GNR detém um dos seus por suspeita de corrupção

Oscar in the middle / Flickr

-

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve esta quinta-feira um militar pertencente ao comando territorial de Santarém por suspeita de corrupção, revelou aquela força num comunicado enviado à Lusa.

Esta detenção ocorreu um dia depois de a GNR ter anunciado a detenção de outro dos seus militares – que exercia funções administrativas – no concelho de Almada, juntamente com mais quatro suspeitos dos crimes de roubo, usurpação de funções, sequestro e associação criminosa.

“Perante os factos apresentados e denunciados diretamente à GNR pela própria vítima, foram os mesmos de imediato participados pelo Comando Territorial de Santarém às entidades competentes”, indicou a GNR no texto relativo à detenção de hoje, acrescentando que “ao nível interno, será ainda aberto o competente procedimento disciplinar”.

A operação que levou às cinco detenções foi o culminar de seis meses de investigação da Guarda Nacional Republicana, envolveu várias unidades e grupos da GNR e decorreu entre os dias 11 e 16 de junho, tendo sido efetuadas oito buscas domiciliárias no Monte da Caparica e no Feijó.

Os detidos usavam as fardas da GNR para entrar em casa das vítimas, informavam-nas de que iriam proceder a buscas domiciliárias, imobilizando-as, em seguida, e levando todo o dinheiro e outros bens de valor que encontrassem.

Apresentados os detidos ao Tribunal Judicial da Comarca de Almada para primeiro interrogatório judicial, o militar da GNR e mais dois suspeitos ficaram em prisão preventiva, tendo sido aplicada aos restantes a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.

Só 16 reclusos por corrupção

Apenas 16 reclusos condenados por corrupção estão a cumprir penas nas prisões portuguesas, um número que a associação cívica Transparência e Integridade (TIAC) classificou esta quinta-feira como “ridiculamente baixo” e resultante do facto de “o sistema não combater de forma sistemática” o fenómeno.

paulo.teixeirademorais.9 / Facebook

Paulo Morais, da Associação Transparência e Integridade (ATI)

Paulo Morais, da Associação Transparência e Integridade (ATI)

“Os números são ridiculamente baixos face à dimensão que a corrupção tem na sociedade portuguesa, mas também não se estranha, porque temos todo um regime e uma organização política e jurídica que favorece a corrupção. Como todo o sistema favorece a corrupção, é natural que não se organize para a perseguir”, disse à Lusa o vice-presidente da TIAC, Paulo Morais.

O responsável da associação cívica comentava as estatísticas da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), que indicam que as prisões portuguesas tinham 16 reclusos condenados por corrupção no final de 2013, representando 0,13 por cento do total dos presos condenados em tribunal.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Projeto Galileu quer provar a existência de aliens através da tecnologia deixada para trás

Investigadores vão centrar o seu trabalho na procura de objetos físicos associados a equipamento tecnológico extraterrestre, em oposição às pesquisas anteriores que se focaram em sinais eletromagnéticos. Um grupo de investigadores de Universidade de Harvard está …

O tesouro dos Templários pode estar escondido debaixo de uma casa em Inglaterra

Um historiador inglês alega que um edifício histórico em Burton, em Inglaterra, é onde está escondido o lendário tesouro dos Templários. Existem várias lendas sobre um tesouro que alguns templários conseguiram esconder do rei francês Filipe …

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro. No entanto, isto não quer dizer que o nosso planeta esteja a ficar inclinado. Mais de 5.000 quilómetros abaixo de …

Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas

Dezenas de aldeias e hotéis foram este domingo evacuados nas zonas turísticas do sul da Turquia devido a incêndios que começaram há cinco dias e já mataram oito pessoas no país, devastando também regiões da …

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …