Governo não vai mesmo pagar indemnizações por concessões revertidas

matthijs / Flickr

-

O ministro do Ambiente afirmou que não foram apenas razões políticas que estiveram por trás da reversão das concessões de transportes urbanos em Lisboa e Porto, reafirmando a existência de ilegalidades nos processos de subconcessão.

De acordo com o Observador, João Pedro Matos Fernandes afirmou esta terça-feira no Parlamento que havia também razões legais, financeiras e ambientais para travar o processo que foi posto em marcha pelo anterior Governo, já na fase final da legislatura.

Na audição sobre a proposta de Orçamento do Estado para 2016, o ministro do Ambiente garantiu que apesar do esforço do atual Governo para encontrar poupanças com estes processos, “o risco financeiro era brutal e nem sequer a poupança poderia estar garantida”.

O Jornal de Negócios relata que Matos Fernandes disse que da análise que foi feita aos processos de subconcessão foram encontradas auditorias externas “que revelam a destruição na ordem dos 30% dos ativos destas empresas”.

O ministro explicou algumas regras que não foram cumpridas, por exemplo, a prever-se a possibilidade de se poderem adquirir veículos em segunda mão e exclusivamente veículos a gasolina, contrariando o plano de alterações climáticas.

Por outro lado, o ministro considera de que as concessões não teriam luz verde do Tribunal de Contas porque, sendo classificados como operadores internos, a lei só permite subconcessionar um terço da operação e não a quase totalidade da atividade das empresas em causa – Metro de Lisboa, Carris, STCP (o Metro do Porto sempre foi uma concessão).

Matos Fernandes reafirmou que a expectativa do Governo é que “não exista qualquer indemnização a ser paga às empresas que concorreram”. “Tenho imenso respeito pelas empresas que concorreram, mas concorreram a um concurso com ilegalidades”, frisou o responsável.

As concessões são um dos temas da audição do ministro do Ambiente, que se realiza no quadro da discussão do Orçamento do Estado 2016.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Como é evidente não sei qual será o desfecho deste processo mas o mesmo enferma desde o inicio, tal como o da TAP, de graves problemas de ordem legal devido á pressa do governo do Coelho e do irrevogável de privatizarem tudo e mais alguma coisa antes das eleições.

  2. Duas coisas parecem certas, a primeira voltarmos a ter os transportes quando a CGTP muito bem entender e continuarmos a pagar todos caro um mau serviço que quando serve é apenas alguns e a segunda parece ser um bom incentivo a novos investimentos por parte dos empresários estrangeiros em Portugal.

  3. Depois choram que nos apertam as carteiras.
    Não entendo, porque raio de carga de água, quer o povo ficar com empresas que nos custam milhões. Quem é que pensam que paga os prejuízos e a mama dos diretores, que ganham ordenados chorudos e ainda têm regalias de fazer inveja?? Somos nós todos!
    Vendam mas é essa porcaria toda.

RESPONDER

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …