Governo compra faqueiro por 75 mil euros

O Ministério dos Negócios Estrangeiros adquiriu, num contrato por ajuste directo, um faqueiro ao preço de quase 75 mil euros, por questões de protocolo de Estado.

A compra foi divulgada pelo Correio da Manhã com base num contrato publicado na Base de Contratos Públicos online (BASE).

Este contrato de aquisição por ajuste directo foi publicado na BASE no passado dia 13 de Janeiro, tendo sido assinado entre a secretaria-geral do Ministério tutelado por Augusto Santos Silva e a empresa Cutelaria Polycarpo no passado 11 de Dezembro de 2015.

A decisão de adquirir este faqueiro foi tomada 15 dias após o executivo de António Costa ter tomado posse, nota o CM.

O valor em causa é de 74.778,45 euros, mais IVA, conforme se refere no contrato, que especifica que está em causa a “aquisição parcial de faqueiro D. João V“, incluindo “facas e tesouras”, sem se especificar o número de peças.

É possível encontrar à venda online o “Faqueiro Topázio D. João V” com 135 peças por 16.849 euros. IVA incluído.

A compra é feita no âmbito do “protocolo de Estado“, ou seja, os procedimentos e normas que se praticam nas cerimónias com a presença de Chefes de Estado ou outros representantes de governos estrangeiros.

A Cutelaria Polycarpo, com loja na Baixa de Lisboa, já não tem fábrica própria em Portugal, sendo os seus produtos manufacturados em Solingen, na Alemanha, realça o Diário de Notícias, jornal ao qual um dos sócios da empresa a define como “o rolls-royce da cutelaria“.

ZAP

PARTILHAR

33 COMENTÁRIOS

  1. A ser verdade a informação , uma vez que parece ser noticia do correio da manha(que tem a credibilidade que tem ). 75 mil euros !!!??? compra se casas mais baratas. Será que o antigo governo comia com as mãos??!!!!

    • Não, não comiam com as mãos! compraram até muitos faqueiros!
      Leia-se a noticia toda no Jornal de Noticias o seguinte:
      – Também no anterior governo, a secretaria-Geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros havia adquirido outros faqueiros e peças por valor semelhante. Segundo o mesmo site no qual estão publicados os contratos públicos, em julho, foram comprados à Topázio 15 faqueiros por 67.034 euros mais IVA. “O procedimento destina-se à satisfação de necessidades de várias Entidades”, lê-se no site. À Toklei, a 18 de novembro – poucos dias antes da tomada de posse do governo de António Costa – a secretaria-geral do MAI comprou um outro faqueiro para 36 pessoas por 17 mil euros.
      … Talvez os faqueiros vão para o caixote do lixo com os restos de comida… Só pode ser!

    • O problema é esse. Ainda há alguns meses o governo anterior tinha comprado faqueiros. Só que com este governo é tudo à grande e à francesa e então vão ter muitos mais comensais.
      É possível encontrar à venda online o “Faqueiro Topázio D. João V” com 135 peças por 16.849 euros. IVA incluído quando o governo comprou por 74.778,45 euros, mais IVA.

      • Como um amigo notou muito bem. Só há um tipo de faquieiro da Topázio. Comprado ao preço normal de 16 mil poderia-se chamar de peculato tanto é o despesismo. Comprado por 75 mil é algo mais. Criminoso!

        Por outro lado, numa nota mais positiva, penso que é caso para festejarmos. É a prova que o país precisava para se confirmar que a crise e a austeridade acabaram!

  2. Acho bem…vamos lá esbanjar….vamos lá gastar…o outro que lá tinha já era velho..ou então foi para casa de algum manda chuva…só pode…lol..impressionante…andaram todos na mesma escolha…só pode….as faculdades devem estar orgulhosos destes indivíduos…arranjam sempre maneira de lixar o povo…e eles continuam a votar neles!!! Impressionante…

  3. E eu preocupado durante estes anos com os LADRÕES que pudessem invadir a minha casa, vou acabar com esse serviço porque afinal os verdadeiros Ladrões SÃO OUTROS!

  4. Chegou o ps ao poder, toca a esbanjar o que se andou a poupar.
    A seguir deve ser a troca da frota automóvel, os “amiguinhos” já devem estar quase todos… (com tanta nomeação)

  5. Encontram-se cinco contratos públicos de aquisição de faqueiros, os três últimos, no valor total de €158769.86, adjudicados pela Secretaria-Geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros.
    Estes três contratos foram todos celebrados por ajuste directo, entre 29 de Julho e 11 de Dezembro de 2015.
    O XXI Governo de Portugal tomou posse no dia 26 de Novembro de 2015.

