Governo grego remodelado após derrota nas eleições europeias

EPP / wikimedia

O primeiro-ministro grego, Antonis Samaras

O primeiro-ministro grego, Antonis Samaras

O primeiro-ministro conservador grego Antonis Samaras remodelou hoje o seu governo de coligação, com a pasta das Finanças a ser atribuída ao professor e economista Gikas Hardouvelis, informou um porta-voz do executivo.

A decisão surge a meio do mandato de quatro anos da atual coligação, liderada pela Nova Democracia (ND) de Antonis Samaras e que também integra o Partido Socialista Pan-Helénico (Pasok), do vice-primeiro-ministro e chefe da diplomacia Evangelos Venizelos, que reforça o seu peso no executivo.

Nas eleições europeias de maio, e pela primeira vez, a ND foi derrotada pelo partido da esquerda radical Syriza, que obteve mais três por cento de votos e exigiu de imediato legislativas antecipadas.

Gikas Hardouvelis, até agora economista chefe do banco Eurobank, substitui na crucial pasta das Finanças o também tecnocrata Yannis Stournaras, numa remodelação que abrangeu quase metade do gabinete.

De acordo com diversos ‘media’ em Atenas, Stournaras deverá assumir a chefia do Banco da Grécia, quando terminar o mandato do atual governador, Georges Provopoulos.

Na quinta-feira ocorreu uma primeira alteração simbólica no ministério das Finanças com a demissão do diretor-geral dos impostos, Haris Theoharis, conhecido por “senhor impostos“.

Nomeado no início de 2013 por cinco anos para um cargo criado por pressão dos credores internacionais do país (União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), Theoharis foi não apenas criticado pela oposição mas ainda por diversos deputados da direita grega, devido ao endurecimento da política fiscal no âmbito das duras medidas de austeridade.

Gikas Hardouvelis / G+

Gikas Hardouvelis, o novo Ministro das Finanças da Grécia

Gikas Hardouvelis, o novo Ministro das Finanças da Grécia

A Comissão Europeia já considerou que a substituição do “senhor impostos” constitui “motivo de séria inquietação”.

Num país em recessão contínua desde 2009, a dívida pública atinge 176% do PIB, que durante a crise recuou 25%. No total, o resgate concedido ao país para evitar a falência, sob a forma de empréstimos, somas injetadas diretamente ou de uma anulação da dívida aos credores privados, atingiu 380 mil milhões de euros.

A cerca de duas semanas de concluir a presidência rotativa semestral da UE, a Grécia também se prepara para anunciar até ao final de 2014 o fim do programa de assistência financeira, mas pretende retomar as negociações com os parceiros europeus para reduzir a sua dívida pública.

Esta foi a segunda crise do governo desde a vitória eleitoral, em junho de 2012, da ND.

Menos de um ano após a formação do primeiro executivo tripartido, integrado pela ND, Pasok e pela formação de centro-esquerda Dimar, o governo conheceu uma primeira remodelação quando este último partido abandonou o poder após o primeiro-ministro anunciar a decisão de encerrar a radiotelevisão pública.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Goldman Sachs avisa: Surto de coronavírus põe em risco reeleição de Trump

Um relatório dos analistas do Goldman Sachs, divulgado na quarta-feira, revela que o surto de coronavírus pode custar a reeleição a Donald Trump. De acordo com a CNN, citada pelo Observador, o relatório mostra que o …

Neymar exige mais 6,5 milhões ao Barcelona. É o terceiro processo do jogador contra o clube

Neymar processou pela terceira vez o Barcelona devido às contingências fiscais que lhe foram incutidas a título pessoal por causa dos contratos relativos à sua contratação pelos blaugranas. Segundo divulgou o Mundo esta sexta-feira, citado pelo …

Autarca de Torres Vedras condenado a multa de 5.000 euros por plágio na tese de doutoramento

O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes (PS), foi esta quinta-feira condenado a pagar uma multa de 5.000 euros, pelo crime de contrafação na tese de doutoramento. A multa será aplicada durante …

Francisco J. Marques acusado de sete crimes por divulgar e-mails do Benfica

Francisco J. Marques, Júlio Magalhães e Diogo Faria estão a ser acusados de vários crimes relativamente ao caso da divulgação dos e-mails do SL Benfica. O diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, foi …

Depressão Jorge traz fim-de-semana com chuva e vento

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê um fim-de-semana chuvoso e ventoso, a começar já a partir de sábado. Em causa está a passagem da depressão Jorge por Portugal. O tempo de primavera …

Dieselgate. Volkswagen vai pagar 800 milhões de euros a clientes

O fabricante de automóveis Volkswagen está disposto a pagar cerca de 800 milhões de euros a 460.000 clientes afetados pela manipulação de motores 'diesel', após um acordo extrajudicial com o gabinete de proteção do consumidor …

Novo partido Volt Portugal perto de receber luz verde do Tribunal Constitucional

O novo partido Volt Portugal (VP) está muito perto de receber luz verde do Tribunal Constitucional para a sua formalização. De acordo com a edição desta sexta-feira do jornal Público, o processo dura já há quatro …

Vitalino Canas e Clemente Lima chumbados para o Tribunal Constitucional

A Assembleia da República 'chumbou' hoje Vitalino Canas e António Clemente Lima para juízes do Tribunal Constitucional (TC) e voltou a rejeitar reconduzir o ex-ministro Correia de Campos para presidir ao Conselho Económico e Social …

Turquia declara guerra ao regime sírio e abre portas da Europa aos refugiados após baixas em Idlib

A Turquia vai deixar de impedir que refugiados cheguem à Europa, por terra ou por mar, decisão que antecipa a chegada de refugiados da província de Idlib, no norte da Síria, onde a ofensiva do …

Cerca de 80% dos processos de racismo acabam arquivados

Cerca de 80% dos processos instaurados pela Comissão pela Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) entre 2006 e 2016 acabaram arquivados, concluiu um estudo do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, …