A população de todo o país está contaminada com glifosato

A Plataforma Transgénicos Fora (PTF) alertou, esta segunda-feira, o Governo para os elevados níveis de glifosato – substância cancerígena – em 100% das amostras de urina recolhidas. A PTF apela à proibição da venda de herbicidas à base dessa substância.

“Enquanto que na média de 18 países se verifica que 50% das amostras estão contaminadas, as duas rondas de testes em Portugal estavam acima desse valor – e em outubro a contaminação foi detetada em 100% das amostras.”, disse a Plataforma Transgénicos Fora em comunicado.

O glifosato é o herbicida mais vendido em Portugal, apesar das recomendações da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária para que “o glifosato não preencha a totalidade de critérios estabelecidos para a seleção de pesticidas”.

Os resultados do estudo realizado pela PTF demonstram que o valor médio da contaminação das amostras é três vezes superior ao limite legal na água de consumo.

O estudo mostrou também que há uma contaminação considerável em crianças e que isto “é um sinal de alerta para a necessidade de conhecer melhor qual a exposição real da população portuguesa em termos de estratificação etária, ao longo do tempo e nos diferentes pontos do país.”

Além da água e da alimentação, também o ar é um meio de contaminação deste pesticida. A época do ano também tem influência, já que se usa mais glifosato no início da primavera.

A Plataforma Transgénicos Fora apela, portanto, ao lançamento de um estudo abrangente sobre a exposição dos portugueses ao glifosato.

“A ciência mais recente mostra que o glifosato altera profundamente a composição do nosso microbiota gastrointestinal. Quando esse equilíbrio fica comprometido podem surgir doenças graves, desde diabetes tipo 2 a aterosclerose, a obesidade e até cancro“, diz a bióloga Margarida Silva.

O apoio a agricultores na transição para uma agricultura pós-glifosato é vista, pela TPF, como uma das medidas cruciais. Adicionalmente, deve-se tornar obrigatória a análise ao glifosato na água de consumo.

A coordenadora da campanha Autarquias Sem Glifosato, Dra. Alexandra Azevedo, realça que teve “conhecimento de análises em águas superficiais na bacia do rio Douro que revelam contaminação 70 vezes acima do limite máximo legal”.

A Plataforma Transgénicos Fora divulgou ainda um documento com recomendações para aqueles interessados em limitar a exposição de glifosato.

ZAP //

PARTILHAR

40 COMENTÁRIOS

  1. ““A ciência mais recente mostra que o glifosato altera profundamente a composição do nosso microbiota gastrointestinal. Quando esse equilíbrio fica comprometido podem surgir doenças graves, desde diabetes tipo 2 a aterosclerose, a obesidade e até cancro“, diz a bióloga Margarida Silva. “” – Se cada pessoa que adoecesse com essas doenças, pedisse uma indemnização choruda à Monsatan, logo viam se já não tinham retirado esse veneno de circulação!
    Indústria agrícola = indústria alimentar = indústria farmacêutica – dependem uns dos outros. Pesquisem bem como estas indústrias ganham lucro e juntem os pontos.
    Estão a destruir o Planeta! TUDO! Têm que ser responsabilizados!!! JÁ CHEGA DE GANÂNCIA!!!

  2. É tudo muito bonito, mas dou o exemplo da Monsanto,que tem imensos políticos no bolso e até houve uma petição pública, que a AVAAZ lançou há mais de um ano (https://secure.avaaz.org/campaign/po/eci_glyphosate_signers_loc/), a tentar impedir que tivessem acesso a uma licença para poderem usarem este herbicida por mais 10 anos!!! Mas como são todos muito conscientes e nada corruptíveis… Depois ainda apresentam estudos da ONU a dizer que é “pouco” provável que seja perigoso… Entretanto estranhamos tantos casos de cancro…

    • Procure no youtube uma entrevista a um camafeu lobista da Monsatan (Lobbyist Claims Monsanto’s Roundup Is Safe To Drink) que dizia que o Roundup não estava a aumentar a taxa de cancro na Argentina e que podia-se beber que não havia problema nenhum. Vai o entrevistador e diz-lhe que tem ali com ele o herbicida, se não faz mal, ele pode bebê-lo. Acha que o bebeu?…
      Hipócritas, só pensam em dinheiro e no próprio umbigo… Metem nojo.

  3. Mais uma para pensarem, o ÚNICO INGREDIENTE revelado da composição do Roundupveneno é o glifosato. Nem quero imaginar quais serão os outros ingredientes e os seus efeitos, e que eles insistem em manter secretos…

    • Se a ignorância pagasse imposto, você já tinha pago o resgate do BCP.
      Como qualquer outro produto de aplicação foliar, os herbicidas contêm adjuvantes para vencer a tensão superficial da água (você não sabe o que é, naturalmente) e assim entrar mais facilmente na planta. Esses produtos não são segredo nenhum e são semelhantes ao sabão ou detergente, que os tótós usam alegremente nas suas preparações caseiras “alternativas” aos herbicidas, onde nomeadamente também metem sal e vinagre, ambos mais tóxicos que o glifosato. Vá estudar, Relvas!

      • O sal e o vinagre, em quantidades moderadas, fazem bem à saúde. Quanto ao glifosfato, em quantidades moderadas faz mal, e em grandes quantidades mata. Vá dar banho ao cão com esse texto defensor dos seus interesses.

  4. Moro numa região com pomares de laranjeiras á minha volta. Os proprietários espirram regular e profusamente, senão glifosatos, pelo menos outros “satos” de certeza pouco saudáveis, na assumpção de que os vizinhos têm de engolir passivamente aquela porcaria. E, depois de os contactar, sabem qual é a posição da delegação local do Ministério da Agricultura ? Exatamente a mesma ! ” COME E CALA-TE, quem te mandou morar aí ?”. Só depois de começar a morrer gente com doenças estranhas, é que os supostos responsáveis vêm com choramingas hipócritas.

  5. O pior que a humanidade fez foi inventar a química porque altera a estrutura molecular de toda a matéria, o que provoca as doenças como o cancro.

    • “O pior que a humanidade fez foi inventar a química, porque altera a estrutura molecular de toda a matéria…”
      A química altera o quê?!
      Enfim…
      Quando estiveres doente, não recorras à química – bebe chás ou vai a Fátima rezar e depois conta-nos como correu…

  6. As profecias da desgraça. E não se esqueçam de analisar por ex. os morangos espanhóis, que entram cá em dúzias de caminhões, ou o açúcar de cana brasileiro…

  7. Agradecia que lessem sobre os adubos quimicos e que ninguem fala:http:
    //www.agricultura.al.gov.br/sala-de-imprensa/noticias/2010/setembro-3/riscos-dos-adubos-quimicos

  8. A barragem de Alqueva é um alguidar cheia de herbicidas e pesticidas . Até a represa em Badajoz está interdita ao contacto humano , mas por milagre , em Portugal a sua água é transformada para incentivar o turismo e matar pessoas a curto prazo com uma água cristalina a banhos de bandeira Azul e para não falar a água que metem em outras barragens de consumo humano . Um crime ecológico à vista de todos e que enganam tudo e todos .

  9. O problema do EU é que deve vender Glifosato. Logo tem de defender o mesmo como sendo um herbicida potencialmente cancerígeno e que provoca cancro pela alimentação aos bichos da terra, mas é um xarope inofensivo para as pessoas certo.

