Governo comprou software para controlar o SIRESP em 2015 mas nunca o usou

Nuno André Ferreira / Lusa

Helicóptero Kamov Ka-32A-11BC da frota da Protecção Civil no combate a um incêndio

“Software” que permitia monitorização em tempo real da cobertura da rede pela Proteção Civil por estar nas mãos do Ministério da Administração Interna.

A 11 de agosto, a Autoridade Nacional de Proteção Civi (ANPC) dirigia um ofício ao então secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, no qual pedia que as licenças de cliente Traces fossem “entregues de imediato ao seu proprietário, a Autoridade Nacional de Proteção Civil, para melhor monitorização e resposta do SIRESP”.

Segundo o Público, apesar de o software Traces ter sido adquirido pelo Governo em 2015, este nunca chegou a ser utilizado pelo principal cliente e comprador, a ANPC, por não lhe ter sido entregue pela Secretaria-geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI) a licença de utilização.

O uso deste software “habilitaria o comandante das operações de socorro de qualquer teatro de operações a ter informação fidedigna acerca da cobertura da rede SIRESP e de outra redes convencionais na zona”, permitindo, por exemplo, a escolha do local do posto de comando”, informa Joaquim Leitão, à data presidente da ANPC.

Em resposta ao jornal, a ANPC confirma que o Traces “nunca foi utilizado” e que “até à presente data, as referidas licenças não se encontram na ANPC”.

De acordo com Joaquim Leitão, terão sido as críticas feitas à Proteção Civil, aquando do incêndio de Pedrógão Grande, que motivaram o pedido feito em Agosto para que as licenças devidas fossem entregues àquela autoridade, já que há “decisões operacionais nos teatros de operações” que “têm de ser em cada um dos momentos sustentadas tecnicamente”.

Foi essa valência que levou a ANPC a comprar a aplicação, que consiste em “mapas de cobertura e é destinada a reforçar o serviço da rede SIRESP em situações de emergência”, como se pode ler no contrato de compra do sistema, em maio de 2015.

O software custou 200 mil euros e sete meses depois da sua compra (em maio de 2015), já com o atual Governo em funções, foi assinado o ato de entrega do produto, que viria acompanhado de duas licenças de utilização: uma para a ANPC, outra para a SGMAI. Mas as duas licenças terão ficado nesta última entidade.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Para quê? Como era p/ vigiar o funcionamento dos “amigos” do Costa do Siresp não interessava. Assim ardeu o país, morreram pessoas, destruíram a zona Norte e CEntro e fica tudo como dantes, nesta terra e INERCIOS e de LORPAS.

    • O senhor (ou senhora) tem a noção que a trapalhada acima descrita, foi ainda na altura do Governo Passos/Portas, não tem? Gostava de sabewr então o que raio é que tem o Costa a ver com isto…

  2. Não pode ter sido por intenção, terá sido um desleixo, um processo deixado para acção em “melhores dias”. CULPADO (s) ???
    Já agora, seria interessante saber em que medida este “software” poderia ter contribuído para evitr ou minimizar os ENORMES danos de 2017,

  3. Com tanta noticia para comentar, como o caso da Legionella , em que já morreram duas pessoas, não há comentários fala-se no Siresp já temos comentários. Tenho lido os comentários que aqui são feitos e lamento que em pleno século XXI ainda haja pessoas com mentalidade da pré história são piores que os burros que usam umas pálas nos olhos para só olharem numa direção.
    Desde já aviso que não respondo a provocações, não percam tempo a responder. Tenho direito á minha opinião
    Tenho dito

  4. Como a compra deve ter sido feita pelo anterior governo o actual assim que o recebeu meteu-o na gaveta não viesse ele contaminado com alguma ideia mais avançada!.

    • Boa vaca voadora! Que maneira tão inteligente de ver (?) as coisas. O governo anterior faz merd… Pois, claro; está visto! Foi tudo culpa do governo… seguinte! Uma filosofia muito à frente “senhor” (ou “senhora”) vaca voadora.

