Governo quer manter pontes com a esquerda, mas só as constrói com o PCP. Bloco e PAN queixam-se

António Cotrim / Lusa

O Bloco de Esquerda defende a necessidade de um Orçamento Retificativo, o PCP diz que não há necessidade e a esquerda vai desalinhando aos poucos. O Executivo vai mantendo conversas com os comunistas, enquanto BE e PAN se queixam das portas fechadas.

O Expresso avança, esta sexta-feira, que há divisões à esquerda no que respeita ao Orçamento Retificativo e quanto à velocidade da aplicação dos apoios sociais e económicos. Apesar do desalinho, o PCP tem sido informado sobre as medidas incluídas no Orçamento, ao contrário do BE e do PAN, que se queixam da falta de contacto com o Governo.

O Bloco de Esquerda considera óbvia a necessidade de recorrer a um Retificativo, uma vez que “é evidente que o Orçamento não tem estrutura para enfrentar o que está à nossa frente”, segundo explicou ao semanário um dirigente do partido.

Segundo o BE, a necessidade torna-se ainda mais clara depois das correções já feitas pelo Governo (nos apoios a desempregados ou a pais em teletrabalho), que “confirmam a razão” do partido ao votar contra o último Orçamento do Estado.

Ao Expresso, vários dirigentes disseram não haver quaisquer conversações a decorrer, uma tese que é contrariada pelo Governo. Ao mesmo semanário, um governante explicou que o Bloco já foi chamado pelo Executivo para reuniões, uma delas na semana passada. Da parte do Bloco, sustentou, não tem havido “nenhuma solicitação” para que tal aconteça.

O PCP não concorda com o partido de Catarina Martins e descarta a necessidade de recorrer a um Retificativo. Segundo João Oliveira, líder parlamentar, é preciso que o Governo “recorra à base” que já tem prevista no OE2021.

Sobre o Orçamento Retificativo, “não abordámos o Executivo nem fomos abordados”, confessou ao Expresso, adiantando que o partido questiona o Governo quinzenalmente sobre o andamento das medidas e apoios previstos, usufruindo de um ponto de situação sempre atualizado.

O PAN queixa-se de não ter a atenção do Executivo, com quem procura reunir-se para apresentar propostas de alteração no âmbito das apreciações parlamentares. Segundo o matutino, o partido aponta uma falta de abertura do Governo.

Tanto André Silva como Inês Sousa Real têm insistido na necessidade de os apoios chegarem às famílias e às empresas e de se reforçar a área da Saúde Mental face aos impactos da covid-19. O PAN tem também apresentado várias propostas nas áreas da Educação, Saúde e contexto laboral.

  Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Mais nove mortes e 465 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais nove mortes e 465 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 465 novos …

O O primeiro-ministro, António Costa

Governo quer reunir com todos os partidos e solicitou ao Bloco os termos de acordo escrito

O Governo quer reunir-se com todos os partidos com quem tem negociado a viabilização do Orçamento do Estado e solicitou ao Bloco de Esquerda que envie o conteúdo e os termos do acordo escrito proposto. Estas …

No Japão, o suicídio entre crianças atingiu um número recorde

Segundo um relatório divulgado pelas autoridades japonesas, o receio de uma infeção pelo novo coronavírus foi a justificação mais invocada por crianças e jovens para faltarem às aulas durante um longo período de tempo. Durante o …

Com uma nova subida de preços na segunda-feira, portugueses correm às bombas

Com o anúncio do Governo da redução do ISP, e um possível aumento do preço dos combustíveis já na próxima semana, os portugueses estão a aproveitar o fim-de-semana para abastecer. Na sexta-feira, o Governo anunciou a …

O candidato às eleições presidenciais das Filipinas Ferdinand Marcos Jr.

Ferdinand-Duterte: Eleições filipinas podem pôr duas dinastias frente-a-frente (ou lado a lado)

Ferdinand Marcos Jr. é filho de um antigo ditador filipino. Agora é candidato às eleições presidenciais e poderá enfrentar a filha de Rodrigo Duterte, Sara, ou até aliar-se a ela. Ainda faltam mais de seis meses …

Recuperados da covid-19 vão poder tomar segunda dose se for preciso para viajar

A diretora-geral da Saúde revelou, este sábado, que os recuperados da covid-19 vão agora poder tomar uma segunda dose da vacina, caso seja preciso para poderem viajar. Esta semana, o Jornal de Notícias tinha avançado que …

Líder do PCP diz que problemas do país "não se resolvem com dramatizações"

O secretário-geral do PCP defendeu, este sábado, que os problemas do país "não se resolvem com dramatizações ou com o agigantar de dificuldades sobre o futuro", numa crítica ao Governo. Num discurso de quase 30 minutos …

Marcelo fez o que podia para prevenir crise política. Agora, fica à espera do diálogo

O Presidente da República transmitiu, este sábado, que fez em público e privado o que podia para prevenir junto dos partidos uma crise política e afirmou que espera diálogo sobre o Orçamento do Estado nos …

Candidato do Chega detido por tentativa de homicídio de família sueca

O suspeito da tentativa de homicídio de uma família sueca em Moura, Beja, foi candidato do Chega à freguesia de Póvoa de São Miguel nas últimas eleições autárquicas. O líder do partido já condenou este …

A judoca Bárbara Timo

Judoca Bárbara Timo conquista ouro nos -63kg no Grand Slam de Paris

A judoca portuguesa Bárbara Timo conquistou, este sábado, a medalha de ouro no primeiro dia do Grand Slam de Paris, na sua estreia na categoria -63 kg em provas do circuito mundial. Bárbara Timo, de 30 …