  10. É sempre desagradável e triste olhar quantas nao-contribuições surgem nestes tipos de comentários. Pessoas cheias de opiniões, mais ainda vontade de ofender os outros. É agradável sentir se que se tem uma opinião sobre algo, mas já não é tanto dedicar umas boas horas a ver artigos e bons documentários de investigação sobre a Monsanto que não faltam.
    Quem aqui nega os riscos do Glifosato não está com vontade nenhuma de ser sério, pois nem era preciso ir muito longe. Negar os estudos sobre o poder cancerígeno do Glifosato em animais de laboratório, negar a consideração da Organização Mundial de Saúde (entidade independente e de confiança), e observar como a indústria mete cientistas a fazer copy paste dos estudos feitos pela própria Monsanto e a ignorar todos os estudos feitos por universidades e cientistas independentes, para poder aguentar mais 5 anos de lucros na Europa…
    https://www.publico.ipt/2019/01/15/ciencia/noticia/glifosato-relatorio-encomendado-ue-plagiou-documento-produtora-monsanto-1858036
    O Glifosato gera muito dinheiro sobretudo porque não há nenhum herbicida tão eficaz como ele mas também porque a agricultura industrial e convencional não aprendeu a proteger e a desenvolver o solo.

    Mas isso tem um preço grave e estão-se ainda a descobrir todos os efeitos que a molécula tem no nosso organismo e os mecanismos como actua, e as possibilidades são assustadoras: https://youtu.be/CmAsTrsUjBc.

    Estamos todos contaminados. As quantidades de glifosato aplicadas por pequenos e grandes agricultores e autarquias em Portugal e Espanha são abismais. Se considerarmos que é uma molécula resistente à degradação e que ainda se degrada numa substância também tóxica e nas quantidades que chegarão às linhas de água…
    Não temos dúvidas que temos que fazer pressão para que a agricultura mude (muito através das nossas escolhas de consumo) , as leis sobre o glifosato mudem e para que as nossas juntas de freguesia e autarquias tenham abordagens diferentes às ervas espontâneas das ruas.

        • Não!
          TUDO faz mal; depende da quantidade…
          O que eu digo é muito simples: cientificamente, não está provado que o glifosato (no seu uso normal!) provoque cancro!!
          Tão simples quanto isso!
          Ao contrário de, por exemplo, os motores diesel cujos gases libertados, provocaram cancro e, n de estudos comprovam isso há mais de 20 anos!
          Também é engraçado ver indivíduos que, por exemplo, são clientes assíduos do McDonald’s (e “porcarias” similares) – onde não se preocupam com os venenos que comem (como se estivessem comer comida fresca!), mas depois são os primeiros a atacar o glifosato (etc)!…

          • Se 70X a cima do normal e 100% em todas as analises em pessoas…. Tudo resto tens razão e mais mas a agricultura intensiva esta a matar tudo desde rios até a costa marítima e os seus habitantes que no fim vai para cima do teu prato e meu. Se tivesses noção das quantidades absurdas que usam de herbicidas para matar meia dúzia de ervas. O problema no principio a ideia é a poupar na química… Mas o resultado é que as ervas estão a ganhar resistência nos últimos anos por mal administração de venenos por que percebe pouco ou nada. Na zona onde moro existe essa agricultura junto ao rio e costa cada vez que chove a serio os bivalves e algas morrem sempre… E mais metade do ano esta interdito a sua apanha por toxinas. Vai ao google maps e ve de Milfontes até Odeceixe o que devia ser o coração do parque natural da costa vicentina ate assusta a quantidade de estufas, relva e outras agriculturas intensivas.

            • “Se 70X a cima do normal e 100% em todas as analises em pessoas….”
              Esses números são relativos a sua validade científica é pouco mais do que ZERO!…
              Ainda não descobri onde está o estudo e muito menos a ficha técnica!…
              Quantas foram as “amostras”?
              Uma ou duas pessoas que passam o dia todo ao lado do glifosato?…
              Se vierem aqui à minha zona, deve ser pouco mais do que 0%!…
              Já estive nessas estufas que referes e o uso de pesticidas é muito reduzido – quase que oposto que não usam glifosato.
              Há alternativas, mas ainda não há estudos suficientes para mostrar se são mais seguras do que o glifosato.

