SIRESP: Governo diz que não falhou e que detém posição determinante

Pedro Sarmento Costa / Lusa

O secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves (E), acompanhado pelo comandante distrital, Alvaro Ribeiro (D)

O secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, afirmou nesta quinta-feira que o Estado “não falhou” e que detém uma “posição determinante” na gestão do Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal.

“O Estado não falhou na resolução que assumiu no conselho de ministros de 21 de outubro. Decidiu o Governo que iria assumir uma posição relevante na estrutura acionista da SIRESP e cumpriu”.

“Com esta solução o Estado garante o presidente do conselho de administração da empresa e garante dois administradores executivos em três”, salientou o governante no Centro de Meios Aéreos de Vila Real, onde assistia à chegada da missão portuguesa de apoio ao combate aos incêndios na Suécia.

José Artur Neves foi questionado pelos jornalistas sobre as críticas e os pedidos de explicação dos vários partidos, como o PSD, CDS, PCP e BE sobre a rede SIRESP, detido maioritariamente pela operadora de telecomunicações Altice.

“Neste momento, a grande preocupação é garantir uma rede de comunicações de emergência capaz de responder às situações de catástrofe que possam surgir, é essa a grande preocupação”, salientou.

O secretario de Estado elencou as soluções implementadas pelo Governo para reforçar o funcionamento da rede SIRESP, como garantir redundâncias de comunicação, garantir redundâncias elétricas e a aquisição de mais quatro unidades móveis capazes de dar cobertura nas zonas mais brancas da própria rede.

“Com isso, estão garantidas as condições para, em condições normais, a rede funcionar. Ninguém pode garantir que uma rede tecnológica nunca falhe, mas o que sentimos é que, com esta assunção de posição capaz de gerir a empresa diariamente, com dois executivos no conselho de administração, naturalmente que garantimos uma posição determinante na gestão da empresa”, referiu.

Atual estrutura acionista do SIRESP

Na quarta-feira, a Altice Portugal anunciou que exerceu o direito de preferência na compra das participações da Esegur e Datacomp no SIRESP, passando, assim, a deter 52,1% do capital social da SIRESP SA, reforçando a sua posição acionista na empresa.

Por seu turno, o Estado português anunciou que vai assumir a posição de acionista da Galilei, passando a deter 33% do capital social do SIRESP.

A SIRESP, S.A, rede nacional de comunicações de emergência, registou falhas graves no ano passado nos incêndios de Pedrógão Grande e nos nos incêndios de Outubro passado. O Estado falhou assim o objetivo de controlar o capital do SIRESP, que tinha apontado como objetivo em outubro passado.

Em outubro passado, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, disse que decorriam “trabalhos que visam a reestruturação acionista” da empresa que gere o SIRESP, para dar posição dominante ao Estado, que deverá ficar com 54% do capital da empresa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Primeiro debate quinzenal arranca esta terça-feira com perguntas de Rio a Costa

Esta terça-feira acontece a o primeira discussão parlamentar entre o líder do PSD, Rui Rio, e o primeiro-ministro, António Costa, depois do Orçamento do Estado. O primeiro debate quinzenal do ano arranca esta terça-feira com as …

Coimas a banqueiros arrastam-se em tribunal. Maioria acaba prescrita

Dez gestores bancários acumulam multas de 16,8 milhões de euros, um montante que iguala todas as coimas decididas pela CMVM a bancos em 15 anos. Dez antigos gestores bancários acumulam coimas de quase 17 milhões de …

O nojo pode levar a pensamentos e sentimentos religiosos

Um novo estudo revela que o sentimento de nojo pode estar na base de pensamentos religiosos. O medo de Deus e do pecado mostrou ser maior em pessoas que se enojavam mais facilmente. Mesmo as pessoas …

"Os pássaros não são estúpidos". Secretário de Estado desvaloriza críticas a aeroporto do Montijo

Os ambientalistas têm alertado que dezenas de milhares de aves de médio e grande porte cruzam-se na zona de proteção especial do estuário do Tejo, junto ao local onde será construído o novo aeroporto do …

Acusado de racismo e sexismo, conselheiro político de Boris demite-se

Andrew Sabisky, conselheiro direto do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, demitiu-se esta segunda-feira, depois de ser acusado de racismo e sexismo pelo próprio Partido Conservador por causa de declarações suas no passado. Em causa estão declarações feitas …

"Impressora de pele" promete ajudar na cicatrização de queimaduras

Uma nova impressora 3D portátil é capaz de depositar "folhas de pele", umas sobre as outras, e criar um curativo biológico para cobrir grandes queimaduras. A nova impressora 3D foi desenvolvida por uma equipa de investigadores …

"Made in Space". A primeira fábrica espacial vai começar a ganhar forma

Com o objetivo de construir coisas cada vez maiores no Espaço, uma empresa do Colorado, nos Estados Unidos, está a preparar-se para uma missão de demonstração de construção. A Blue Canyon Technologies vai fornecer a infraestrutura …

Asteróide que passou recentemente pela Terra não estava sozinho

Astrónomos descobriram que o asteróide 2020 BX12, que passou pela Terra na semana passada, era afinal um sistema binário de asteróides. Estamos a falar do asteróide 2020 BX12, que passou a 4,3 milhões de quilómetros de distância da …

"Parasitas" vai ter uma série na HBO. E já são conhecidos dois nomes do elenco

A produção sul-coreana de Bong Joon Ho, especialmente condecorada pela Academia, merece agora uma adaptação para a televisão pelas mãos da HBO. A série televisiva de "Parasitas" foi anunciada em janeiro e a produção está encarregue …

O carregador do seu smartphone é mais potente do que o computador da Apollo 11

Não restam dúvidas de que a informática deu um passo gigante em termos de evolução nos últimos 50 anos. Agora, um engenheiro de software descobriu que até mesmo o carregador do seu smartphone é mais …