Governo espanhol impedirá que declaração de independência da Catalunha produza efeitos

Juan Carlos Cardenas / EPA

Mariano Rajoy, primeiro-ministro espanhol

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, declarou hoje que Madrid impedirá que uma eventual declaração de independência da Catalunha produza quaisquer efeitos, numa entrevista ao diário El País.

“O Governo vai impedir que qualquer declaração de independência leve ao que quer que seja”, disse Rajoy na sua primeira entrevista a um diário espanhol desde o início da crise entre Madrid e Barcelona, excertos da qual foram divulgados na noite deste sábado.

O chefe do executivo espanhol emitiu igualmente um apelo ao “nacionalismo catalão moderado” para se afastar dos radicais, precisa o El País.

As tensões entre Madrid e Barcelona mergulharam a Espanha na sua mais grave crise política desde o regresso à democracia, em 1977.

A crise está a dividir a Catalunha, onde vivem 16% dos espanhóis e onde, segundo as sondagens, metade da população não é independentista.

Madrid afasta qualquer hipótese de mediação, argumentando Rajoy que “para dialogar, é preciso agir dentro da legalidade”.

A justiça espanhola considerou ilegal o referendo para a independência convocado para 01 de outubro pelo governo regional catalão e deu ordem para que os Mossos d’Esquadra, a polícia regional, selassem os locais onde se previa a instalação de assembleias de voto.

Perante a inação da polícia catalã em alguns locais, foram chamadas a Guardia Civil e a Polícia Nacional espanhola, polícias de âmbito nacional que protagonizaram os maiores momentos de tensão para tentar impedir o referendo, realizando cargas policiais sobre os eleitores e forçando a entrada em várias assembleias de voto ocupadas de véspera por pais, alunos e residentes, para garantir que permaneceriam abertas.

A violência policial fez 893 feridos mas, apesar da repressão, 43,03% dos 5,3 milhões de eleitores conseguiram votar (ou seja, 2,286 milhões), e 90,18% deles votaram a favor da independência (2,044 milhões), segundo o governo regional da Catalunha (Generalitat).

Uma vez proclamados os resultados oficiais do escrutínio — o que aconteceu na sexta-feira -, a chamada Lei do Referendo, que o parlamento catalão aprovou a 06 de setembro e que foi suspensa pelo Tribunal Constitucional espanhol, estipula que a Declaração Unilateral de Independência (DUI) seja emitida num prazo de 48 horas.

Como o fim de semana não é contabilizado para esse efeito, o prazo estender-se-á até terça-feira, 10 de outubro, tendo a Mesa do Parlamento Regional, que é o seu órgão dirigente, marcado para esse dia, às 16:00, uma comparência no plenário do presidente catalão, Carles Puigdemont.

No papel, a presença do dirigente catalão será apenas para “informar da situação política atual”, não havendo qualquer referência à Lei do Referendo suspensa pelo Constitucional, nem a uma eventual Declaração Unilateral de Independência.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

Uma tragédia anunciada em Janeiro. Cinzas do vulcão de La Palma a caminho de Portugal

A lava do vulcão Cumbre Vieja continua a cobrir La Palma, nas Canárias, e já destruiu mais de 300 casas. E enquanto as cinzas vulcânicas se estão a deslocar para a Península Ibérica, surge a …

Líder parlamentar do BE diz que Costa "transformou eleições numa caricatura"

O líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares, afirmou na quarta-feira que António Costa transformou as eleições autárquicas de 26 de setembro numa “caricatura”, considerando que o primeiro-ministro “vai a todo o lado prometer tudo”. O …

Estalou o verniz entre a UEFA e a FIFA. Órgão Europeu critica Mundial a cada dois anos e admite boicote

A UEFA aponta vários riscos associados ao aumento da frequência do Mundial, como a perda de importância dos torneios femininos e juvenis, o impacto no calendário das outras competições e os efeitos na saúde dos …

Centro de Cancro do Pâncreas Botton-Champalimaud

Novo Centro de Cancro do Pâncreas em Lisboa é único no mundo (e tem a bênção dos Reis de Espanha)

Inaugura, na próxima segunda-feira, o novo Centro de Cancro do Pâncreas Botton-Champalimaud que resulta de uma parceria entre a Fundação Champalimaud e o casal espanhol Maurizio e Charlotte Botton. Os Reis de Espanha vão marcar …

Fiat, Jeep e Alfa Romeu julgadas em Lisboa por suspeita de falsearem emissões

Três fabricantes de carros são acusadas de instalar mecanismo que esconde a emissão de gases acima do limite legal. O Tribunal Central Cível de Lisboa aceitou julgar uma ação popular intentada por uma associação europeia de …

Entre sorrisos e avisos sobre a Irlanda do Norte, Biden chuta para canto acordo comercial com o Reino Unido pós-Brexit

Um possível acordo comercial, a fronteira entre as duas Irlandas, a retirada do Afeganistão e as alterações climáticas foram alguns dos temas em cima da mesa na recepção de Boris Johnson na Casa Branca. Foi um …

UEFA duplica prémios do Europeu feminino

De oito para 16 milhões de euros. Prémio monetário bem diferente do Europeu anterior. A UEFA informou nesta quinta-feira que vai ser duplicado o total do prémio monetário para as selecções participantes no próximo Europeu feminino. O …

Número de animais abatidos continua a cair nos canis portugueses

É esperada uma estabilização do número de abates, dois anos após a entrada em vigor da legislação que regula o ato. Dois últimos anos foram marcados por quedas. Em 2020, foram abatidos em nos canis portugueses …

Entre professoras e uma personal trainer, Braga é o concelho do país com mais candidatas mulheres

Cerca de 63% dos 308 concelhos de Portugal têm, pelo menos, uma mulher candidata à presidência de uma Câmara Municipal. A liderar surge Braga com cinco candidatas mulheres às eleições autárquicas de domingo. Há 194 concelhos …

Pais revoltados com professor que deu aula com máscara no queixo — e que publica vídeos obscenos online

PSP foi chamada à Secundária Eça de Queirós, na Póvoa do Varzim, porque docente — que sugeriu aos alunos que seguissem o seu canal de YouTube onde tem vídeos em cuecas e nu — deu …