  11. É incrível como ainda há lobbistas desta seita da Monsanto (Bayer) a chingar a cabeça das pessoas depois de uma contaminação tão grande e tão alargada! É preciso ter lata! Há mais do que estudos conclusivos a provar os efeitos nefastos do glifosfato. Por isso mesmo isto andou a ser discutido no parlamento europeu. As câmaras deviam em primeiro lugar ser proibidas de usar estes herbicidas. Depois os agricultores, usando-se um plano de redução e substituição progressivo destes químicos tóxicos e nefastos para a saúde humana e para o meio ambiente. Se for necessário que haja algum subsídio do Estado, agora dar cabo da saúde humana, dos rios e das terras de forma displicente porque não apetece encontrar alternativas é uma experiência humana bastante estúpida.

    • Os brasileiros gostam mesmo de conspirações!…
      A ignorância faz com que vão facilmente atrás da carneirada e depois passam o tempo a espalhar lixo e desconhecimento na Internet…
      O resultado são indignados ignorantes!…

  12. Viva o glifosato. Abaixo o tabaco.
    Dessa merda ninguém fala em exterminar.
    Já o tabaco matou mais gente no mundo do que alguma vez o glifosato.
    Só o cheiro dessa merda do tabaco mete nojo Até aos cães .

Responder a pedro Cancelar resposta

Netflix responde a senadores norte-americanos e avança com série

Na passada sexta-feira, a Netflix respondeu aos cinco senadores do Partido Republicano dos Estados Unidos da América que, numa carta, questionaram a decisão de adaptar a trilogia O Problema dos Três Corpos, a série literária …

Há sobras de comida que sabem realmente melhor no dia seguinte (e os cientistas já sabem porquê)

Não é mito. Existem realmente sobras de comida que sabem melhor no dia seguinte e um especialista da Universidade de Oxford (Reino Unido) - que adora caril - explica o porquê à luz da Ciência. …

Teme-se que a violência doméstica dispare depois dos incêndios da Califórnia

Teme-se que os casos de violência doméstica disparem depois de os incêndios da Califórnia serem extintos, avança a revista norte-americana Vice, que ouviu responsáveis por espaços de abrigo para as vítimas. Desastres naturais de grandes …

Comunidade Vida e Paz ajudou 420 pessoas por dia no ano passado

Em 2019, a Comunidade Vida e Paz apoiou cerca de 420 pessoas em situação de sem-abrigo por dia e distribuiu 138 mil refeições. Além disso, a organização ajudou regularmente 26 famílias carenciadas, entre 78 adultos …

Realidade Virtual dá nova vida ao Mayflower, o navio que levou os ingleses para o Novo Mundo

Mayflower foi o famoso navio que, em 1620, transportou os chamados Peregrinos, do porto de Southampton, Inglaterra, para o Novo Mundo. A Realidade Virtual ajudou a trazê-lo de volta à vida. Os Peregrinos do Mayflower foram …

Iniciativa Liberal recorre à lei para exigir que plano de liquidez da TAP seja enviado às Finanças

O deputado da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo, exigiu que o ministro das Finanças, João Leão, remeta o plano de liquidez da TAP à Comissão de Orçamento e Finanças, no prazo de dez dias, ao abrigo …

Museu britânico deixa de exibir coleção de cabeças humanas

O Museu Pitt Rivers em Oxford, no Reino Unido, decidiu retirar da sua exposição permanente crânios e cabeças humanas encolhidas (tsantsas), que terão sido encontradas por exploradores europeus nas suas viagens às Américas e à …

Lactogal assume derrame de leite no rio UI

A empresa agroalimentar Lactogal, de Oliveira de Azeméis, assumiu esta segunda-feira que o derrame de leite no rio Ul, afluente do rio Antuã, se deveu ao colapso de um dos seus tanques e que estão …

O James Bond da vida real foi um arquivista na Polónia comunista (e pode ter enganado os caçadores de espiões)

O James Bond da vida real foi um arquivista e diplomata britânico que viveu na Polónia comunista na década de 1960, revelam documentos esta semana partilhados pelo Instituto Polaco da Memória Nacional. O diplomata James …

Japão mantém plano original. Tocha olímpica passará pelas 47 prefeituras do país

O percurso da tocha olímpica, que se iniciará em março de 2021, manterá o trajeto inicialmente previsto, um ano após o plano original, informou esta segunda-feira o Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A tocha …