Governo quer creches e jardins de infância em quartéis para ter mais mulheres militares

Paulo Novais / Lusa

O objetivo do Ministério da Defesa é aumentar o número de militares nas Forças Armadas, incluindo mulheres. Para isso, uma das medidas propostas passa pela criação, até 2021, de creches nas unidades militares.

O Ministério da Defesa está a ponderar incluir no conjunto de medidas do Plano Setorial para a Igualdade da Defesa Nacional (2019-2021) a criação de creches e jardins de infância em unidades militares, serviços centrais e ramos das Forças Armadas.

Segundo a edição desta quarta-feira do jornal Público, o objetivo é aumentar o número de militares nas Forças Armadas, incluindo mulheres.

O gabinete de João Gomes Cravinho explicou ao diário que “os organismos envolvidos estão a avaliar como a irão implementar” esta normal, que tem “subjacente a ideia de criação de espaços de apoio à infância que contribuam para a conciliação entre a vida profissional, pessoal e familiar”.

No documento que contem as propostas do ministro para o plano rumo à igualdade no setor consta a criação de “creches e jardins de infância, serviços de apoio à monoparentalidade, salas de estar equipadas com entretenimento para crianças, ocupação de tempos livres, entre outros”.

De acordo com os números facultados pelo Governo, há 20% de mulheres no total de militares, civis e militarizados das Forças Armadas, havendo uma maior discrepância entre  pessoal militares do que entre o pessoal civil. Enquanto que entre os civis há 58% de mulheres e 42% de homens, no plano militar a percentagem de mulheres cai para 12%.

Além desta, o Plano Setorial para a Igualdade da Defesa Nacional inclui mais 29 medidas, propondo-se, por exemplo, a criação da figura de Gender Advisor no Estado-Maior-General das Forças Armadas e nos três ramos militares, ou a utilização de linguagem não discriminatória nos documentos oficiais.

No entanto, esta não é uma intenção nova do titular da pasta da Defesa. No passado dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, João Gomes Cravinho tocou neste mesmo assunto num encontro com militares.

“Sabemos que a vida militar tem especificidades e condicionantes, mas sabemos também que podemos ir bem mais longe do que tem sido feito até agora. Vamos também melhorar as infraestruturas de apoio à parentalidade, entre outras. Estas são questões que são particularmente valorizadas pelas mulheres, devido às tradições da nossa sociedade, mas elas são aqui pensadas para homens e mulheres de igual forma”, afirmou na altura.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

FMI. Portugal vai crescer acima da zona euro em 2019 e 2020

Com a revisão em alta de 0,2 pontos percentuais para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, o FMI posiciona as suas previsões alinhadas com as do Governo, mas mantêm-se menos otimista para 2020 do …

Ex-diretora e delatora do caso Cambridge Analytica vai à Web Summit

Brittany Kaiser, ex-diretora e denunciante do caso Cambridge Analytica, vai participar nas conferências da Web Summit, que se realiza entre 4 e 7 de novembro, no Parque das Nações, em Lisboa. A estrela do documentário “Nada …

Comprar casa à distancia de um clique. Nova app já é uma das mais descarregadas

Uma nova aplicação para smartphone permite a procura, compra ou venda de imóveis de uma forma mais prática, facilitando o agendamento de visita às casas. A Century21 anunciou recentemente o lançamento de uma nova aplicação para …

Prédio de sete andares desaba no Brasil. Há um morto e várias vítimas nos destroços

Um edifício residencial de sete andares desabou, esta terça-feira de manhã, em Fortaleza, capital do estado do Ceará, no nordeste do Brasil, provocando pelo menos um morto e vários feridos, segundo os bombeiros. Segundo fonte dos …

Já chegaram 138 mil votos dos emigrantes portugueses (mas nenhum da África do Sul)

Já chegaram 138 mil envelopes com votos dos emigrantes portugueses espalhados pelo mundo. Foram enviadas 1.464.709 cartas com um boletim de voto para 186 países nos primeiros dias de setembro. Porém, destes 138 mil boletins, nenhum …

"Portugal tem margem" para ter défice em caso de crise

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, diz que Portugal pode deixar o défice subir em caso de crise, mas avisa que é preciso cuidado para que a despesa não se torne permanente. Numa entrevista …

Rui Rio continua "em ponderação" e não anunciará qualquer decisão na quarta-feira

A Comissão Política Nacional do PSD vai reunir-se na próxima quarta-feira, mas o presidente do partido não falará ainda publicamente sobre o seu futuro político e continua “em ponderação”, disse à Lusa fonte oficial social-democrata. Segundo …

Ministério nega "situação anómala" de alunos ainda sem professores

Milhares de alunos continuam sem professores um mês depois de as aulas terem começado e o Ministério da Educação diz não ter sido informado de qualquer “situação anómala ou de uma falta sistémica de docentes”. Ainda …

Gage Skidmore

John Bolton denunciou pressão sobre a Ucrânia dois meses antes de sair da Casa Branca

John Bolton, o antigo conselheiro de Segurança Nacional norte-americano que saiu do cargo em setembro em confronto com Donald Trump, fez saber aos advogados da Casa Branca, em julho, que estava em curso uma campanha …

Homem que violava e trancava mulher sem comida tinha sido absolvido do mesmo crime

Um homem de 38 anos que ficou em prisão preventiva por suspeitas de crimes de violência doméstica agravada, violação e sequestro agravado contra a companheira, já tinha sido absolvido antes pela prática do mesmo crime …