/

Escalada de violência em Gaza. Israel volta a atacar em resposta a balões incendiários

3

Mohammed Saber / EPA

Forças israelitas voltaram a quebrar o cessar-fogo e lançaram um ataque aéreo na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários lançados pelo Hamas.

O cessar-fogo entre Israel e Hamas foi quebrado pela primeira vez na madrugada desta quarta-feira. Os israelitas lançaram um ataque aéreo na Faixa de Gaza depois de, segundo dizem, terem sido lançados balões incendiários a partir deste território.

Entretanto, Israel voltou a lançar ataques aéreos na Faixa de Gaza na noite desta quinta-feira, após ativistas do Hamas terem lançado balões incendiários em Israel pelo terceiro dia consecutivo, escreve o JN.

Segundo a agência Associated Press, não houve relatos de vítimas. Os militares disseram que aviões de combate atingiram “complexos militares e um local de lançamento de rockets do Hamas. Em cima da mesa está uma “variedade de cenários, incluindo a retoma das hostilidades“.

O lançamento de balões incendiários causou cerca de 20 incêndios no sul de Israel, de acordo com os bombeiros locais. Os ataques surgiram como resposta ao desfile de milhares de ultranacionalistas israelitas. O Hamas tinha ameaçado reagir à manifestação.

Este é o segundo conflito entre os dois territórios desde que o cessar-fogo foi acordado a 21 de maio, depois de 11 dias de confrontos que mataram mais de 200 palestinianos e 12 israelitas e fizeram muitos feridos.

O confronto surgiu na sequência de uma marcha em Jerusalém Oriental, ocorrida esta terça-feira e apelidada de Marcha das Bandeiras, feita por israelitas nacionalistas para celebrar a vitória do seu país na chamada Guerra dos Seis Dias, em 1967. Mais de 30 manifestantes palestinianos ficaram feridos e 17 pessoas foram detidas, tendo a polícia israelita disparado granadas e balas de borracha.

Este será um teste ao governo do novo primeiro-ministro israelita, Naftali Bennett, cuja coligação subiu ao poder no último domingo.

  Daniel Costa, ZAP //

3 Comments

  1. São balões do Santo António e São João, são uns santinhos esses palestinianos, enquanto tiverem a gamela cheia à custa da comunidade internacional, jamais deixarão de provocar o vizinho!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.