida pela pandemia de covid-19. Entre …

De Jorge Jesus a Bruno de Carvalho. Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades

O português Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades, acusa o Tribunal da Relação de Lisboa. A defesa do denunciante criticou a manutenção da prisão preventiva. De acordo com o acórdão do Tribunal da Relação …

Empresas podem manter lay-off até ao fim de setembro. Trabalhadores podem receber 85% do salário

Os traços gerais do plano do Governo para a retoma da economia e para tentar travar a escalada do desemprego foram apresentados aos parceiros sociais, esta terça-feira, por Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade …

O próximo Wolves? Charlton pode tornar-se "português"

O consórcio português Corporate Football Organisation Portugal (CFO), liderado por Fernando Côrte-Real, está a estudar a compra do Charlton, clube que milita no Championship, o segundo escalão inglês. "A CFO Portugal já existe há pelo menos …

PJ prossegue investigação e confirma envolvimento de alemão no desaparecimento de Maddie

A Polícia Judiciária adiantou esta quarta-feira que prosseguem em Portugal diligências no âmbito da investigação ao desaparecimento da criança inglesa Madeleine McCann, no Algarve, em 2007, confirmando as suspeitas de envolvimento de um cidadão alemão …