Governo quer desenvolver interligação elétrica a Marrocos que consta no plano de Costa e Silva

Mário Cruz / Lusa

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, disse esta quarta-feira que o Governo quer desenvolver a questão da interligação elétrica a Marrocos, contemplada na versão preliminar do plano de recuperação económica do gestor da petrolífera Partex António Costa Silva, pedido pelo executivo.

“Esta questão da relação com Marrocos é uma questão que queremos desenvolver. Sentimos ser da maior importância, para ganharmos espaço naquilo que é a nossa afirmação como país também exportador de energia”, afirmou o ministro do Ambiente e da Ação Climática, que falava numa audição regimental, na Assembleia da República.

O governante sublinhou que a ambição do Governo é tornar o país o mais independente e autossuficiente possível em matéria de produção de eletricidade. Para isso, Matos Fernandes esclareceu que as interligações são fundamentais para a estabilidade dos sistemas elétricos.

Mais, o ministro do Ambiente destacou também a necessidade de avançar o mais possível com a armazenagem, para reduzir o risco de intermitência desses mesmos sistemas.

Na versão preliminar do plano de recuperação económica 2020/2030, conhecida em 10 de junho, o consultor António Costa Silva destaca o reforço das “interligações energéticas da Península Ibérica com França” e a concretização da “interligação elétrica a Marrocos”.

O consultor defende também a aposta na “eletrificação da economia, associada a uma profunda descarbonização do setor eletroprodutor”, garantindo que “acabam as isenções ao consumo de subsídios fósseis” e reforçando “a aplicação da taxa de carbono”.

O plano preconiza também um investimento “na rede nacional de transporte de eletricidade, incluindo a concretização das interligações a Espanha, já previstas”, bem como na modernização da “rede de distribuição (média e baixa tensões)”.

Segundo a estratégia delineada por Costa Silva, deve ainda ser construída “a rede de alta tensão que liga Ferreira do Alentejo ao Algarve e que é importante para a exportação de energia, em particular da energia solar”, assim como “um gasoduto para a exportação de gases renováveis a partir de Sines, e com destino ao centro da Europa”.

No seu plano, o gestor e economista definiu as infraestruturas como um pilar chave para o desenvolvimento do país nos próximos anos.  “O país tem acumulado muitas polémicas sobre as infraestruturas. É agora o tempo de as fazer”, escreveu.

“A construção das infraestruturas vai ser uma alavanca da economia nacional, arrastando todo o setor da construção, dinamizando as empresas nacionais e os fornecedores de equipamentos e serviços e, consequentemente, promovendo o emprego”.

No início de junho, o Governo confirmou que António Costa Silva tinha sido convidado para coordenar a preparação do programa de recuperação económica e que este tinha aceitado esse convite “como contributo cívico e ‘pro bono’”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Que tal um tunel? Assim os rapazes já nem precisam de remar para receber o subsídio. E os idosos de cá com apenas reforma de miséria podem facilmente ir aí mendigar

  2. Depois das notícias sobre o possível encerramento da central termoelétrica a carvão de Sines… e no seguimento da importação de energia elétrica de MARROCOS,… via Espanha…

    Averigue-se se a energia elétrica de MARROCOS não é também produzida em centrais termoelétricas a carvão (sem pagar os tais direitos de emissão de CO2 e os “filtros obrigatórios nas chaminés”) ! ! !

    Como também já foi realçado por outros, quando Marrocos estiver a “bombar” energia elétrica a partir de painéis fotovoltaicos, também Portugal estará nas mesmas condições devido à “hora solar/características solares” idênticas nos dois países…

  3. Já sentem o cheiro do dinheirinho a vir da Europa e é logo o forróbódó das obras e projetos faraónicos duvidosos para os amigos do costume. Que corja de políticos que temos.
    Espero que a UE controle de perto o uso destes dinheiros pois nas mãos dos socialistas é tradição o desvaire em larga escala.

  4. O homem parece ter ideias um pouco mais vanguardistas que muitos portugueses, mas esta da ligação eléctrica a Marrocos deixa-me também a mim na dúvida, se será mesmo para nós vender-mos ou se será para importar electricidade produzida a carvão ou centrais nucleares que nós por cá não queremos e não podemos ter e se na prática vamos continuar a consumir através de meios que afectam o planeta embora produzidos noutro país, os políticos são muito mentirosos e hábeis em trocadilhos.

RESPONDER

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …

Apple e Google removem das suas lojas de aplicações um dos jogos mais populares do mundo

As gigantes tecnológicas Apple e Google removeram esta semana das suas lojas de aplicações, a App Store e a Google Play Store, respetivamente, o Fortnite, um dos jogos mais populares de todo o mundo. As …

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …

Lotação do Avante reduzida a um terço. Visitantes terão uma "área superior à que está estabelecida para as praias"

O PCP anunciou que vai limitar a entrada na sua anual Festa do "Avante!" a um terço da capacidade total, em virtude do contexto de pandemia de covid-19. O espaço de 30 hectares das Quinta da …

Governo da Guiné Equatorial demitiu-se em bloco

O Governo da Guiné Equatorial, liderado pelo primeiro-ministro Francisco Pascual Obama Asue, apresentou a sua demissão em bloco. Em declarações aos jornalistas, o ministro da Comunicação e porta-voz do Governo em funções, Eugenio Nze Obiang, explicou …