Há cada vez mais golfinhos mutilados a dar à costa em França

Catarina Gaia / Facebook

Os ativistas falam em 1100 golfinhos mortos na costa atlântica francesa desde o início do ano, mas o número pode ser dez vezes maior. Os animais têm sido encontrados frequentemente com golpes mortais.

O caso gera preocupação junto da comunidade ativista, que confessou ao jornal The Guardian que a matança contínua destes mamíferos pode significar a extinção da variante europeia da espécie na região.

Segundo os especialistas da estação marinha Observatoire Pelagis, situada na localidade de La Rochelle, os animais têm mostrado “níveis extremos de mutilação”. As causas para estes ferimento não são conhecidas, mas julga-se que a causa pode prender-se com os arrastões da pesca de robalo.

As autopsias aos espécimens têm sugerido que os golfinhos sustém ferimentos graves ao tentar escapar as redes de pesca ou quando a própria equipa de pescadores os tentar soltar quando são apanhados.

O número de golfinhos que dá à costa é muito elevado, mas a realidade pode ser bem mais negra, já que muitos corpos afundam-se sem deixar rasto. Segundo Lamya Essemlali, presidente da ONG ambientalista Sea Shepherd, o número poderá rondar entre os 6500 e os dez mil golfinhos ao ano.

Para Essemlali, a causa é mesmo a pesca de arrastão, tendo a sua organização obtido provas disso num vídeo publicado em fevereiro, no âmbito de uma campanha de sensibilização. “Estas embarcações de pesca não são seletivas e, por isso, quando colocam as redes dentro de água e esta está cheia de golfinhos, eles ficam presos”, explica.

Sendo mamíferos e necessitando de vir à superfície respirar, os golfinhos começam a sufocar, o que os leva “a ferirem-se quando tentam fugir das redes, é essa a razão pela qual têm todas estas marcas no corpo”.

Em resposta a esta crise, François de Rugy, ministro da agricultura francês, anunciou a implementação de um plano de ação que inclui colocar sinalizadores acústicos nas redes para afastar os golfinhos, mas a Sea Shepherd defende que os pescadores não os ativam porque temem assustar os peixes.

Outro problema é a apetência do público por peixe barato. “Pode encontrar-se robalo barato a sete euros nas lojas, mas quem paga o preço são os golfinhos”.

O número de golfinhos mortos desta forma tem aumentado ao longo dos anos mais recentes, mas acrescentou que a taxa de crescimento dos óbitos está agora num nível alarmante. As organizações ambientalistas estão a apelar ao Governo francês para que reforce a vigilância dos barcos que fazem a pesca de arrastão, mas queixam-se de que os alertas têm caído em saco roto.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrada uma câmara oculta atrás do túmulo de Tutankhamon que pode esconder Nefertiti

Uma equipa de arqueólogos encontraram potenciais evidências de câmaras ocultas por trás das paredes do famoso túmulo de Tutankhamon, no Vale dos Reis, no Egito, que alguns dizem esconder a rainha Nefertiti. Os investigadores, liderados por Mamdouh …

Chega e Bloco são os que mais sobem (e o PS não pára de cair)

O Partido Socialista (PS) continua a cair cair nas intenções de voto dos eleitores, quatro meses depois das eleições legislativas. Já o Bloco de Esquerda e Chega estão cada vez mais fortes. De acordo com a …

Contribuintes têm até hoje para validar agregado familiar

Os contribuintes têm até esta sexta-feira para validarem a composição do seu agregado familiar. Apesar de o prazo ter terminado no dia 15, serão considerados pela Autoridade Tributária os dados comunicados durante o dia de …

Morreu aos 61 anos João Ataíde, deputado do PS

João Ataíde, juiz e atual deputado do Partido Socialista (PS) morreu esta sexa-feira em casa, em Coimbra, por volta das 7h. O deputado tinha 61 anos e esteve no debate sobre a eutanásia no Parlamento, …

Pela primeira vez, os cientistas tornaram transparentes órgãos humanos

Normalmente, para obter uma resposta clara sobre o que passa dentro dos nossos órgãos, são necessários cortes profundos. Porém, agora, os cientistas conseguiram tornar órgãos humanos transparentes, para conseguir espreitar para dentro deles sem o …

Primeiro-ministro da Irlanda renuncia (mas aguarda novo governo)

O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, anunciou na noite desta quinta-feira a sua renúncia, mas continuará no cargo até a formação de um novo governo, após os resultados das recentes eleições legislativas. "Leo Varadkar apresentou esta …

Conselho da Europa contra extradição de Assange para os Estados Unidos

A extradição de Julian Assange para os Estados Unidos, onde é acusado de espionagem, terá um “efeito paralisador na liberdade de imprensa”, alertou esta quinta-feira a comissária para os direitos humanos do Conselho da Europa, …

O vulcão "Garganta de Fogo" do Equador pode entrar em colapso

O vulcão Tungurahua do Equador, um dos mais ativos e perigosos da América do Sul, está a mostrar sinais precoces de um potencial colapso parcial. A atividade recente do vulcão levou a uma rápida e significativa …

Astrónomos detetaram oxigénio fora da Via Láctea pela primeira vez

Os astrónomos detetaram oxigénio numa galáxia a mais de 500 milhões de anos-luz da Via Láctea. Esta é terceira deteção deste género fora do Sistema Solar - e a primeira fora da nossa galáxia. O oxigénio …

Robô transpira para regular a própria temperatura

As peles robóticas acabam de ficar ainda mais parecidas com as peles humanas: agora, conseguem regular a sua própria temperatura. Para a grande maioria dos robôs, funcionar durante longos períodos de tempo sem correr o risco …