Governo lança plano para trazer de volta emigrantes desempregados

O Conselho de Ministros deverá aprovar esta quinta-feira o Plano Estratégico para as Migrações, que inclui o programa Valorização do Empreendedorismo Emigrante (VEM), que incluiu medidas para ajudar os emigrantes portugueses a regressar e criar negócios em Portugal.

O pacote, que faz parte do Plano Estratégico para as Migrações (2015-2020), irá apoiar o empreendedorismo, criar estágios e atribuir bolsas, apoiando também as empresas que contratem portugueses que se encontrem desempregados no estrangeiro.

Em entrevista ao Público, Pedro Lomba, secretário de Estado adjunto do ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, explicou que o programa VEM vai “facultar uma subvenção não reembolsável, que vai ter um limite máximo de financiamento por projeto”.

A verba para cada projeto deverá ficar entre os 10 mil e os 20 mil euros, e numa primeira fase é expectável que o VEM possa apoiar até 40 a 50 “projetos de criação do próprio posto de trabalho, ou empresa, por parte de emigrantes com intenção de regressar a Portugal”.

Pedro Lomba referiu que a medida será financiada pelo Programa Operacional para a Inclusão Social (POISE), com uma dotação global superior a dois mil milhões de euros, mas cujo regulamento ainda está por publicar.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. O que esta gente inventa em ano de eleições
    1º mando-nos emigrar, depois quer que voltem para criar negocios e eu sei lá que mais.
    Uma coisa eu tenho a certeza, se ganharem as eleições, no dia a seguir revogam tudo e voltam á carga com toda a ferocidade para acabar com o pouco que ainda resta

      • Espero bem que não ganhem. Até porque nunca ganharam nenhuma eleição antes!
        Independentemente do que ainda possa ocorrer este já ficará para a história como o pior governo de sempre. Será sempre relembrado com o governo que mais portugueses mortos terá na sua consciência; o mais irresponsável, o que tinha toda uma conjuntura internacional favorável e que não a soube aproveitar; o que aumentou o número de funcionários públicos em 10 mil; o que nomeou profundos incompetentes para cargos de responsabilidade com as consequências fatídicas que todos nós conhecemos; o que comprometeu o futuro do país ao aumentar as responsabilidades e os encargos futuros do Estado.
        Isto tudo foi muito mau. Só não percebo é como ainda lá estão. Noutro qualquer país minimamente desenvolvido e com uma população culta e informada já tinham sido postos a andar.

  2. Só quem for parvo é que regressa a Portugal. Enquanto não houver uns quantos (muitos) na prisão o país não avança. Com tanta corrupção é impossível.

  3. Se não deixassem entrar indiscriminadamente centenas de milhares de imigrantes(a maioria brasileiros,mas também de leste,Ásia e África ,a grande maioria dos portugueses não emigrava.Mas os estrangeiro vêm fazer o que os portugueses não querem,totalmente mentira…!Os portugueses fazem esses trabalhos mas em outros países, onde ganham salários mais dignos.A esquerda é hipócrita ao querer salários melhores quando são a favor da entrada desregulada de imigrantes(todos entram como turistas,aumentando ainda ,falsamente, os dados relativos à entrada de turistas no nosso país).Os salários como em tudo, estão indexados à lei da oferta e da procura ,havendo muita mão de obra(muitos dispostos a trabalhar por qualquer valor) os salários não poderão aumentar,é lógico! E não pensem que apenas se refer a salários de trabalhos não qualificados,todos, mesmo os qualificados serão afectados!O segredo para os subir os salários de trabalhos qualificados também é fazer subir os não qualificados,os outros sobem por acréscimo.

Polacos protestam contra acórdão que torna o aborto quase impossível

Milhares de polacos têm-se manifestado, nos últimos dias, contra a proibição quase total do aborto, quando as leis do país estavam já entre as mais restritivas da União Europeia. Na última quinta-feira, o Tribunal Constitucional polaco …

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …

Em Berlim, Marta Temido defende reforma e reforço de poder da OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) deve ser alvo de uma reforma substancial que leve ao reforço do seu poder internacional na sequência da pandemia de Covid-19, defendeu esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta …

PJ faz buscas à Fiscalização e Contratação da Câmara de Barcelos

A investigação, relacionada com contractos efetuados no pelouro da vereadora Anabela Real, estão a ser investigados pela Polícia Judiciária. A Polícia Judiciária (PJ) fez hoje buscas na Câmara de Barcelos, tendo como alvo principal os serviços …