Governo pondera novas medidas de apoio ao emprego e empresas

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira

O Governo está a ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas em resposta ao agravamento da pandemia de covid-19, disse hoje o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira.

“Em função da circunstância que agora estamos a ter de agravamento das condições sanitárias com impacto na situação económica, o Governo deve ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas e em devido tempo daremos nota disso mesmo”, disse Siza Vieira aos jornalistas após a reunião da Concertação Social.

“Parece-nos que isso deve avançar tão cedo quanto necessário porque queremos assegurar que as empresas preservam a sua capacidade produtiva e os postos de trabalho necessários para responder às necessidades dos seus clientes no momento em que estas restrições sejam aliviadas”, acrescentou o ministro.

Siza Vieira sublinhou que o país está num percurso de recuperação económica, mas admitiu que as medidas mais restritivas que estão a ser ponderadas terão impacto no consumo e nas exportações e por isso “o Governo está a ponderar como estender e aumentar as medidas de apoio ao emprego, às famílias e às empresas”.

“O Governo tem manifestado que continuará a estender as medidas de apoio, à medida que a situação o exija”, reafirmou o governante, lembrando que algumas medidas que estão em vigor serão prorrogadas no próximo ano, como é o caso do apoio à retoma da atividade económica.

Questionado sobre a necessidade de o Governo avançar com uma requisição civil na saúde, como defendeu hoje o Bloco de Esquerda, o ministro disse que nesta altura todos os recursos de saúde já estão à disposição para responder à pandemia.

“Num momento de emergência, todos os recursos do setor da saúde estão à disposição do Estado e da população para responder às necessidades de saúde pública e portanto o Governo já está a utilizar recursos do setor social, do setor privado, dos estabelecimentos médicos militares e continuará a faze-lo, eventualmente mais, à medida das necessidades”, disse Siza Vieira.

“Portanto, não é nenhuma novidade, já está a acontecer e vai provavelmente ser alargado”, acrescentou o ministro.

A coordenadora do BE, Catarina Martins, afastou hoje para já a necessidade de um novo estado de emergência e defendeu que o Governo utilize toda a capacidade instalada na saúde, se necessário recorrendo à requisição civil dos setores privado e social.

“Lembro que o estado de emergência é uma medida de última linha, que tem uma vigência de 15 dias e que esta pandemia vai demorar longos meses. É desejável e possível encontrarmos outros mecanismos para tomar medidas que possam proteger a população”, defendeu Catarina Martins, no final de uma reunião de perto de uma hora com o primeiro-ministro, António Costa.

Em alternativa, a líder do BE defendeu que toda “a capacidade instalada da saúde” deve ser colocada na alçada do Ministério da Saúde, “privada e social, tanto na resposta à covid como não covid” e manifestou-se disponível para outras medidas que tenham de ser aprovadas pela Assembleia da República.

Questionada se o Governo deveria avançar já com uma requisição civil, a líder bloquista defendeu que a Lei de bases da Saúde, anterior e atual, “já prevê que em situação de pandemia seja utilizado” este instrumento, que permite um pagamento “justo” do serviço.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Portugal com mais 4.093 novos casos e 64 óbitos. Há 536 doentes em cuidados intensivos

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 64 óbitos e 4.093 novos casos de covid-19. O número de internamentos nos cuidados intensivos volta a bater recorde, com 536 doentes. Portugal contabilizou, nas últimas 24 horas, 64 …

Empresa a operar em Espanha e Portugal investigada por má gestão de resíduos da covid

Uma empresa multinacional está a ser investigada pela Guardia Civil espanhola, em estreita colaboração com a Guarda Nacional Republicana (GNR), devido a uma alegada má gestão de resíduos sanitários da covid-19. A Guarda Civil espanhola, em estreita …

"Eu não quero dizer adeus." Mosteiro torna-se símbolo da tensão em Nagorno-Karabakh

O mosteiro de Dadivank, na vila de Karvachar, está a tornar-se um símbolo da tensão que existe entre arménios e azeris na disputa por Nagorno-Karabakh. O mosteiro de Dadivank foi fundado no I Século por um …

ARS do Norte atribui origem do surto de legionella às torres da Longa Vida

Desde que as torres da fábrica Longa Vida, em Matosinhos, foram suspensas, verificou-se uma "diminuição acentuada de casos de legionella". A Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte atribuiu a origem do surto de legionella na …

Exército norte-americano está a desenvolver uma tecnologia que lê a mente dos soldados

A tecnologia ao serviço da Defesa dos Estados Unidos da América. O Exército norte-americano está a investir em pesquisas neurocientíficas, numa tentativa de descodificar o significado por trás de diferentes sinais cerebrais. O Exército dos Estados …

Jerónimo de Sousa reeleito secretário-geral do PCP

Este sábado à noite, o novo Comité Central comunista escolheu Jerónimo de Sousa para continuar enquanto secretário-geral. João Ferreira, candidato presidencial do partido, entra para a Comissão Política do Comité Central. Jerónimo de Sousa foi eleito …

Popularidade de Marcelo e Costa aumenta (e o principal rosto da oposição é Rui Rio)

Rui Rio é apontado como principal figura da oposição na sondagem TSF/JN. O primeiro-ministro, o Governo, a oposição e o Presidente da República sobem a nota. De acordo com o barómetro de novembro da Aximage para …

Morreu David Prowse, o Darth Vader de "Star Wars"

Conhecido por interpretar Darth Vader na saga Star Wars – Guerra das Estrelas, o ator David Prowse morreu este sábado aos 85 anos. Morreu David Prowse, o ator atrás da máscara de Darth Vader na trilogia …

PJ detém hacker que atacou tribunal eleitoral brasileiro

Este sábado, a Polícia Judiciária (PJ) deteve um hacker português, de 19 anos, suspeito de ter feito ataques ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil registados este mês durante a primeira volta das eleições autárquicas. …

Caso Novo Banco não é inconstitucional, mas é um "número de circo", avisa jurista

Para Rogério Fernandes Ferreira, ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, anular a transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não é inconstitucional, mas gerará responsabilidade civil. A anulação da transferência de 476 milhões …