França. Direita tentou impedir que Greta Thunberg discursasse no Parlamento

Ian Langsdon / EPA

A jovem sueca Greta Thunberg foi convidada a discursar no Parlamento francês e deixou uma mensagem aos críticos: “Não são obrigados a ouvir-nos, afinal somos crianças. Mas devem ouvir a ciência”.

Um grupo de deputados franceses convidou Greta Thunberg a discursar no Parlamento francês, mas o convite despertou a fúria de conservadores e de extrema-direita, que se aliaram num apelo ao boicote e a denunciaram como “profetisa do apocalipse de calções”.

A jovem ativista não cedeu a pressões e discursou esta terça-feira na Assembleia Nacional, em Paris, para denunciar que os “Governos têm feito muito pouco tempo para encontrar uma solução” para o aquecimento global, que ameaça a “sobrevivência da Humanidade”.

Greta não discursou no hemiciclo, mas sim numa outra sala para quem a quis ouvir e deixou um aviso: “Alguns decidiram não vir, alguns optaram por não nos ouvir. Muito bem. Mas terão de ouvir a ciência. É tudo o que pedimos, que nos unamos em torno da ciência”.

Recebemos quantidades inimagináveis de ódio e ameaças por nos limitarmos a citar números, factos científicos. Somos ridicularizados e deputados e jornalistas mentem-nos”, disse ainda jovem sueca, citada pelo Público.

Greta Thunberg foi convidada por 162 deputados franceses do grupo interpartidário ambientalista “Vamos Acelerar”, e os seus críticos não tardaram a denunciá-la como “profetisa do apocalipse” e de estar ao serviço do capitalismo verde.

Guillaume Larrive, deputado francês e um dos candidatos à liderança do partido de centro-direita Os Republicanos, escreveu no Twitter: “Apelo aos meus colegas para boicotarem Greta Thunberg. Não precisamos de profetisas do apocalipse para combater as alterações climáticas de forma inteligente”.

Julien Aubert, outro candidato à liderança partidária, disse: “Não contem comigo para ir e aplaudir uma profetisa do apocalipse, a Prémio Nobel do Medo”.

De acordo com o diário, uma aliança entre conservadores e extrema-direita tomou forma. Jordan Bardella, de 23 anos, eurodeputado da União Nacional de Marine Le Pen acusou a jovem no canal France2 de ter uma “abordagem derrotista”. “Usar crianças para passar uma mensagem fatalista sobre o mundo em chamas, deixar a escola e entrar em greve, é uma abordagem profundamente derrotista.”

Mas há também quem saia em sua defesa. É o caso de Olivier Faure, deputado e primeiro secretário do Partido Socialista francês: “A raiva devia estar a afetar-nos a todos. Não precisamos de um boicote, pelo contrário, devíamos aplaudir e dizer que não estamos a fazer o suficiente. Esta jovem mulher tem desempenhado um papel extraordinário de consciencialização na Europa, mesmo no mundo”.

“Temos de acreditar que estamos numa situação dramática e até trágica por os jovens estarem mais atentos que muitos políticos”, disse ainda a deputada Delphine Batho, presidente do Geração Ecológica.

A maioria dos deputados que apoiaram a intervenção de Greta Thunberg no Parlamento francês pertence ao República em Marcha do Presidente francês, Emmanuel Macron, que tem tentado convencer os eleitores mais jovens de que é um campeão na luta contra as alterações climáticas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …