Crise na ferrovia. Governo vai recuperar comboios encostados

Miguel A. Lopes / Lusa

O Governo quer reabrir as oficinas de Guifões para recuperar dezenas de comboios que estão parados e resolver assim a crise no setor gerada pelo aumento da procura deste serviço.

O Governo quer recuperar dezenas de veículos ferroviários encostados, de forma a evitar mais supressões de comboios e pôr fim à crise deste setor, podendo responder ao aumento de procura de passageiros da CP (Comboios de Portugal). Segundo a edição desta quinta-feira do Público, a primeira medida será a reativação das oficinas da EMEF em Guifões, no Porto.

O material a recuperar em Guifões vai desde as carruagens Shindler, até locomotivas a diesel e comboios suburbanos da linha de Sintra. O objetivo é modernizar antigas carruagens Sorefame e as automotoras de via estreita da linha do Vouga.

O ministro Pedro Nuno Santos terá de convencer as Finanças de que este investimento é inteligente e, para isso, defenderá as poupanças proporcionadas pelo fim dos alugueres de automotoras a Espanha e as vantagens da criação de um cluster ferroviário português que, no limite, levaria à conceção e produção de um comboio nacional.

O pólo da EMEF de Guifões, no Porto, abriu em 1993 como oficina de grande reparação de material circulante. Encerrou em 2011, durante o período da troika, quando se decidiu não avançar com um projeto que previa modernizar a frota de UDD (Unidades Duplas Diesel).

Além disso, o Ministério das Infraestruturas e Habitação quer também criar um centro tecnológico ferroviário que permita relançar esta indústria no país e criar, a prazo, um comboio português, beneficiando de uma parceria com a empresa Nomad Tech, que é detida em 35% pela EMEF.

Atualmente, pretende-se garantir que a montagem dos 22 comboios regionais que a CP vai comprar seja realizada em Portugal nas oficinas da empresa pública – algo que já está contemplado no caderno de encargos e que até tem sido uma prática em concursos públicos anteriores para a compra de material circulante.

As soluções do Governo contrariam a gestão da CP que se tem mostrado contra a reutilização de material antigo, sobretudo por este não estar dotado de ar condicionado. No entanto, para o ministro, a falta de entusiasmo da CP é o menos dos problemas.

Pela frente, tem uma missão mais difícil: convencer o ministro das Finanças, Mário Centeno, a apadrinha a sua proposta.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Em 4 anos nunca deram soluçōes agora por milagre aparece abertura da oficina que por sinal vai levar tempo a estar a laborar a 100% porque e preciso mao de obra …e depois da propaganda que iam comprar novos comboios e agora querem recuperar os velhos??? Existe aqui alguma historia mal contada …

  2. Anos e anos de desinvestimento e abandono de material um pouco por todo o país, à mercê do vandalismo e dos roubos de cobre, venda de outro material e também de carris de várias linhas para sucata ao preço da chuva.
    Agora, parece que finalmente, muito tarde e depois de anos, décadas a alertar para o problema, fez-se luz dentro das cabeças que decidem, porque os “cavalos” estão a tombar. Agora a factura será mais pesada…

RESPONDER

Governo aberto para suspender pagamento por conta do IRC

O deputado do PEV José Luís Ferreira afirmou hoje que o Governo demonstrou abertura para suspender este ano o pagamento por conta do IRC e para criar um fundo de tesouraria destinado às pequenas e …

Consumo de vinho aumentou "acentuadamente" durante confinamento

Um estudo europeu divulgado esta segunda-feira concluiu que a frequência do consumo de vinho "aumentou acentuadamente" em Espanha, França, Itália e Portugal com o confinamento e que as principais fontes de abastecimento foram os supermercados …

João Félix lesiona-se a poucos dias do regresso da La Liga

João Félix contraiu uma lesão no ligamento lateral interno do joelho esquerdo durante um treino, informou esta segunda-feira o Atlético de Madrid. "João Félix sofreu uma entorse do ligamento colateral medial de baixo grau do joelho …

"Agiu com responsabilidade, legalidade e integridade". Boris Johnson segura assessor

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, apoiou este domingo o seu principal conselheiro, Dominic Cummings, acusado de violar as regras de confinamento impostas para combater a pandemia covid-19, assegurando que o assessor agiu legalmente e com …

Dieselgate. Volkswagen condenada a indemnizar cliente

A justiça alemã condenou hoje a Volkswagen a indemnizar em parte um cliente que comprou um automóvel equipado com um motor diesel falsificado, numa sentença que deve influenciar dezenas de milhares de processos cinco anos …

Caso prazo das moratórias não seja alargado "terão de ser criadas outras medidas extraordinárias"

Caso as "as moratórias dos créditos não forem prolongadas, ou o Governo ou a Assembleia da República terão de criar outras medidas extraordinárias para as apoiar", disse a coordenadora do Gabinete de Proteção Financeira (GPF) …

Santuário de Fátima retoma no sábado celebrações com presença de peregrinos

O Santuário de Fátima vai retomar as celebrações com a presença de peregrinos a partir de sábado, garantindo as condições de segurança para o maior número de pessoas. O Santuário de Fátima, no concelho de Ourém, …

Ex-ministro da Saúde da Bolívia em prisão preventiva por suspeitas de corrupção

O ex-ministro da Saúde da Bolívia foi detido, na semana passada, por suspeita de corrupção na compra de ventiladores. O ex-ministro da Saúde da Bolívia, detido na última semana por suspeita de corrupção na compra a …

OMS considera cada vez mais improvável segunda grande vaga

A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que é "cada vez mais" improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência. Em entrevista à rádio …

Açores reabrem creches e jardins de infância. Aulas de 11.º e 12.º também em São Miguel

As respostas sociais, encerradas devido à pandemia, reabrem esta segunda-feira no Pico, Faial, Terceira e São Jorge, e na ilha de São Miguel são retomadas as aulas dos 11.º e 12.º anos para alunos inscritos …