Crise na ferrovia. Governo vai recuperar comboios encostados

Miguel A. Lopes / Lusa

O Governo quer reabrir as oficinas de Guifões para recuperar dezenas de comboios que estão parados e resolver assim a crise no setor gerada pelo aumento da procura deste serviço.

O Governo quer recuperar dezenas de veículos ferroviários encostados, de forma a evitar mais supressões de comboios e pôr fim à crise deste setor, podendo responder ao aumento de procura de passageiros da CP (Comboios de Portugal). Segundo a edição desta quinta-feira do Público, a primeira medida será a reativação das oficinas da EMEF em Guifões, no Porto.

O material a recuperar em Guifões vai desde as carruagens Shindler, até locomotivas a diesel e comboios suburbanos da linha de Sintra. O objetivo é modernizar antigas carruagens Sorefame e as automotoras de via estreita da linha do Vouga.

O ministro Pedro Nuno Santos terá de convencer as Finanças de que este investimento é inteligente e, para isso, defenderá as poupanças proporcionadas pelo fim dos alugueres de automotoras a Espanha e as vantagens da criação de um cluster ferroviário português que, no limite, levaria à conceção e produção de um comboio nacional.

O pólo da EMEF de Guifões, no Porto, abriu em 1993 como oficina de grande reparação de material circulante. Encerrou em 2011, durante o período da troika, quando se decidiu não avançar com um projeto que previa modernizar a frota de UDD (Unidades Duplas Diesel).

Além disso, o Ministério das Infraestruturas e Habitação quer também criar um centro tecnológico ferroviário que permita relançar esta indústria no país e criar, a prazo, um comboio português, beneficiando de uma parceria com a empresa Nomad Tech, que é detida em 35% pela EMEF.

Atualmente, pretende-se garantir que a montagem dos 22 comboios regionais que a CP vai comprar seja realizada em Portugal nas oficinas da empresa pública – algo que já está contemplado no caderno de encargos e que até tem sido uma prática em concursos públicos anteriores para a compra de material circulante.

As soluções do Governo contrariam a gestão da CP que se tem mostrado contra a reutilização de material antigo, sobretudo por este não estar dotado de ar condicionado. No entanto, para o ministro, a falta de entusiasmo da CP é o menos dos problemas.

Pela frente, tem uma missão mais difícil: convencer o ministro das Finanças, Mário Centeno, a apadrinha a sua proposta.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Em 4 anos nunca deram soluçōes agora por milagre aparece abertura da oficina que por sinal vai levar tempo a estar a laborar a 100% porque e preciso mao de obra …e depois da propaganda que iam comprar novos comboios e agora querem recuperar os velhos??? Existe aqui alguma historia mal contada …

  2. Anos e anos de desinvestimento e abandono de material um pouco por todo o país, à mercê do vandalismo e dos roubos de cobre, venda de outro material e também de carris de várias linhas para sucata ao preço da chuva.
    Agora, parece que finalmente, muito tarde e depois de anos, décadas a alertar para o problema, fez-se luz dentro das cabeças que decidem, porque os “cavalos” estão a tombar. Agora a factura será mais pesada…

RESPONDER

Depois da polémica, Hank Azaria deixa de dar voz a Apu dos "Simpsons"

O ator que dá voz à personagem indiana Apu Nahasapeemapetilon, da série "Os Simpsons", anunciou que vai deixar de o fazer, depois de vários anos de polémica. Segundo a BBC, Hank Azaria anunciou, este fim-de-semana, que …

"Parasite" vence prémio principal do Sindicato dos Atores dos EUA

O filme do realizador sul-coreano Bong Joon-ho venceu, no domingo, o prémio mais importante do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG), tornando-se o primeiro filme em língua estrangeira a receber tal distinção. A comédia negra …

Cientistas criam método inovador para tratamento de lesões agudas da pele

Investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra desenvolveram um método “inovador e sensível à luz”, que poderá ser útil no tratamento de lesões agudas da pele. Um grupo de investigadores do CNC …

Elon Musk quer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

O CEO da Space X, Elon Musk, quer construir cem naves por ano e levar pelo menos dez mil pessoas a Marte até 2050, embora os protótipos das naves espaciais Starship ainda estejam sujeitos a …

Como será um iPhone daqui a um milhão de anos? Artista mostra o impacto de lixo eletrónico

https://vimeo.com/386000590 A exposição The World After Us: Imaging techno-aestethic futures tem instalações onde se pode ver a natureza a tomar conta de telemóveis, computadores, tablets e outros dispositivos, mostrando que dificilmente se desintegrarão nos próximos anos. Os …

Marca japonesa acusada de apropriação cultural por perucas de modelos

A marca japonesa Comme Des Garçons foi acusada de apropriação cultural devido às perucas usadas pelos seus modelos caucasianos num desfile na Paris Fashion Week, em França. De acordo com a BBC, as perucas com tranças …

Índia suspende a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop

As autoridades estatais do estado indiano de Maharashtra decidiram suspender a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop, que iria ligar as movimentadas cidades de Bombaim e Pune. O Governo local decidiu não avançar para …

Regina Duarte inicia "período de testes" na Secretaria da Cultura do Brasil

A atriz brasileira afirmou, esta segunda-feira, que iniciou um "período de testes" na Secretaria Especial da Cultura, pasta que foi convidada a liderar após a exoneração de um governante que parafraseou um discurso nazi. "Nós vamos …

Malásia devolve 150 contentores ilegais de lixo a países desenvolvidos

As autoridades da Malásia anunciaram, esta segunda-feira, que devolveram 150 contentores ilegais de lixo para os seus países de origem e afirmaram que não se querem tornar num "aterro sanitário" dos países desenvolvidos. Os países da …

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

O maior grupo de telecomunicações do Vietname vai implementar este ano o 5G com recurso à sua própria tecnologia, contornando os chineses da Huawei, num sinal das implicações geopolíticas da rede de quinta geração. A empresa …