Forever 21 entra em falência e fecha até 350 lojas em todo o mundo

A Forever 21, uma das redes de retalho de roupa, justificou os problemas com a a expansão do negócio online.

A marca de vestuário norte-americana Forever 21, uma das redes de retalho de roupa a sofrer com a expansão do negócio online, anunciou esta segunda-feira ter entrado em processo de falência e vai fechar até 350 lojas.

A procura de proteção nos termos do capítulo 11 da Lei de Falências dos Estados Unidos é “um passo deliberado e decisivo para nos posicionarmos de volta aos caminhos no futuro”, avançou a empresa em comunicado.

Ao estar protegida pelo capítulo 11 da Lei de Falências norte-americana, a Forever 21, que tem uma loja em Lisboa, vai poder continuar a operar sem ter de prestar contas aos seus credores e controlar os seus ativos durante a fase de reestruturação.

Segundo uma porta-voz da empresa citada pelo Wall Street Journal, o grupo, que está num processo comummente conhecido como “falência controlada“, vai encerrar até 350 lojas em todo o mundo, incluindo 178 nos Estados Unidos, que constitui o seu principal mercado.

Fundada em Los Angeles em 1984 pelo casal sul-coreano Do Won e Jin Sook Chang, a marca Forever 21 tem atualmente mais de 800 lojas a nível mundial.

A Forever 21 aproveitou a vaga da “fast fashion” (renovação rápida de coleções de roupa de pronto a vestir a preços acessíveis), apostando numa presença forte nos centros comerciais nos Estados Unidos, ao oferecer a uma clientela jovem imitações de grandes marcas, a preços baixos.

Vendendo um conjunto de marcas como a H&M e Zara, a empresa a Forever 21 procurou expandir os seus negócios a roupas e calçados masculinos após a crise de 2008. Mas, de acordo com os analistas, não conseguiu reagir rapidamente ao aumento das vendas através da internet, bem como a uma clientela preocupada com o impacto ambiental dos seus produtos e condições de trabalho nas fábricas.

No início de setembro, a Forever 21 anunciou o encerramento no final de outubro das suas 14 lojas no Japão. A marca de roupa norte-americana, criada nos anos 80, abriu a sua primeira e única loja em Portugal em outubro de 2016, no Centro Comercial Colombo, em Lisboa.

Questionada pela agência Lusa sobre se vai fechar a loja que possui no Centro Comercial Colombo, em Lisboa, a empresa ainda não respondeu.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Fesap junta-se à Frente Comum e anuncia greve para 12 de novembro

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap), da UGT, anunciou, esta quarta-feira, que vai avançar para a greve no dia 12 de novembro, fazendo coincidir o protesto com a paralisação nacional já marcada pela …

Patrões acusam Governo de usar a concertação social para viabilizar o Orçamento

Os patrões veem as alterações à lei laboral como uma estratégia do Governo para aprovar o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), enquanto as centrais sindicais consideraram estas mudanças insuficientes. As alterações à legislação laboral não …

Um rato

Nova Iorque alvo de aumento recorde de casos de doença rara transmitida por ratos

Uma doença bacteriana rara, espalhada através da urina de rato, está a assolar a cidade de Nova Iorque. Este ano, pelo menos 15 pessoas terão contraído a doença. Destas, 13 foram hospitalizadas e uma morreu. A …

Portugal regista mais três mortes e 927 casos de covid-19

Portugal registou, esta quarta-feira, mais três mortes e 927 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 927 novos …

Festejos do Sporting. IGAI garante que "não omitiu informação ou branqueou factos"

A inspetora-geral da Administração Interna garantiu no Parlamento, esta quarta-feira, que a IGAI "não omitiu informação ou branqueou factos" no relatório sobre os festejos do Sporting, sustentando que tudo o que foi investigado consta do …

PAN só viabiliza OE "se houver compromisso do Governo em alterar" a proposta

A porta-voz do PAN afirmou, esta quarta-feira, que o partido só poderá viabilizar o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) se o Governo se comprometer com alterações à proposta na especialidade. Inês Sousa Real falava aos …

Colômbia condenada por não ter investigado agressões "verbais, físicas e sexuais" a jornalista

De acordo com a sentença, o Estado colombiano não investigou devidamente o caso de sequestro, tortura e violação da jornalista Jinedth Bedoya, que estava a trabalhar numa reportagem sobre a guerra civil em 2000. O Tribunal …

Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD justificou a sua recandidatura à liderança, esta quarta-feira, pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal. No final de uma audiência com o …

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …