Governo não vai mesmo pagar indemnizações por concessões revertidas

matthijs / Flickr

-

O ministro do Ambiente afirmou que não foram apenas razões políticas que estiveram por trás da reversão das concessões de transportes urbanos em Lisboa e Porto, reafirmando a existência de ilegalidades nos processos de subconcessão.

De acordo com o Observador, João Pedro Matos Fernandes afirmou esta terça-feira no Parlamento que havia também razões legais, financeiras e ambientais para travar o processo que foi posto em marcha pelo anterior Governo, já na fase final da legislatura.

Na audição sobre a proposta de Orçamento do Estado para 2016, o ministro do Ambiente garantiu que apesar do esforço do atual Governo para encontrar poupanças com estes processos, “o risco financeiro era brutal e nem sequer a poupança poderia estar garantida”.

O Jornal de Negócios relata que Matos Fernandes disse que da análise que foi feita aos processos de subconcessão foram encontradas auditorias externas “que revelam a destruição na ordem dos 30% dos ativos destas empresas”.

O ministro explicou algumas regras que não foram cumpridas, por exemplo, a prever-se a possibilidade de se poderem adquirir veículos em segunda mão e exclusivamente veículos a gasolina, contrariando o plano de alterações climáticas.

Por outro lado, o ministro considera de que as concessões não teriam luz verde do Tribunal de Contas porque, sendo classificados como operadores internos, a lei só permite subconcessionar um terço da operação e não a quase totalidade da atividade das empresas em causa – Metro de Lisboa, Carris, STCP (o Metro do Porto sempre foi uma concessão).

Matos Fernandes reafirmou que a expectativa do Governo é que “não exista qualquer indemnização a ser paga às empresas que concorreram”. “Tenho imenso respeito pelas empresas que concorreram, mas concorreram a um concurso com ilegalidades”, frisou o responsável.

As concessões são um dos temas da audição do ministro do Ambiente, que se realiza no quadro da discussão do Orçamento do Estado 2016.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Como é evidente não sei qual será o desfecho deste processo mas o mesmo enferma desde o inicio, tal como o da TAP, de graves problemas de ordem legal devido á pressa do governo do Coelho e do irrevogável de privatizarem tudo e mais alguma coisa antes das eleições.

  2. Duas coisas parecem certas, a primeira voltarmos a ter os transportes quando a CGTP muito bem entender e continuarmos a pagar todos caro um mau serviço que quando serve é apenas alguns e a segunda parece ser um bom incentivo a novos investimentos por parte dos empresários estrangeiros em Portugal.

  3. Depois choram que nos apertam as carteiras.
    Não entendo, porque raio de carga de água, quer o povo ficar com empresas que nos custam milhões. Quem é que pensam que paga os prejuízos e a mama dos diretores, que ganham ordenados chorudos e ainda têm regalias de fazer inveja?? Somos nós todos!
    Vendam mas é essa porcaria toda.

RESPONDER

PSD de Castelo Branco pede demissão da deputada do PS Hortense Martins

O PSD de Castelo Branco pediu esta segunda-feira a demissão da deputada socialista Hortense Martins, alegando que não tem condições para representar o distrito, depois de condenada a pagar o arquivamento de um processo onde …

Bruxelas anuncia sexto contrato para vacinas, desta vez com a Moderna

A presidente da Comissão Europeia anunciou, esta terça-feira, um novo contrato para assegurar vacinas contra a covid-19, desta feita com a norte-americana Moderna, que fornecerá até 160 milhões de doses. "Estou feliz por anunciar que aprovámos …

Shinzo Abe investigado por alegado uso ilegal de fundos para financiar eventos privados

Procuradores no Japão estão a investigar o gabinete pessoal do antigo primeiro-ministro Shinzo Abe pela alegada utilização ilegal de fundos para financiar eventos privados, para os quais foram convidados apoiantes do líder japonês entre 2013 …

Rússia anuncia eficácia de 95% da vacina Sputnik V

A Rússia anunciou, esta terça-feira, que sua vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, tem uma eficácia de 95%, segundo resultados preliminares. Em comunicado no site oficial da vacina russa, o Centro …

Emigrantes querem votar por correio nas presidenciais

O movimento de emigrantes "Também somos portugueses" pede a alteração urgente das leis eleitorais para que possam votar por correio, no mesmo dia em que Marcelo Rebelo de Sousa, atual Presidente da República, anuncia a …

"Um objectivo histórico". Efacec leva luz a todo o Ruanda

A Efacec instalou três sub-estações de alta tensão no Ruanda, contribuindo atingir "um objetivo histórico da República do Ruanda" com "a electrificação total do país em 2023". O projecto da empresa portuguesa está orçado em …

Portugal com mais 85 mortes e 3919 casos de covid-19. Número de internados nunca foi tão alto

Portugal regista, esta terça-feira, mais 85 mortes e 3919 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3919 novos casos, 2284 …

Vésperas de feriado sem confinamento obrigatório

Nos dias 30 de novembro e 07 de dezembro, que antecedem os dois feriados, não serão aplicadas as restrições de circulação definidas para os fins de semana e feriados, embora as escolas interrompam a atividade …

Eduardo Catroga: Foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar apoio do PCP e do BE

Eduardo Catroga, antigo ministro das Finanças de Cavaco Silva, defende que foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar o apoio do PCP e do Bloco de Esquerda, partidos "anti-tudo". O ex-ministro das Finanças …

Ministra garante que situação nas prisões está "controlada". PSD diz que Governo está "sem rei nem roque"

Esta segunda-feira, a ministra da Justiça Francisca Van Dunem esteve reunida com Marcelo Rebelo de Sousa, em Belém, num encontro em que participou também a ministra da Saúde, Marta Temido. À saída de uma audiência com …