Grandes fortunas espanholas fogem para Portugal pelos impostos mais baixos

Maria Eklinf / Flickr

Castelo de São Jorge, em Lisboa

Há cada vez mais espanhóis a optarem por fixar residência fiscal em Portugal, adquirindo imóveis, para poderem usufruir dos benefícios fiscais que existem para estrangeiros residentes. Por cá, podem pagar menos de metade dos impostos.

Em Espanha, começa a verificar-se a tendência que já se vem notando noutros países, com pessoas com grandes fortunas e reformados com elevados rendimentos a apostarem em viver em Portugal, a tempo inteiro ou parcialmente, para poderem usufruir dos benefícios fiscais previstos.

Está em causa a política de baixos impostos para estrangeiros residentes que está inscrita no Regime de Residentes Não Habituais (NHR) que foi aprovado em 2009, sendo reformulado em 2012, e que prevê benefícios fiscais durante um período de 10 anos aos que fixem residência fiscal em Portugal.

São cada vez mais os estrangeiros a aderirem ao NHR, nomeadamente de países como Alemanha, Suécia, França, Holanda, Finlândia e agora também de Espanha.

A tendência explica-se pela poupança de milhares de euros na factura fiscal, como exemplifica o jornal espanhol ABC, notando que um espanhol que ganhe 1,5 milhões de euros de rendimento de trabalho paga 48% de imposto no seu país (700 mil euros). Em Portugal, paga apenas 20% de imposto (300 mil euros).

“Há algumas associações com sócios de grande poder de aquisição e com fundos de pensões acumulados muito elevados que estão em fase de transferência da sua residência para Portugal, para aproveitar todas as vantagens fiscais deste lado da fronteira”, revela ao ABC um executivo de um Banco espanhol que actua no nosso país.

Mas não estamos a falar apenas de casos isolados, havendo uma tendência crescente não só pelos impostos, mas também “pela proximidade, a qualidade de vida e a boa gastronomia que Portugal oferece”, destaca o ABC.

Como exemplos de estrangeiros que já aderiram ao NHR, o jornal aponta a óbvia Madonna, mas também o ex-vice-presidente da Coca-Cola, Marcos de Quinto, que fixou residência em Portugal em 2018, e o escritor Lorenzo de Médici que trocou Barcelona por Azeitão, a cerca de 35 quilómetros de Lisboa.

Informações divulgadas no fim de 2018, indicam que o número de estrangeiros que fixou residência em Portugal aumentou 83% no último ano e meio, com destaque para cidadãos britânicos, franceses e italianos.

O regime português está, contudo, sob o olhar atento da Comissão Europeia que, segundo apurou o ABC, estará a rever as condições especiais do NHR, depois de países como a Finlândia terem acusado Portugal de “deslealdade”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É massa por todo o lado. A acrescentar ao maior volume de impostos da era Costa. Assim também eu tinha um défice ZERO.

RESPONDER

Mais de 150 detidos em protestos violentos em Paris. Desta vez, sem coletes amarelos

As autoridades francesas detiveram este sábado mais de 150 pessoas numa nova jornada de protestos em Paris, onde coincidiram uma manifestação dos coletes "amarelos" com outras dois em defesa do clima e contra a reforma …

UE deteta 50 a 80 casos de desinformação e fake news russas por semana

O grupo de trabalho do Serviço Europeu de Ação Externa contra a desinformação russa deteta, semanalmente, entre 50 e 80 casos, num total de mais de 6.300 situações identificadas desde 2015, que têm vindo a …

Moreirense 1-2 Benfica | Rafa abre caminho à reviravolta

O Benfica sofreu a bom sofrer para levar de vencida o Moreirense, em casa deste, por 2-1. Os homens da casa marcaram primeiro, por Luther Singh, logo no arranque do segundo tempo, e estiveram na …

Bernardo Silva faz o primeiro 'hat-trick' da carreira na maior goleada de sempre do City

O avançado português Bernardo Silva fez este sábado o primeiro ‘hat-trick’ da carreira na vitória por 8-0 do Manchester City frente ao Watford, em jogo da sexta jornada da Liga inglesa de futebol. David Silva abriu …

Centenas foram à baixa de Lisboa protestar contra exploração do lítio

Cerca de quatro centenas de manifestantes de diferentes movimentos independentes de defesa do ambiente e de proteção do património rural protestaram hoje em Lisboa, contra a concessão e exploração a céu aberto do lítio em …

Rússia vai permitir que astronautas levem armas em viagens espaciais

Os astronautas russos vão começar a levar consigo uma arma de fogo durante as suas viagens espaciais. O objetivo é poderem afastar animais selvagens quando aterrarem em áreas remotas na Terra. A Rússia começou a armar …

Hotel no Peru vai ser demolido porque destruiu muro da época Inca

A justiça peruana determinou a demolição de um hotel da rede Sheraton que estava em construção em Cusco, por ter destruído, durante as obras, muros incas de 500 anos numa região considerada Património Cultural da …

No Museu do Louvre, os guias turísticos vão ser refugiados sírios e iraquianos

O Museu do Louvre, em Paris, vai treinar refugiados sírios e iraquianos como guias turísticos para os visitantes que solicitam um tour em árabe. Para os refugiados e requerentes de asilo, é agora gratuito entrar no …

Casal inglês tem um bebé com 17 meses (mas recusa-se a dizer se é menino ou menina)

Há casais que não querem saber o sexo do filho antes do momento do parto. Mas para um casal inglês, o parto da criança não acabou com o mistério em relação ao género. Decididos a proteger …

Costinha obrigou Maniche a corrigir livro por causa da história da camisola rasgada

O ex-internacional português Costinha processou o amigo e ex-colega de equipa no FC Porto Maniche por causa do livro "MANICHE 18, As Histórias (ainda) não contadas". Nele, Maniche conta que foi Costinha quem rasgou a …