  6. Armados em ricos sem se preocuparem com os maiores problemas do país.Será que não poderia fazer a compra com menos? O povo tem que poupar e o governo pode esbanjar .Tenham Juízo com o que fazem pois a troika já vem à espreita … moderar é o que deviam fazer senão daqui a 4 anos (se lá chegarem)estaremos muito pior…

  7. Então se anda online o “Faqueiro Topázio D. João V” com 135 peças por 16.849 euros. IVA incluído, porque razão é que, por ajuste directo (ainda por cima) se compra por 74.778,45 euros, mais IVA???, conforme se refere no contrato que especifica que está em causa a “aquisição parcial de faqueiro D. João V“. O total é de 91.972.63 o equivalente ao rendimento anual de quase 14 trabalhadores. O cálculo tem por base o valor líquido auferido em 14 meses com o novo salário mínimo nacional de 530 €.
    Palavras p´ra quê? Não valem nada, todos eles.

  8. PARA COLOCAR JÁ AS 35 HORAS, NÃO HÁ DINHEIRO. PARA SALVAR OS PANÇUDOS DOS BANQUEIROS E AJUDAR OS AMIGOS QUE VENDEM FAQUEIROS, JÁ HÁ.
    SEJA QUAL FOR OS POLÍTICOS QUE ESTÃO NO POLEIRO, A REGRA É SEMPRE A MESMA. GASTAR O DINHEIRO DOS CONTRIBUINTES É UMA QUESTÃO DE PREFERÊNCIA. ESTOU ENOJADA…

  9. Para gastarem o que não é deles isso percebem eles,o povo devia-se armar de ferramentas necessárias e correr com esta gentalha,tenho pena mas não encontro outro nome mais simpático que este,podem contar comigo.

  10. –>”É possível encontrar à venda online o “Faqueiro Topázio D. João V” com 135 peças por 16.849 euros. IVA incluído.”

    E quem comprou ainda ficou com partes dos talheres. Quem parte e reparte e não fica com a melhor e maior parte…

  11. é o governo que dá prioridade ao consumo interno e compra o que os alemães fazem, costinha pois não passa disso costinha, sabém porque? porque na vez de pedir á população portuguesa para poupar, sim porque os portugueses se fizerem pé de meia é sinal que o pais está melhor, mas o costinha pede para os portugueses gastarem para estimular a economia de portugal, ora vindo dinheiro de fora e pouparmos isso sim viva os foncionários publicos esses a que ganham com ele, se ele fosse para a apanha da bolota era melhor

  12. Tenham calma o mundo não acaba aqui.
    Só compraram Parte do faqueiro, possivelmente alguém faltou ao jantar daí terem só comprado parte do faqueiro!!!!

  13. A razão é simples, os anteriores faqueiros podem estar contaminados de social-democracia e estes terão que ter a garantia de social-comunismo.

  14. Sabiam que o Faqueiro Topázio D. João V de 135 peças que custa 13 980,00 Euros é um couvert para 12 pessoas?
    Sabiam que no que toca ao protocolo diplomático receber dignatários estrangeiros com louça e talhares baratos corresponde a uma afronta?
    Alguém tem alguma noção que ao nível do orçamento de Estado este valor é insignificante?

  15. aqui esta mais um zelador do povo o outro antes deste comprou quadros ha volta de 80 mil euros este compra faqueiros e um fartar vilanagem deve ser também do lugar agora ha que revista-lo todos os dias que daqui a alguns dias ja faltam talheres temos aqui neste farsante um esqroque cheio de convicções não sabia dos regulamentos de viajar de avião menos e 4 horas classe economica não sabia o gostariamos de saber se este aproveitador pagou a diferença na viagem

    `COSTA ONDE E QUE ANDA CENTENO PARA QUE UM FAQUEIRO E OS HOSPITAIS COM CARENCIAS DE TODA A FORMA EM QUE DEVEMOS PENSAR JA DEVIA TER AFASTADO ESTE FULANO DE QUALQER FUNCAO FORA VA TRABALHAR NAO DA PRESTIGIO NEM CONFIANCA

  16. COR JA DE BANDIDOS O OUTRO COMPROU QUADROS POR 80 MIL sao estes os defensoreS dos mais desfavorecidos

    HO COSTA HO CENTENO ESTES SAO MESMOS UNS ABUTRES QUE AINDA ESTAO MALMORTOS E JA LHE COMEM A CARCACA

  17. A ser verdade esta notícia, só tenho uma palavra a dizer: LAMENTÁVEL

    Ainda estou à espera de ver, como tanto apregoado por este governo, as 35 horas semanais e reposição dos cortes na Função Pública.

    Para já, e este governo já tomou posse há muitos meses, continuam as 40 horas. Quanto aos salários, parece que reduziram na sobretaxa. Mas, ao contrário do que saiu nos jornais (falavam de aumento de 25% do salário) eu este mês ainda recebi menos 65 EUR do que no mês anterior. Porque, como se esqueceram de dizer os jornais, aumentaram as retenções no IRS.

    Só desinformação para os jornais e depois compram faqueiros por 75 mil euros. Está mesmo a ir na direção certa este governo, ai está … está!

RESPONDER

Prémios e dados pessoais. Worten alerta clientes para falso SMS em circulação

A Worten alerta os clientes para não partilharem dados pessoais em resposta a mensagens publicitárias falsas que estão a circular por SMS em nome da retalhista, a anunciar um prémio. "Alertamos que não devem ser facultados …

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …