Grandes fortunas espanholas fogem para Portugal pelos impostos mais baixos

Maria Eklinf / Flickr

Castelo de São Jorge, em Lisboa

Há cada vez mais espanhóis a optarem por fixar residência fiscal em Portugal, adquirindo imóveis, para poderem usufruir dos benefícios fiscais que existem para estrangeiros residentes. Por cá, podem pagar menos de metade dos impostos.

Em Espanha, começa a verificar-se a tendência que já se vem notando noutros países, com pessoas com grandes fortunas e reformados com elevados rendimentos a apostarem em viver em Portugal, a tempo inteiro ou parcialmente, para poderem usufruir dos benefícios fiscais previstos.

Está em causa a política de baixos impostos para estrangeiros residentes que está inscrita no Regime de Residentes Não Habituais (NHR) que foi aprovado em 2009, sendo reformulado em 2012, e que prevê benefícios fiscais durante um período de 10 anos aos que fixem residência fiscal em Portugal.

São cada vez mais os estrangeiros a aderirem ao NHR, nomeadamente de países como Alemanha, Suécia, França, Holanda, Finlândia e agora também de Espanha.

A tendência explica-se pela poupança de milhares de euros na factura fiscal, como exemplifica o jornal espanhol ABC, notando que um espanhol que ganhe 1,5 milhões de euros de rendimento de trabalho paga 48% de imposto no seu país (700 mil euros). Em Portugal, paga apenas 20% de imposto (300 mil euros).

“Há algumas associações com sócios de grande poder de aquisição e com fundos de pensões acumulados muito elevados que estão em fase de transferência da sua residência para Portugal, para aproveitar todas as vantagens fiscais deste lado da fronteira”, revela ao ABC um executivo de um Banco espanhol que actua no nosso país.

Mas não estamos a falar apenas de casos isolados, havendo uma tendência crescente não só pelos impostos, mas também “pela proximidade, a qualidade de vida e a boa gastronomia que Portugal oferece”, destaca o ABC.

Como exemplos de estrangeiros que já aderiram ao NHR, o jornal aponta a óbvia Madonna, mas também o ex-vice-presidente da Coca-Cola, Marcos de Quinto, que fixou residência em Portugal em 2018, e o escritor Lorenzo de Médici que trocou Barcelona por Azeitão, a cerca de 35 quilómetros de Lisboa.

Informações divulgadas no fim de 2018, indicam que o número de estrangeiros que fixou residência em Portugal aumentou 83% no último ano e meio, com destaque para cidadãos britânicos, franceses e italianos.

O regime português está, contudo, sob o olhar atento da Comissão Europeia que, segundo apurou o ABC, estará a rever as condições especiais do NHR, depois de países como a Finlândia terem acusado Portugal de “deslealdade”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É massa por todo o lado. A acrescentar ao maior volume de impostos da era Costa. Assim também eu tinha um défice ZERO.

RESPONDER

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …

CM Lisboa vai negociar avenças em parques para moradores da envolvente da Baixa

O presidente da Câmara de Lisboa afirmou, esta sexta-feira, que a autarquia irá tentar acordar com os operadores dos parques de estacionamento da envolvente da Zona de Emissões Reduzidas da Baixa-Chiado a criação de "avenças …

Caso Marega. PGR tinha brigada anti-racismo no jogo de Guimarães

A equipa do Ministério Público estava de serviço, no jogo entre V. Guimarães e FC Porto, quando o jogador maliano decidiu abandonar o campo na sequência de cânticos racistas. De acordo com o semanário Expresso, a …

Cientistas descobriram o que comiam os primeiros australianos

Uma equipa de arqueólogos e anciões aborígines encontraram sobras carbonizadas de há 65 mil anos, que estão a mostrar o que comiam as primeiras pessoas a viver na Austrália. Os investigadores e anciões aborígines locais recuperaram recentemente …