Empresas e Governo já admitem salário mínimo acima dos 600 euros

Nuno Fox / Lusa

António Costa, Vieira da Silva e Miguel Cabrita

O compromisso era avançar até 600 euros brutos mensais em 1 de janeiro de 2019, mas Miguel Cabrita disse que esse valor não está fechado, abrindo assim a porta ao salário mínimo acima dos 600 euros no ano que vem.

O salário mínimo nacional pode sofrer um aumento já a partir do próximo ano, admite o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, durante a apresentação do Relatório sobre Emprego e Formação de 2017, esta terça-feira.

De acordo com o Diário de Notícias, o compromisso que consta no programa do Governo é avança até 600 euros brutos mensais em 1 de janeiro de 2019, mas Miguel Cabrita disse que esse valor ainda não está fechado.

Isto significa que a retribuição mínima mensal garantida (RMMG) pode subir mais do que 20 euros face aos 580 euros atualmente em vigor, desde que sejam garantidas condições de concertação entre os parceiros sociais e condições económicas que suportem um aumento mais ambicioso.

“Temos a noção de que em Portugal a subida do salário mínimo que tem sido possível fazer tem sido muito importante. Significa mais rendimento para as pessoas, diminuição das desigualdades, diminuição do número de trabalhadores pobres e o facto de ser feita numa base de previsibilidade tem sido muito importante para os agentes económicos”, explicou o secretário de Estado do Emprego.

Miguel Cabrita adiantou ainda que durante o próximo mês de julho o Governo vai “apresentar na concertação mais um relatório de análise do salário mínimo nacional”. “O debate vamos tê-lo a seu tempo, que é no final do ano, nessa altura veremos qual é o equilíbrio possível.”

No final de 2017, havia 669,9 mil pessoas a ganhar o salário mínimo nacional, cerca de 20% dos trabalhadores por conta de outrem, adiantou o Ministério do Trabalho.

António Saraiva relançou o debate público sobe o salário mínimo nacional esta semana. Ao Jornal de Negócios, o presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal disse que podia “haver uma surpresa e não ficarmos confinados aos 600 euros”, e adiatou ainda que “os salários podem e devem subir, mas indexados à produtividade e ao crescimento”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Bloco vai reapresentar proposta de criação de juízos especializados em violência doméstica

O Bloco de Esquerda propõe juízos especializados para julgar violência doméstica, anunciou este domingo a coordenadora do partido, Catarina Martins. Este domingo, ao anunciar que o Bloco de Esquerda propõe juízos especializados para julgar violência doméstica, …

ISCEM vai fechar em setembro. Alunos só foram avisados agora

O ISCEM – Instituto Superior de Comunicação Empresarial vai fechar antes do arranque do próximo ano letivo. A escola terá enviado cartas aos alunos, informando-os do encerramento. Depois de não ter sido acreditado institucionalmente pela Agência …

Zidane aponta à saída de Bale. "Se puder ir embora amanhã, melhor"

O futebolista galês Gareth Bale pode deixar o Real Madrid nos próximos dias, disse no sábado o treinador da equipa espanhola, Zinedine Zidane, que o deixou de fora na derrota por 3-1 com o Bayern …

Abel Xavier deixa seleção moçambicana de futebol

Abel Xavier deixa o cargo de selecionador moçambicano após falhar a qualificação para as últimas duas edições da Taça das Nações Africanas. O treinador Abel Xavier vai deixar o comando da seleção moçambicana de futebol, ao …

Quase 800 portugueses vão participar no maior encontro de escuteiros do mundo

Quase 800 jovens portugueses vão participar no 'World Scout Jamboree', o maior encontro de escuteiros do mundo, que vai acontecer nos Estados Unidos, entre 22 de julho e 2 de agosto, informou a Federação Escutista …

Rui Rio acusa PS de copiar propostas e ideias do PSD

Rui Rio acusa os socialistas de copiar as suas propostas na área fiscal e no apoio à natalidade. "Se não estão a copiar, então porque é que não o fizeram nestes quatro anos?", questionou. O presidente …

Nove em cada 10 idosos em tratamento médico sofrem de solidão

Cerca de 91% dos idosos seguidos nos cuidados de saúde primários revelam sentir algum grau de solidão, sendo que um terço reporta mesmo níveis graves, o que interfere com os cuidados, revela uma nova investigação. A …

Juros baixos vão permitir ao Estado poupar mil milhões de euros

A redução nas taxas de juro da dívida pública vai permitir ao Estado poupar, de 2016 até final de 2019, cerca de mil milhões de euros. Só em 2019, o país deverá poupar em juros …

Praia de Fukushima reabre ao público oito anos depois do acidente nuclear

Este fim de semana, e pela primeira vez depois da catástrofe nuclear de Fukushima-1, os japoneses puderam voltar a nadar numa das praias da cidade afetada pelo terramoto e tsunami de 2011. De acordo com o …

"Greve do dia 12 vai ter repercussões muito mais graves do que as do mês de abril"

O sindicato avisa que, além dos combustíveis, a próxima greve vai afetar também o abastecimento às grandes superfícies, à indústria e serviços. O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) ameaça consequências mais graves para …