Gestores das maiores empresas ganham 52 vezes mais do que os seus trabalhadores

Tiago Petinga / Lusa

O presidente da EDP, António Mexia

Em 2018, os diretores executivos (CEO) das mais cotadas empresas do PSI-20 ganharam, em média, 52 vezes mais do que os seus trabalhadores. Em média, ganham cerca de um milhão de euros.

Os cálculos são do Dinheiro Vivo e do Jornal de Notícias, que avançam os números nesta terça-feira. Segundo a informação disponível nos diversos relatórios e contas, os gestores das maiores empresas da Bolsa de Lisboa receberam uma remuneração média de 1,1 milhões de euros no ano passado. Estes valores são brutos e incluem, além dos salários, prémios de desempenho e contribuições para planos de pensões.

Apesar de os colaboradores destas “gigantes” não terem aumentos significativos desde 2014, o salário médio dos seus CEOs desceu em 2018, quando comparado com 2017.

Pedro Soares dos Santos, presidente da Jerónimo Martins, ganhou 1,9 milhões de euros, 140 vezes mais do que os funcionários desta retalhista, o que a coloca no topo do fosso de remunerações. Contudo, é António Mexia, presidente da EDP, que lidera nos ordenados, com um ganho de 2,2 milhões de euros por ano, 39 vezes superior ao dos trabalhadores.

Nas maiores diferenças salariais encontra-se ainda a Sonae, com Paulo Azevedo a ganhar 653 mil euros (37 vezes mais) ou a Semapa, com João Castello Branco a receber 1,4 milhões de euros (33 vezes mais).

Nos cálculos do JN e do DV ficaram de fora o BCP, a Altri, a Ibersol e a Ramada que ainda não divulgaram o relatório anual de governo das sociedades. Já a Pharol e a Sonae Capital não foram incluídas já que não têm um número de funcionários significativo.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Se os gestores de empresas privadas podem ganhar o que muito bem entenderem, o mesmo não se poderá dizer daqueles gestores da banca (que, aliás, parecem ajudar a arruiná-la) e de empresas com participação direta ou indireta do Estado, cujos salários são mesmo muito superiores aos salários dos políticos de topo (que, como revela a experiência também não precisam da nossa pena!). Depois, ainda há quem se indigne com a perspetiva de subida de salários de certos quadros altamente qualificados do Estado, incluindo os que são obrigados a um regime de exclusividade, os quais, aliás, só no fim das suas carreiras conseguem auferir um salário digno face às responsabilidades assumidas ao longo de décadas de carreira! E então quando se percebe que há uma casta de jornalistas, a ganhar salários milionários (alguns em OCS que até recebem apoios do Estado), a ajudar nesta missão de desqualificar e denegrir quem trabalha a sério neste país, mostrando reiterada e exclusivamente a face negra (nunca a luminosa) dos diferentes setores, especialmente quando se está na iminência de mudar algo nos mesmos, a gente percebe a força maquiavélica das “encomendas” destinadas a manipular/influenciar a opinião pública. Atenção, o abuso dessa estratégia começa a ser contraproducente, e os cidadãos deste país não são todos cegos!

  2. Grande Mexia onde vais meter a massa?
    Tenho a Esperança que um dia irá aparecer em Portugal um dia um ROBIN dos BOSQUES…

    • Já há. O Sócrates e o Ricardo! Tiravam aos pobres para eles… os ricos.
      Ai… espera…isso assim é ao contrário…

  3. Este país nunca mais se endireita e nunca mais faz leis que se vejam: Ser-se empresário de uma empresa privada não dá carta branca para se fazer o que se quer nem coloca ninguém acima da lei! Sim… Sabemos bem que os interesses privados gostam muito de achar que são donos do país e de estar a cima da lei… E também de não pagar impostos, e de explorar os trabalhadores como bem lhes der na testa. Mas calmex!.. O Feudalismo ficou lá atrás e o país não é dos oligarcas… Ainda.

    Pelo contrário, num estado de direito há leis e ninguém está (ou deveria estar) acima delas. Tem é de voltar a haver leis laborais mais fortes que reduzam a exploração. Quando a riqueza produzida pelos trabalhadores de uma empresa, lhes é distribuida de forma escandalosamente desproporcional… Quando por cada 100 Euros que os trabalhadores produzem, lhes é dado a ganhar 5 ou 10 Euros, ficando o resto como lucro para esconder em Off Shore e pagar bem a CEOs para eles darem ao chicote e ajudarem a manter os podres ilegais da empresa em segredo, com a sua influência política… Algo está profundamente caduco e o Estado tem de intervir em nome da equidade e justiça sociais. Empresas não são formas de escravidão respaldadas pela lei!..

    Ainda bem que nas empresas do Estado a diferença entre salários e privilégios de empregados e CEOs é bem mais reduzida. É bom para os explorados das empresas privadas ficarem roidos de ciúme e darem largas ao nacional-invejosismo… Sempre a berrar que nem uns bezerros para tirarem aos funcionários públicos as regalias, que eles no fundo não se importavam nada de ter, mas que não têm porque no privado “gestores de empresas privadas podem ganhar e pagar o que muito bem entenderem” como diz o “Essa”…

    • É por isso que nós pagamos tão caro, o direito a termos luz ( supostamente, um bem essencial) em casa!
      Sem comentário…

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …