França. Direita tentou impedir que Greta Thunberg discursasse no Parlamento

Ian Langsdon / EPA

A jovem sueca Greta Thunberg foi convidada a discursar no Parlamento francês e deixou uma mensagem aos críticos: “Não são obrigados a ouvir-nos, afinal somos crianças. Mas devem ouvir a ciência”.

Um grupo de deputados franceses convidou Greta Thunberg a discursar no Parlamento francês, mas o convite despertou a fúria de conservadores e de extrema-direita, que se aliaram num apelo ao boicote e a denunciaram como “profetisa do apocalipse de calções”.

A jovem ativista não cedeu a pressões e discursou esta terça-feira na Assembleia Nacional, em Paris, para denunciar que os “Governos têm feito muito pouco tempo para encontrar uma solução” para o aquecimento global, que ameaça a “sobrevivência da Humanidade”.

Greta não discursou no hemiciclo, mas sim numa outra sala para quem a quis ouvir e deixou um aviso: “Alguns decidiram não vir, alguns optaram por não nos ouvir. Muito bem. Mas terão de ouvir a ciência. É tudo o que pedimos, que nos unamos em torno da ciência”.

Recebemos quantidades inimagináveis de ódio e ameaças por nos limitarmos a citar números, factos científicos. Somos ridicularizados e deputados e jornalistas mentem-nos”, disse ainda jovem sueca, citada pelo Público.

Greta Thunberg foi convidada por 162 deputados franceses do grupo interpartidário ambientalista “Vamos Acelerar”, e os seus críticos não tardaram a denunciá-la como “profetisa do apocalipse” e de estar ao serviço do capitalismo verde.

Guillaume Larrive, deputado francês e um dos candidatos à liderança do partido de centro-direita Os Republicanos, escreveu no Twitter: “Apelo aos meus colegas para boicotarem Greta Thunberg. Não precisamos de profetisas do apocalipse para combater as alterações climáticas de forma inteligente”.

Julien Aubert, outro candidato à liderança partidária, disse: “Não contem comigo para ir e aplaudir uma profetisa do apocalipse, a Prémio Nobel do Medo”.

De acordo com o diário, uma aliança entre conservadores e extrema-direita tomou forma. Jordan Bardella, de 23 anos, eurodeputado da União Nacional de Marine Le Pen acusou a jovem no canal France2 de ter uma “abordagem derrotista”. “Usar crianças para passar uma mensagem fatalista sobre o mundo em chamas, deixar a escola e entrar em greve, é uma abordagem profundamente derrotista.”

Mas há também quem saia em sua defesa. É o caso de Olivier Faure, deputado e primeiro secretário do Partido Socialista francês: “A raiva devia estar a afetar-nos a todos. Não precisamos de um boicote, pelo contrário, devíamos aplaudir e dizer que não estamos a fazer o suficiente. Esta jovem mulher tem desempenhado um papel extraordinário de consciencialização na Europa, mesmo no mundo”.

“Temos de acreditar que estamos numa situação dramática e até trágica por os jovens estarem mais atentos que muitos políticos”, disse ainda a deputada Delphine Batho, presidente do Geração Ecológica.

A maioria dos deputados que apoiaram a intervenção de Greta Thunberg no Parlamento francês pertence ao República em Marcha do Presidente francês, Emmanuel Macron, que tem tentado convencer os eleitores mais jovens de que é um campeão na luta contra as alterações climáticas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …

"Ronaldo foi abandonado pela equipa". Imprensa italiana arrasa Juve e elogia CR7

O Lyon tirou partido do fator casa e surpreendeu a octocampeã italiana, Juventus, em França, e ganhou esta quarta-feira uma vantagem importante - embora ténue - na eliminatória com os bianconeri para a Liga dos …

Costa desaconselha viagens de finalistas. Associação de pais diz que "não vale o risco"

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta quinta-feira que Portugal acabará por ter casos de coronavírus "mais cedo ou mais tarde". No entender líder do Executivo, que falava aos jornalistas em Bragança à margem da primeira …