      • Pois neste caso a sua filosofia é que é muito mais avançada, se se compra software para melhorar as condições de um serviço que já existe e se decide metê-lo na gaveta é muito mais proveitoso para o país quer em dinheiro atirado ao vento quer em melhoramento das condições de comunicação, bem visto da sua parte!.

        • Metê-lo na gaveta? tem toda a razão! O PS terá metido na gaveta, mas… o PSD/CDS também!!! Mal visto da visto pela sua parte.

  5. Eh pá… Afinal não é só o PS que faz merd… Não é só o PS que tem as mãos sujas de sangue com as mortes nos incêndios… Não é só o PS que desperdiça os dinheiro dos contribuintes… Ao menos o PS não se pôs a vender ao desbarato empresas a interesses estrangeiros…

    • Deixem-se de partidarismos…
      Não tem a ver com PS, PSD, CDS, PCP, BE ou quem quer que lá esteja.
      O que interessa é espremer o mais possível a teta do estado para os próprios bolsos, como aquele que em poucos anos “enviou” para a própria empresa contratos de consultoria por ajuste directo num total de 8 milhões…

      A culpa é nossa que votamos neles.

RESPONDER

Depois do "selo Brexit", os correios da Áustria emitem o "selo corona" impresso em papel higiénico

O serviço postal da Áustria uniu dois pontos da pandemia do novo coronavírus ao criar um selo impresso em papel higiénico que, segundo os correios, as pessoas também podem, a qualquer momento, usar para ajudar …

A Moog celebra os 100 anos do Theremin com um novo instrumento: o Claravox Centennial

Este ano marca o 100º aniversário do Theremin - um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrónicos, controlado sem qualquer contacto físico pelo músico. Para celebrar vai ser lançado o Claravox Centennial. Foi em 1920 que Leon Theremin, …

Depósito inexplorado na Sibéria tem uma das maiores reservas de ouro do mundo

O maior produtor de ouro da Rússia, PJSC Polyus, anunciou esta semana que o seu depósito inexplorado em Sukhoi Log, na região siberiana de Irkutsk, possui uma das maiores reservas mundiais deste metal preciosos. De …

Os novos iPhones não trazem carregador. Apple poupa muito nos custos, mas não no ambiente

A Apple decidiu vender os seus novos iPhones sem carregador ou auscultadores, alegando que a alteração tem em conta o ambiente, uma vez que serão utilizados menos produtos na embalagem dos telemóveis, mas os especialistas …

Caça ao tesouro secular. Lendária ilha pode esconder Santo Graal, manuscritos de Shakespeare e jóias reais

Perto da Nova Escócia, no Canadá, há uma lendária ilha com misteriosos túneis e estranho artefactos. Há quem acredite que esconde o Santo Graal, os manuscritos de Shakespeare e um tesouro de um capitão. Porém, …

Aprender "baleiês" pode evitar choque de navios com o animal

Uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, tem uma nova ideia para salvar as baleias-azuis em migração das colisões com navios. Durante a época de migração das baleias-azuis, os animais enfrentam sérios …

Afinal, os carros elétricos não são a melhor resposta para combater as alterações climáticas

Os carros elétricos, surgem como alternativas mais sustentáveis aos veículos a gasolina ou gasóleo, podem não ser a melhor forma de combater as alterações climáticas no âmbito dos transportes, de acordo com um novo estudo. …

Seria Jesus um mágico? Há arte romana que parece sugerir que sim

Em alguma arte antiga, Jesus é retratado a fazer milagres com algo na mão que parece ser uma varinha. Investigadores sugerem que se trata de um cajado, que era usado como símbolo de poder. Segundo a …

Nem todos os clubes estão a afundar – alguns estão a prosperar durante a pandemia

Nem todos os clubes estão a sofrer às mãos desta pandemia de covid-19. Alguns deles têm conseguido bons resultados financeiros apesar da crise. A covid-19 provou ser um adversário devastador para o desporto profissional em todo …

Kibus: o aparelho que vai revolucionar a forma como os nossos cães se alimentam

Ter cães como melhores amigos pode ser muito benéfico, mas também traz a sua dose de trabalho e responsabilidades. Levar ao veterinário, dar banho, levar a passear, brincar, dar de comer... No fundo é como …