Galp terá pago mais de 300 mil euros a consultores suspeitos de corrupção

José Sena Goulão / Lusa

A petrolífera portuguesa terá pago mais de 300 mil euros a Raúl e Alejo Morodo, principais visados na investigação espanhola por suspeitas de terem participado num esquema de corrupção que envolve a petrolífera estatal venezuelana.

A Galp terá pago cerca de 310 mil euros, entre 2008 e 2013, a Raúl Morodo e ao seu filho Alejo, genro do ex-ministro Dias Loureiro — os principais suspeitos numa investigação em Espanha por suspeitas de corrupção no comércio internacional que envolve a Petróleos da Venezuela (PDVSA), avança o jornal Público esta quinta-feira.

O diário explica que os dois eram sócios da Morodo Abogados, que cobrou à Galp Exploração e Produção mais de 254 mil euros por serviços prestados entre 2009 e 2011, segundo as declarações da petrolífera portuguesa às autoridades tributárias.

No entanto, as declarações da sociedade de advogados espanhola não serão coincidentes, nem nas datas nem nos valores. Esta terá declarado menos de 150 mil euros entre 2008 e 2013, com origem na Galp Exploração e Produção.

Segundo documentos da investigação, a que o Público teve acesso, Alejo Morodo recebeu diretamente da Galp Espanha mais 55 mil euros em dois pagamentos, um em 2012 e outro em 2013, e, embora as datas sejam coincidentes, os valores não o são.

Num dos casos, o genro de Dias Loureiro declara 40.500 euros, enquanto a Galp Espanha declara 43.567 e, no outro, Alejo reporta um pagamento de dez mil euros e a petrolífera portuguesa 12.100.

Além destes pagamentos, as autoridades espanholas destacam que Alejo foi “assalariado ou profissional” da Galp Energia Espanha desde 2004, tal como comprovam as contribuições que a empresa fez.

“A Galp recorre a consultores jurídicos para aconselhamento nas diversas geografias, setores e ordenamentos jurídicos em que desenvolve as suas atividades, trabalhando atualmente com mais de quatro dezenas de escritórios de advogados, nacionais e internacionais”, respondeu a empresa liderada por Carlos Gomes da Silva, quando questionada pelo jornal sobre a relação profissional com Alejo Morodo.

António Vitorino também está sob suspeita

Na quarta-feira, a imprensa também avançou que o ex-ministro António Vitorino terá recebido, através de uma empresa que gere com a mulher (EMAB Consultores), 325 mil euros dos Morodo, depois de terem recebido 4,4 milhões de euros da PDVSA.

Os valores pagos de forma faseada foram justificados na contabilidade da Morodo Abogados como pagamentos por serviços profissionais de consultoria em relações internacionais e assuntos europeus.

Há ainda outras duas transferências sinalizadas, efetuadas em 2011 e em 2012, no valor global de 70 mil euros que chegaram à EMAB Consultores da Aequitas Abogados, controlada por Alejo Morodo e pela mulher, Catarina Loureiro.

De acordo com o Observador, que cita uma notícia de acesso exclusivo da revista Sábado, suspeita-se que esta empresa da filha de Dias Loureiro servia para justificar os mais de quatro milhões de euros vindos da PVDSA para as contas da família Morodo.

As autoridades espanholas apontam que os pagamentos feitos à empresa de Vitorino dizem respeito à intermediação do acordo empresarial com o qual a Galp se comprometeu a construir quatro parques eólicos na Venezuela, bem como a comprar petróleo bruto à PDVSA, em 2008. Confrontada pelo Observador sobre estes factos, a petrolífera portuguesa “rejeita qualquer relação com a empresa EMAB Consultores”.

Segundo o Público, Vitorino e a sua antiga sociedade de advogados, a Cuatrecasas, serão o elo de ligação entre os Morodo, a Galp e a PVDSA. Contactada pelo jornal, a sociedade garante, no entanto, que “não teve nenhuma intervenção nos assuntos investigados no procedimento da Audiência Nacional espanhola”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Os tugas chamam a essa alegada qualidade dos gatunos de empreendedorismo empresarial tuga, é um nome pomposo e condizente com a espécie.

  2. s consultores são todos uma VIGARICE. È só p/ roubar dinheiro, pagar favores e avenças a politicos e comparsas. Trabalho?? Onde ? Em quê? Até quando povo vais PAGAR a este Sanguessugas?

  3. já nem sei que diga isto está demais é só ladrões todos os dias ou este ou aquele se repararmos é constantemente, vamos sair para a rua todos a nivel mundial os cidadãos comuns todos para a ruaaaaaaaaaaaaa, vamos parar de reclamar e ter atitudes, haja alguém de direito que inicie uma coisa assim estou lá.

RESPONDER

Governo disponível para retomar reuniões no Infarmed (mas nega falta de informação)

O Governo manifestou esta quinta-feira “abertura para retomar as reuniões” no Infarmed sobre o ponto de situação da epidemia de covid-19, mas rejeitou falhas na informação ao parlamento e aos partidos. Na conferência de imprensa do …

Israel e Emirados Árabes Unidos alcançam "acordo histórico" mediado pelos Estados Unidos

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira que Israel e os Emirados Árabes Unidos concordaram em estabelecer relações diplomáticas plenas, como parte de um acordo para impedir a anexação israelita de terras ocupadas pelos …

Em contingência, Câmaras de Lisboa passam a definir horários do comércio. O (pouco) que muda este sábado

A generalidade de Portugal continental continuará em situação de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa em situação de contingência até ao final do mês devido à pandemia de covid-19, anunciou o Governo. Segundo explicou esta …

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …