Fundador da Alibaba dizia que trabalhar 12 horas por dia era uma benção. Quatro meses depois, bastam 12 horas por semana

Jolanda Flubacher / World Economic Forum

O fundador do Alibaba, Jack Ma

Trabalhar 12 horas por dia, seis dias por semana é “uma bênção” para a geração mais jovem. Esta foi a posição defendida em abril por Jack Ma, co-fundador do grupo chinês Alibaba.

Quatro meses depois, Jack Ma sustenta que, no futuro, os seres humanos apenas vão precisar de trabalhar quatro horas por dia, três vezes por semana, completando uma semana de 12 horas de trabalho – e a culpa é da inteligência artificial.

“Nos próximos 10, 20 anos, todos os seres humanos, países e governos devem focar-se em reformar o sistema educativo, garantir que os nossos filhos encontram um emprego, com trabalho três vezes por semana, quatro horas por dia”, sustentou o gestor chinês numa conferência internacional sobre inteligência artificial que decorreu em Xangai, na China.

Sem esta mudança, contudo, “todos vamos ter um problema”, alerta Jack Ma, citado pela Bloomberg. O líder chinês entende que o sistema educativo está ultrapassado e moldado para o período industrial. Num futuro em que as máquinas poderão ser melhores do que os humanos nas tarefas repetitivas e que exigem memória, as escolas têm de ajudar as pessoas a serem mais criativas.

Jack Ma diz também que não está preocupado com o eventual desemprego criado pelas máquinas: os computadores só têm chips, mas os seres humanos têm o coração. “É no coração que está a sabedoria.”

As declarações desta quarta-feira de Jack Ma são um contraponto àquilo que foi dito em meados de abril. “Pessoalmente, penso que ter a possibilidade de trabalhar 996 é uma grande bênção”, disse Jack Ma, referindo-se ao horário das nove horas da manhã às nove horas da noite, seis dias por semana, numa mensagem dirigida aos funcionários da sua empresa. “Se trabalhas na Alibaba tens de estar pronto para trabalhar 12 horas por dia. De outra forma porque é que vieste para a Alibaba? Não precisamos daqueles que trabalham confortavelmente durante oito horas”, escreveu num chat da empresa nessa altura.

A declaração do homem mais rico da China deu a várias críticas nas redes sociais, onde alguns trabalhadores trocaram exemplos do excesso de trabalho suplementar a que eram sujeitos nas suas empresas.

A polémica foi tanta que o fundador da gigante tecnológica teve de esclarecer que a decisão de trabalhar horas extra deve ser do funcionário – e que não se trata de uma imposição das empresas.

Para além do “996”, existe outro horário mais penoso para os trabalhadores chineses. A Ant Financial, empresa também detida por Jack Ma, instituiu um horário “9106” — das nove da manhã às dez da noite, seis dias por semana.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Propostas anticorrupção serão aprovadas “muito em breve”

O Governo garante que já não falta muito para entregar suas propostas no parlamento, depois de Marcelo Rebelo de Sousa vincar que espera que seja em breve que os partidos cumpram as promessas de fazer …

Estalou o verniz no PS/Porto. Autarca de Paços de Ferreira recusa recandidatar-se com "este PS concelhio"

Estalou o verniz no PS/Porto. O presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, Humberto Brito, declarou que não aceitará recandidatar-se ao cargo pela terceira vez “com este PS” concelhio. De acordo com o jornal Público, …

Pode ter sido descoberto um "elo perdido" na história do alfabeto

Uma inscrição alfabética num fragmento de um jarro encontrado em Laquis (Tel Lachish), em Israel, com cerca de 3450 anos, poderá ser um "elo perdido" na história do alfabeto. "Datada do século XV A.C., esta inscrição …

Morreu Walter Mondale, ex-vice-presidente de Jimmy Carter

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Walter Mondale, ícone do Partido Democrata, morreu nesta segunda-feira aos 93 anos, informou a imprensa norte-americana. A imprensa, que cita um comunicado familiar, não especifica as causas da morte do ex-vice-presidente …

Vão nascer mais duas praias fluviais no Alqueva este verão

A albufeira do Alqueva vai “ganhar” duas novas praias fluviais, no próximo verão, situadas nos concelhos de Alandroal e Portel, no distrito de Évora, num investimento global superior a um milhão de euros. O projeto da …

Nova ponte que vai ligar Porto e Gaia custa 21 milhões e terá oito acessos

A obra da nova ponte rodoviária sobre o Douro custará 21 milhões de euros, oito dos quais em acessos, e o projeto de conceção e construção será lançado "muito em breve", disse o autarca …

A tinta mais branca de sempre pode ajudar na luta pelo clima

A tinta mais branca já desenvolvida até agora reflete 98.1% da luz, podendo ser uma boa aliada no combate às alterações climáticas. No ano passado, uma equipa de cientistas desenvolveu uma tinta ultra-branca que atingiu uma …

Dois milhões com primeira dose esta terça-feira. Centros de vacinação precisam de mais 1.700 profissionais

Portugal deve atingir nesta terça-feira a marca dos dois milhões de pessoas vacinadas com a primeira dose de vacina contra a covid-19, adiantou esta segunda-feira a task force responsável pelo plano de vacinação. "Estima-se que, até …

Governo quer renovar contrato do SIRESP por seis meses (mas Altice recusa-se)

O Ministério da Administração Interna vai reunir-se esta terça-feira com a Altice, a quem iria propor uma renegociação e renovação por mais seis meses do contrato que assegura o Sistema Integrado das Redes de Emergência …

Pedro Nuno quer tirar carros das estradas (e que viagens de avião com menos de 600 quilómetros desapareçam)

Esta segunda-feira, foi lançado o Plano Ferroviário Nacional (PFN) numa sessão pública organizada no LNEC-Laboratório Nacional de Engenharia Civil, que deverá estar concluído em março de 2022. Na apresentação, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, …