GNR fica sem sistema automático de identificação de impressões digitais

Oscar in the middle / Flickr

-

A GNR encerrou este ano os quatro locais onde era feita a identificação de impressões digitais de suspeitos de crimes através de um sistema automático, por falta de manutenção, revelou a Associação Nacional de Sargentos da Guarda (ANSG).

Para a associação que representa os sargentos da GNR, o encerramento das estações de Aveiro, Castelo Branco, Lisboa e Santarém, onde funcionava o AFIS – sistema automático de identificação de impressões digitais -, vai “atrasar todo o processo de investigação criminal”, permitindo que muitos criminosos fiquem por identificar em tempo útil do julgamento.

Em funcionamento desde 2012 na GNR, o AFIS permite em poucos minutos identificar um suspeito através da introdução das impressões digitais, copiadas do local do crime, num computador.

O presidente da ANSG, José Lopes, adiantou à agência Lusa que a Guarda Nacional Republicana foi “forçada a desligar” as quatro estações AFIS, estruturas da responsabilidade da corporação, devido “à falta de contrato de manutenção”.

Segundo José Lopes, as estações AFIS, onde estão os terminais que fazem a ligação à base de dados nacionais de impressões digitais, têm vindo a ser desligadas desde o início do ano por falta de manutenção, tendo sido a de Santarém a última a ser encerrada, em março.

O presidente da ANSG considerou também que esta situação vai “colocar em causa não só a comparação lofoscópica das impressões recolhidos nos locais dos crimes, como consequentemente impossibilidade de identificação e detenção dos seus autores“.

Segundo José Lopes, os militares da GNR da investigação criminal vão ter agora que enviar para o Laboratório da Polícia Científica (LPC) da Polícia Judiciária, onde está centralizada a base de dados, os vestígios lofoscópicos de suspeitos, recolhidos em locais de crimes, o que vai atrasar todo o processo.

De acordo com a ANSG, as quatro estações AFIS foram adquiridas pela GNR em 2012, num investimento que rondou o meio milhão de euros, incluindo a formação dos polícias e aquisição dos terminais.

O projeto AFIS resultou de um acordo entre a PJ, PSP e GNR.

A PSP tem quatro estações AFIS: Unidade Especial de Polícia, Comandos de Lisboa, Porto e Setúbal.

A agência Lusa contactou o Comando-Geral da GNR para obter esclarecimentos sobre os motivos do encerramento das estruturas em Aveiro, Castelo Branco, Lisboa e Santarém, mas até ao momento não obteve qualquer resposta.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sondas da missão a Mercúrio vão passar pela Terra (e vão ser visíveis a olho nu)

A missão conjunta europeia e japonesa BepiColombo está a caminho de Mercúrio. Porém, para chegar lá, terá de passar novamente pela Terra. Este evento acontecerá em 10 de abril e as pessoas nas latitudes do sul …

Xiaomi lança máscara elétrica que carrega via USB

A pandemia de Covid-19 tem impulsionado o surgimento de alguns recursos melhorados para fazer face ao combate do novo coronavírus. É o caso da nova máscara de esterilização elétrica da Xiaomi, que carrega via USB. A …

Em paradeiro incerto, ministra da Guiné-Bissau diz correr perigo de vida

Ruth Monteiro, ministra da Justiça e dos Negócios Estrangeiros no Governo da Guiné-Bissau deposto no golpe do dia 27 de fevereiro, está em parte incerta e diz correr perigo de vida. De acordo com o semanário …

Ovelhas e bactérias estão a ajudar a combater o coronavírus

Anticorpos que podem ajudar a combater o SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, estão a ser testados em ovelhas. Estes podem ser usados para desenvolver testes de diagnóstico. O SARS-CoV-2, o vírus que causa a …

Marcelo sai uma vez por semana, usa máscara e luvas nas compras (e passa a Páscoa em Belém)

O Presidente da República afirmou este sábado que, para se proteger do surto de covid-19, só sai em trabalho uma vez semana, usa máscara nas compras e vai passar a Páscoa confinado no Palácio de …

A procura por sumo de laranja está a disparar (e a culpa é do coronavírus)

A procura por sumo de laranja tem disparado nos últimos tempos, muito devido à pandemia de covid-19. As pessoas querem reforçar o seu sistema imunitário. Já quase ninguém está indiferente à ameaça da pandemia de covid-19, …

Nove pessoas com covid-19 curadas após receberem plasma de doentes recuperados

Pelo menos nove pessoas internadas nos cuidados intensivos em Itália com covid-19 já foram curadas, depois de receberem plasma de pacientes recuperados. De acordo com o jornal italiano Corriere della Sera, os doentes receberam o plasma …

Grace tem seis anos e pode ser a autora mais nova de sempre de um artigo científico

Uma menina de seis anos, que vive na Austrália, pode ser a autora mais nova de sempre a ter um artigo científico publicado numa revista da especialidade. Grace Fulton tem uma enorme paixão por animais e, …

Geco encheu Lisboa com autocolantes (e a polícia de Roma está a pedir ajuda para o encontrar)

A polícia de Roma está a pedir ajuda à Associação Vizinhos de Lisboa para encontrar o graffiter Geco, cujas pinturas e autocolantes se podem ver por toda a capital portuguesa, e que está em investigação …

TikTok "esconde" publicações de pessoas feias e pobres para atrair novos utilizadores

O TikTok deu indicações aos seus moderadores para 'esconder' as publicações de utilizadores feios, pobres ou com deficiências. As suas audiências eram manipuladas para que os seus vídeos fossem vistos por menos pessoas. Antes conhecido como …