Mireille não acreditava na maldade. Foi assassinada por ser judia

(dr)

Mireille Knoll

Mireille Knoll, a francesa que não acreditava na maldade humana

Políticos, religiosos e organizações judaicas em França reagem com consternação, condenando o assassínio da francesa Mireille Knoll, de religião judaica, e apelando a uma marcha condenando o anti-semitismo.

Com 85 anos, Mireille Knoll, francesa de confissão judaica, não acreditava na maldade do ser humano. Foi encontrada morta no seu apartamento em Paris. No quarto, uma foto da velha senhora, de rosto alegre e sorridente, que depois de ter escapado ao holocausto acabou por morrer carbonizada em casa.

A polícia prendeu dois suspeitos, um dos quais seu vizinho, que terá apunhalado a idosa e ateado fogo ao seu apartamento, no XI° bairro da capital gaulesa. O autor do crime, muçulmano, desferiu 11 golpes sobre a idosa com uma arma branca e lançou fogo ao seu apartamento.

Já conhecido por roubo e agressões sexuais, o homicida sabia da religião da vítima. Segundo o cúmplice, terá gritado “Allah Akbar”, Deus é grande, enquanto esfaqueava Mireille. A expressão tem sido usada por jihadistas muçulmanos em acções terroristas.

A polícia abriu um inquérito aos dois suspeitos, acusados de crime com motivações raciais.

Durante a II Guerra Mundial, Mireille Knoll tinha conseguido fugir da grande operação conhecida em França como “Rafle de Vel d’Hiv”, na qual milhares de judeus foram detidos durante e enviados para os campos de concentração nazi entre os dias 16 e 17 de julho de 1942. Depois de fugir com um passaporte brasileiro, refugiou-se em Portugal.

O presidente francês, Emmanuel Macron, denunciou “o crime hediondo” e reafirmou a sua determinação absoluta em lutar contra o antissemitismo.  “O assassínio de uma idosa sem qualquer outra razão a não ser o facto de ser judia é completamente inaceitável”, declarou o líder do República em Marcha, partido no poder.

O assassinato provocou grande comoção na comunidade judaica, e acontece um ano após a morte de outra idosa judia, Sarah Halimi, de 65 anos, também vítima de um ataque anti-semita cometido por um vizinho.

Organizações religiosas e judaicas lançaram um apelo nas redes sociais a uma “marcha branca” pela memória de Mireille, tendo convocado uma grande manifestação contra a violência para esta quarta-feira. Também Anne Hidalgo, presidente da câmara local, convida os parisienses a manifestar-se em protesto pela morte da idosa.

O protesto tem início às 18h30, os participantes deverão comparecer de branco – para homenagear a senhora que não acreditava na maldade de quem a assassinou, e para mostrar que também são todos Mireille.

ZAP // RFI

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Pfizer diz que vacina é "segura" para crianças dos cinco aos 11 anos

A Pfizer/BioNTech anunciaram, esta segunda-feira, que a vacina é segura e parece gerar uma resposta imunitária robusta nas crianças dos cinco aos 11 anos. Depois de um estudo com 2.268 participantes, a Pfizer/BioNTech anunciaram que a …

PS e CDS na Madeira desencontrados, PSD e Bloco continuam no Norte

No arranque da segunda semana de campanha para as autárquicas, os líderes do PS e do CDS-PP apostam na Madeira mas com horários desencontrados, enquanto BE e PSD continuam a norte, e PAN e PCP …

Confronto entre EUA e China é "perigoso para o mundo", alerta Guterres

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou no domingo que um confronto entre os Estados Unidos (EUA) e a China é "perigoso para o mundo" e que, apesar das diferenças, há áreas onde …

Portugal recebeu no domingo grupo de 80 afegãos

Portugal recebeu no domingo 80 afegãos, na maioria atletas da equipa de futebol feminino e seus agregados familiares, elevando para 178 o total de cidadãos acolhidos após a emergência humanitária no Afeganistão, anunciou esta segunda-feira …

Inspeção obrigatória das motas começa em janeiro de 2022

Quase dez anos depois de a medida ter sido aprovada pelo Governo, a inspeção obrigatória de motas com mais de 125 cc vai arrancar em janeiro de 2022. Jorge Delgado, secretário de Estado das Infraestruturas, referiu …

André Ventura - Chega

Ventura diz que PSD está "igual" ao PS - e desafia Rio a justificar atraso no interior

O líder do Chega, André Ventura, manifestou-se hoje preocupado com o panorama político à direita, observando que o PSD está “igual” ao PS e acusando ambos os partidos de terem abandonado o interior do país. “Estou …

Sem Cristiano, o que se passa com a Juventus?

Nenhum triunfo em quatro jornadas do campeonato. Não acontecia há 60 anos. E o problema maior não estará no ataque, apesar da saída de Cristiano Ronaldo. Estreia na temporada: 2-2 no terreno da Udinese. Receber o …

Pacto AUKUS. Nova aliança dos EUA na Ásia-Pacífico pode levar a "corrida às armas nucleares"

A nova aliança dos Estados Unidos (EUA) na região da Ásia-Pacífico e a recente compra de submarinos norte-americanos por parte da Austrália pode desencadear uma "corrida às armas nucleares" na região, avisou esta segunda-feira a …

Costa foi omnipresente, agradeceu a regueifa e recarregou a "bazuca" como arma política

António Costa correu oito concelhos do Norte, em missão de campanha eleitoral. A "bazuca" europeia é usada como arma política, assim como a gestão da pandemia. A pandemia era um ponto de inflexão para as eleições …

"Queremos justiça", exigem famílias de vítimas do ataque em Cabul. CIA alertou para a presença de civis

A família das 10 vítimas mortais do ataque com drone dos EUA a um veículo em Cabul exigem que os operadores sejam julgados em tribunal. A CIA terá alertado para a presença de civis segundos …