Gestor demitido por contratos swap quer indemnização de 270 mil euros

T.D matthijs@Flickr / carris.pt

José Silva Rodrigues, ex-administrador da Carris

José Silva Rodrigues, antigo presidente da Metro de Lisboa e da Carris, exige uma indemnização de 270 mil euros e quer ser reintegrado no lugar de origem, como consultor da Refer.

O gestor foi demitido durante a polémica dos contratos swap no ano passado, responsabilizado pela contratação de dois produtos bancários de cobertura de risco considerados problemáticos. Outros dois gestores foram também demitidos durante o processo, que identificou um total de 56 instrumentos de risco contratados por empresas públicas.

No processo, que entrou no Tribunal de Trabalho de Lisboa a 14 de maio, Silva Rodrigues pede 67.810,07 euros de indemnização por danos patrimoniais, relativos a salários e subsídios que não foram pagos entre junho de 2013 e abril deste ano e aos prémios relativos ao seguro de saúde – um montante que pode aumentar enquanto a ação decorrer, incluindo juros -, e exige ainda um valor “nunca inferior a 200 mil euros” por danos não-patrimoniais.

Nas contas do jornal Público, que deu a notícia na edição desta segunda-feira, “entre danos patrimoniais e não-patrimoniais, a indemnização total atinge 269.680,07 euros”.

Silva Rodrigues afirma que a situação “foi extremamente penosa e vexatória” e que “abalou o seu bom nome e reputação profissional de forma irreversível”, acrescentando que se sentiu “profundamente humilhado e enganado”.

Reintegração ou mais indemnizações

O ex-gestor exige ainda que o tribunal reconheça a validade do contrato de trabalho com a Refer, que declare ilícito o despedimento feito pela empresa e que a obrigue a reintegrá-lo, mas deixa em aberto a possibilidade de, em vez da readmissão, aceitar uma indemnização pela cessação de funções.

O contrato assinado com a Refer de 16 de dezembro de 2004, assinado pelos vice-presidente e vogal da empresa na altura, comprova que Silva Rodrigues assumiu as funções de “consultor (…) por tempo indeterminado”, com um “vencimento base líquido (…) de 4.800 euros”.

No entanto, de acordo com o Público, “a empresa já contestou os argumentos do gestor, defendendo que o contrato de trabalho é nulo”, tendo sido “celebrado à revelia da letra e espírito” da proibição legal prevista no CSC, de acordo com a contestação enviada ao tribunal a 9 de Junho.

Além disso, a Refer afirma que Silva Rodrigues “nunca integrou os quadros” nem nunca recebeu um salário relativo às funções de consultor, um serviço que esteve sempre a cargo de terceiros.

Atualmente, José Silva Rodrigues é quadro do grupo Barraqueiro, empresa privada que está a analisar as concessões dos transportes públicos, nomeadamente da Metro de Lisboa e da Carris.

ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Tem razão, pois se a ministra náo foi demitida porque razão o seria ele. Quem deve ser demitida é ministra das finanças.

RESPONDER

Há um fármaco, ainda em teste, que bloqueia efeitos da covid-19

Investigadores conseguiram decifrar como o SARS-CoV-2 interage e infeta as células humanas do rim e, a partir daí, começaram a testar o potencial do fármaco. Investigadores de um estudo internacional identificaram um fármaco, em fase clínica …

Europa quer usar Mecanismo Europeu de Estabilidade (e Centeno pode ir buscar 6 mil milhões)

O jornal espanhol El País revelou algumas das medidas de apoio às economias da Zona Euro que estão a ser preparadas pelo Eurogrupo. Portugal pode aceder a 6,3 mil milhões de euros. Os ministros da Finanças …

Cientistas descobrem novo parente do velociraptor nos Estados Unidos

Cientistas descobriram no Novo México, nos Estados Unidos, fósseis do chamado primo sul-americano do Velociraptor. De acordo com o site IFLScience, o Dineobellator notohesperus viveu durante o Cretáceo Superior, há cerca de 67 milhões de anos, …

Não é tempo de discutir aumentos. Prioridade da Função Pública é "garantir salários a 100%"

Pedro Siza Vieira não tem a certeza se os aumentos prometidos à Função Pública continuam de pé. Sindicatos dizem que a prioridade é garantir salários a 100% a todos os trabalhadores. O Governo prometeu à Função …

Elementos da equipa de Guaidó terão sido "sequestrados"

A oposição venezuelana denunciou esta sexta-feira que 10 colaboradores do líder opositor e presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, “foram sequestrados” nos últimos dias pelas forças de segurança. “Dez membros da sua equipa foram sequestrados, cinco …

Há um micróbio que pode metabolizar um dos plásticos mais difíceis de reciclar

Cientistas identificaram um micróbio que pode ajudar a decompor um dos plásticos mais resistentes que existem atualmente. Segundo o site Science Alert, o micróbio em questão é uma bactéria chamada Pseudomonas sp. TDA1 e poderá romper …

Fusão de estrelas de neutrões ajudou a formar o Sistema Solar

Uma nova investigação revelou que as colisões de estrelas de neutrões deram origem aos elementos pesados do Sistema Solar. Duas estrelas de neutrões a colidirem uma com a outra é um fenómeno extremamente raro. No entanto, …

Um novo tipo de buraco negro foi apanhado em flagrante a cometer um "crime"

Os astrónomos encontraram as evidências para o autor de um homicídio cósmico: um buraco negro de uma classe conhecida como "massa intermediária", que destruiu uma estrela que passou perto de si. Com cerca de 50 mil …

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …