Depois das agressões, surto de gastroenterite afecta curso da GNR

Miguel Pereira da Silva / Lusa

O 40.º curso de formação de guardas da GNR que decorre em Portalegre, volta a ser notícia, depois do caso das agressões de instrutores a formandos. Agora, o problema é um surto de gastroenterite que afecta 27 militares.

Numa nota enviada à Rádio Renascença, o Comando Nacional da GNR refere que “um total de 27 guardas provisórios que se encontram a frequentar o 40.º curso, em Portalegre, apresentaram sintomas coincidentes com o quadro de gastroenterite”.

Os guardas “estão a ser avaliados clinicamente, estando a situação a ser acompanhada por uma equipa médica da GNR, em coordenação com a autoridade de saúde pública local”, refere a mesma nota.

A TSF apurou que esta “é a segunda vez em três meses” que o centro de formação da GNR em Portalegre vive um surto de gastroenterite. Em Outubro passado, as aulas terão mesmo sido suspensas, depois de 200 formandos terem revelado sintomas da doença de origem viral.

O curso de formação de guardas está a ser investigado pelo Ministério Público e pela própria GNR, depois de vários formandos terem sido espancados por instrutores, durante o módulo de “Bastão Extensível”.

Dez formandos terão recebido tratamento hospitalar com algumas mazelas graves, e alguns terão necessitado de realizar intervenções cirúrgicas.

Director do Curso exonerado de funções

O comandante do centro de formação já foi exonerado do cargo, na sequência do caso, como anunciou o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

“Foi já aceite o pedido de exoneração do director do centro de formação de Portalegre da GNR, porque não é admissível a demora na notificação de factos relevantes”, referiu o ministro, criticando o tempo que demorou até ter conhecimento do sucedido.

Eduardo Cabrita referiu ainda que “a GNR facultará à investigação, quer do Ministério Público quer da IGAI (Inspecção Geral da Administração Interna), todas as imagens que são sempre realizadas nas acções de formação para que tudo possa ser adequadamente esclarecido”.

“Neste momento, devemos aguardar pelas conclusões sem nos precipitarmos”, acrescentou o governante, notando que “está a decorrer o inquérito” da IGAI e “a decorrer a averiguação interna pela GNR”. “O fundamental é apurarmos a totalidade da natureza dos factos”, sustentou.

Cabrita admitiu também ter ficado “desagradavelmente surpreendido” com o caso.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Máxima segurança". Porto de Lisboa com protocolo de segurança para receber cruzeiros

A administração do Porto de Lisboa assinalou este domingo o regresso do movimento de passageiros de cruzeiros a partir desta segunda-feira, com o levantamento das restrições ao desembarque de passageiros em viagens não essenciais, sublinhando …

”Terrível engano”. Programa do Governo para incentivar regresso dos emigrantes exclui as ilhas

O Programa Regressar, criado em 2019 pelo Governo da República para incentivar o regresso dos emigrantes ao país, descrimina os Açores e a Madeira. O Governo prolongou os apoios (que podem chegar aos 7679 euros por …

Relatório alerta que parte da produção de painéis solares depende da exploração de uigures

A região de Xinjiang, na China, evoluiu nas últimas duas décadas e tornou-se num importante centro de produção para muitas das empresas que fornecem ao mundo as peças necessárias para a construção de painéis solares. No …

Morreu a atriz brasileira Eva Wilma. Tinha 87 anos

A atriz de brasileira Eva Wilma morreu este sábado aos 87 anos no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internada desde abril devido a um cancro de ovário. A artista tinha sido internada a …

Marcelo quer descentralizar poder para regionalizar bazuca europeia

Marcelo Rebelo de Sousa quer desconcentrar poderes do Estado central para as comissões de coordenação e desenvolvimento regio­nal (CCDR), já a pensar na execução dos milhões que vão chegar de Bruxelas. A perspetiva do Chefe de …

Humanos mudam os ecossistemas com fogo há quase 100 mil anos

Um novo estudo mostra que os humanos têm mudado o ambiente em que vivem recorrendo ao fogo há pelo menos 92 mil anos. Ao chegar a novas terras, os humanos usaram o fogo para as mudar …

Catarina Martins considera “absurda” proposta de reforma das Forças Armadas

A coordenadora do BE, Catarina Martins, considerou a proposta de reforma das Forças Armadas feita pelo Governo “absurda” e de “absoluta submissão à NATO”. “A proposta do Governo é absurda, é uma proposta que centraliza decisões, …

Egito abre fronteira com Gaza. EUA deixam aviso a Israel (e UE reúne de emergência)

O Egito abriu este sábado a fronteira terrestre com Gaza e enviou 10 ambulâncias para o enclave palestiniano para transportar para os hospitais egípcios palestinianos que ficaram feridos nos bombardeamentos israelitas, indicaram responsáveis médicos. Segundo o …

Cientistas identificam novo tipo de resposta ao stress desencadeada pela condução

Toda a gente conhece a sensação física de quando estamos num carro a acelerar. Mas poucos sabem o que isso pode estar a fazer ao nosso corpo. De acordo com o site Science Alert, cientistas investigaram …

Portugal regista recorde diário de 125 mil pessoas vacinadas. DGS põe de lado dispensa de máscara

No sábado foram administradas em Portugal 125 mil vacinas contra a covid-19, um novo recorde diário no país, segundo informação divulgada pela task force que coordena o programa de vacinação. "Ao todo foram administradas, durante o …