Portugal envia dois aviões para ajudar a combater fogos na Suécia

Pedro Sarmento Costa / Lusa

O secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves (E), acompanhado pelo comandante distrital, Alvaro Ribeiro (D)

Os aviões médios anfíbios disponibilizados à Suécia pelo Governo português partem esta terça-feira para combater os incêndios neste país, em resposta ao pedido feito pelas autoridades suecas ao Mecanismo Europeu de Proteção Civil.

O Ministério da Administração Interna adianta que os dois aviões partem às 10h00 do Centro de Meios Aéreos de Vila Real com destino ao aeroporto sueco de Orebro.

Além dos dois aviões, a Força Aérea Portuguesa disponibiliza também um voo de apoio (C295), que transportará cerca de 700 quilos de equipamentos para apoio à operação dos meios aéreos.

Segundo o MAI, a bordo deste voo seguem oito elementos da Autoridade Nacional de Proteção Civil entre mecânicos, pilotos e técnicos de apoio, numa missão portuguesa chefiada por Miguel Cruz, adjunto do comando operacional nacional da ANPC.

Na passada sexta-feira, Portugal informou o Mecanismo Europeu de Proteção Civil da sua disponibilidade para enviar meios aéreos, humanos e terrestres, para apoiar as operações de combate aos incêndios florestais que atingem, há vários dias, aquele país do norte da Europa. Na resposta, a Suécia fez saber que aceitava a ajuda portuguesa, tendo solicitado apenas apoio aéreo, esclarece o MAI em comunicado.

Por duas vezes este verão, a Suécia pediu assistência a Bruxelas para fazer face às dezenas de incêndios florestais que continuam ativos no país, onde só nos últimos dias arderam mais de 20.000 hectares, tendo os primeiros aviões de combate às chamas (oriundos de Itália) começado a operar na passada quarta-feira.

O secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, assistiu, em Vila Real, à partida da missão portuguesa.

Portugal não ficará desprotegido

José Artur Neves garantiu nesta terça-feira, após a partida dos aviões médios anfíbios, que Portugal não fica desprotegido e que o dispositivo nacional de combate a incêndios é flexível e ajustável às necessidades. O secretário de Estado garantiu que “não haverá nenhum local do país que fique desprotegido por esta ou aquela decisão”.

“O dispositivo é flexível, ajusta-se às necessidades e ao risco que, a cada momento, é elencado, desenvolvido e programado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil”, afirmou o governante. Por isso mesmo, garantiu, os meios serão pré posicionados “sempre que o risco estiver mais localizado num determinado local”.

No entanto, ressalvou que, em Portugal, a situação é ainda vulnerável. “Temos mais de dois milhões de hectares de floresta que têm risco, mais de seis mil aldeias também em risco, desenvolvemos os trabalhos de prevenção e também de auto proteção das aldeias, estamos a fazer uma previsão permanente das condições atmosféricas e, naturalmente, que as condições em Portugal são sempre delicadas”, referiu.

Na frota nacional, segundo o secretário de Estado, ficam seis aviões médios. O dispositivo é ainda composto por mais dois aviões pesados e 40 helicópteros de primeira intervenção posicionados em todo o país.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Desconfinar creches e 1.º ciclo em março é possível, mas com "botão de pânico"

O epidemiologista Manuel Carmo Gomes considera que é possível a partir de meados deste mês abrir creches e primeiro ciclo. Contudo, tem de se estar "sempre pronto para parar". O plano de descofinamento será anunciado pelo …

UEFA suspende árbitro do PSG-Basaksehir (mas afasta conduta racista)

Sebastian Coltescu foi suspenso pela UEFA até ao final da atual temporada, devido a "comportamento impróprio" no jogo entre o PSG e o Basaksehir, mas o  organismo afastou qualquer ação racista do romeno. "Foi decidido suspender …

O maior lagarto do mundo tem uma peculiar história de reprodução

O dragão de Komodo (Varanus komodoensis), o maior lagarto à face da Terra, tem uma estranha história de reprodução, de acordo com uma nova investigação científica levada a cabo pela Universidade Nacional da Austrália. De …

Portal Goal aponta Diego Costa ao Benfica (e até avança valores)

O portal desportivo Goal apontou esta segunda-feira Diego Costa, ex Atlético de Madrid e atualmente sem clube, ao Benfica. De acordo com a mesma fonte, o clube da Luz oferece ao jogador um salário de …

Um mandato com "vários mandatos" dentro. A segunda dinastia de Marcelo começa hoje

Esta terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa toma posse para um segundo mandato como Presidente da República. Por volta das 10h30, na Assembleia da República, Marcelo Rebelo de Sousa vai voltar a pousar a mão direita na …

Groundforce em risco de insolvência. Governo ainda sem soluções

O Governo ainda não tem soluções para resolver o problema dos trabalhadores da Groundforce, indicou o ministro das Infraestruturas e da Habitação numa reunião, esta segunda-feira, com os representantes dos colaboradores. "O ministro informou-nos que não …

Peritos propõem plano para desconfinar lentamente ao longo de um mês e meio

Esta segunda-feira, na reunião no Infarmed, os especialistas apresentaram a sua proposta de plano de desconfinamento. A decisão final do Governo só será conhecida na quinta-feira. De acordo com o Expresso, a proposta de plano de …

Parlamento Europeu levanta imunidade a Carles Puigdemont

O Parlamento Europeu levantou, esta terça-feira, a imunidade parlamentar de que gozavam três eurodeputados independentistas da Catalunha, entre eles o antigo presidente da região, fugidos da justiça espanhola após a tentativa de independência de 2017. O …

Sem zaragatoas, basta gritar. Empreendedor cria teste inovador para detetar covid-19

O empreendedor holandês Peter van Wees criou um teste que pode ser o método mais rápido e fácil de detetar covid-19. Basta gritar ou cantar. Peter van Wees criou um teste para detetar a covid-19 que …

Inspetores do SEF com processos disciplinares por causa de Ihor voltam ao aeroporto

O Tribunal de Sintra chumbou o despacho do SEF que afastava do exercício de funções do aeroporto de Lisboa quatro inspetores, que são alvo de processos disciplinares por causa da morte do cidadão ucraniano. Esta decisão …