Gestor demitido por contratos swap quer indemnização de 270 mil euros

T.D matthijs@Flickr / carris.pt

José Silva Rodrigues, ex-administrador da Carris

José Silva Rodrigues, antigo presidente da Metro de Lisboa e da Carris, exige uma indemnização de 270 mil euros e quer ser reintegrado no lugar de origem, como consultor da Refer.

O gestor foi demitido durante a polémica dos contratos swap no ano passado, responsabilizado pela contratação de dois produtos bancários de cobertura de risco considerados problemáticos. Outros dois gestores foram também demitidos durante o processo, que identificou um total de 56 instrumentos de risco contratados por empresas públicas.

No processo, que entrou no Tribunal de Trabalho de Lisboa a 14 de maio, Silva Rodrigues pede 67.810,07 euros de indemnização por danos patrimoniais, relativos a salários e subsídios que não foram pagos entre junho de 2013 e abril deste ano e aos prémios relativos ao seguro de saúde – um montante que pode aumentar enquanto a ação decorrer, incluindo juros -, e exige ainda um valor “nunca inferior a 200 mil euros” por danos não-patrimoniais.

Nas contas do jornal Público, que deu a notícia na edição desta segunda-feira, “entre danos patrimoniais e não-patrimoniais, a indemnização total atinge 269.680,07 euros”.

Silva Rodrigues afirma que a situação “foi extremamente penosa e vexatória” e que “abalou o seu bom nome e reputação profissional de forma irreversível”, acrescentando que se sentiu “profundamente humilhado e enganado”.

Reintegração ou mais indemnizações

O ex-gestor exige ainda que o tribunal reconheça a validade do contrato de trabalho com a Refer, que declare ilícito o despedimento feito pela empresa e que a obrigue a reintegrá-lo, mas deixa em aberto a possibilidade de, em vez da readmissão, aceitar uma indemnização pela cessação de funções.

O contrato assinado com a Refer de 16 de dezembro de 2004, assinado pelos vice-presidente e vogal da empresa na altura, comprova que Silva Rodrigues assumiu as funções de “consultor (…) por tempo indeterminado”, com um “vencimento base líquido (…) de 4.800 euros”.

No entanto, de acordo com o Público, “a empresa já contestou os argumentos do gestor, defendendo que o contrato de trabalho é nulo”, tendo sido “celebrado à revelia da letra e espírito” da proibição legal prevista no CSC, de acordo com a contestação enviada ao tribunal a 9 de Junho.

Além disso, a Refer afirma que Silva Rodrigues “nunca integrou os quadros” nem nunca recebeu um salário relativo às funções de consultor, um serviço que esteve sempre a cargo de terceiros.

Atualmente, José Silva Rodrigues é quadro do grupo Barraqueiro, empresa privada que está a analisar as concessões dos transportes públicos, nomeadamente da Metro de Lisboa e da Carris.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Tem razão, pois se a ministra náo foi demitida porque razão o seria ele. Quem deve ser demitida é ministra das finanças.

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …