Forças Armadas podem ser chamadas a controlar fronteiras

Mário Cruz / Lusa

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho

As Forças Armadas podem ser chamadas a controlar as fronteiras, caso se verifique um esgotamento da capacidade da GNR e do SEF, que atualmente cumprem esse serviço.

Esta possibilidade consta num estudo da Direção-Geral de Política de Defesa Nacional do ministério, mas, para já, explica ao jornal Público o ministro da Defesa, Gomes Cravinho, “não há essa necessidade e esses planos podem mesmo ficar na gaveta”.

“Espero que essa operação fique em planeamento. Só quando as forças de segurança esgotarem as suas capacidades se justificará. As Forças Armadas não fazem ações de ordem pública, mas há planos, se necessário for“.

Para além do controlo de fronteiras, também surge o caso em planeamento de apoio militar aos hospitais civis. O ministro refere que existem “1300 camas de prevenção que podem chegar às duas mil de apoio ao Serviço Nacional de Saúde (SNS)”. Mas, até ver, tem sido a Segurança Social a pedir mais apoio.

No mesmo estudo, que compara o envolvimento das forças militares de 19 países em tempo de covid-19, as portuguesas participam em 11 missões: elaboração de testes no Laboratório Militar, cujo envolvimento se estende também à produção de gel alcoolizado; utilização dos hospitais militares; montagem de hospitais de campanha; criação de centros de atendimento; transporte de material; desinfeções; distribuição de ajuda alimentar; elaboração de planos de contingência; notificação de reservistas e voluntários na área da Saúde e, por fim, criação de células de crise.

De acordo com o diário, no total das funções desempenhadas, os militares portugueses aparecem em terceiro lugar, depois dos espanhóis e dos italianos e a par com os alemães e os franceses.

“Neste quadro, verifica-se que em Portugal as Forças Armadas estão muito ativas. Se há uma crítica que é feita, e que aceito, é de uma certa falta de visibilidade das nossas ações, de não estarmos na primeira página dos jornais ou nos telejornais, mas não é isso o que nos move”, declara ao jornal o ministro.

“Temos uma instituição muito preparada e parece-nos que esta aproximação à sociedade civil está ser refletida na opinião dos cidadãos, porque sou interpelado com agradecimentos”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Nenhuma era apenas um número". NYT dedica toda a primeira página a mil vítimas da pandemia

Mil nomes de pessoas numa primeira página. O jornal norte-americano The New York Times dedicou a primeira página da edição deste domingo a mil vítimas mortais da pandemia de covid-19, para assinalar a iminente passagem …

A economia é a vítima colateral da estratégia singular da Suécia

A Suécia deixou nas mãos dos cidadãos a responsabilidade pela sua saúde e a abordagem relaxada do país em relação à pandemia de covid-19 trouxe resultados negativos. O Governo sueco não impôs um confinamento à população …

Polícia de Hong Kong detém 180 manifestantes. E elogia lei da segurança nacional

A polícia de Hong Kong elogiou a lei da segurança nacional chinesa, horas depois de ter detido pelo menos 180 manifestantes que protestaram, este domingo, contra a legislação anunciada por Pequim. O comissário da polícia, Tang Ping-keung, …

Pinto da Costa recandidata-se a "pensar nas dificuldades do presente"

Pinto da Costa admitiu, este domingo, no lançamento do site oficial da recandidatura à presidência do FC Porto, que vai a eleições "a pensar nas dificuldades tremendas do presente". No site oficial da sua candidatura, Pinto …

Abraços e apertos de mão. Bolsonaro junta-se a manifestação sem distanciamento social

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participou, este domingo, em mais uma manifestação sem respeitar as regras de distanciamento social. A manifestação decorrer na Praça dos Três Poderes, em Brasília. De acordo com o jornal Público, …

"Relativamente rápido". Centeno acredita que países europeus vão recuperar da crise até ao fim de 2022

O ministro das Finanças português e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, acredita que a União Europeia vai conseguir ultrapassar a crise económica provocada pela pandemia de covid-19 de forma "relativamente rápida". Em entrevista ao jornal alemão …

Florentino congelado e Jota (e mais dois) na porta de saída. Mercado já mexe na Luz

Apesar da pandemia, que paralisou quase todas as competições europeias e que deverá atrasar a janela de transferência no futebol, o mercado já mexe na Luz. A imprensa desportiva dá conta nesta segunda-feira que Florentino …

Cova da Piedade abandona direção da Liga e convida Proença a demitir-se

O Cova da Piedade juntou-se ao Benfica na decisão de abandonar a direção da Liga de clubes e convidou Pedro Proença a demitir-se da presidência do organismo. Em comunicado, o Cova da Piedade justifica a decisão …

Milhares foram a banhos este domingo. Só nas praias da Caparica estiveram mais de 180 mil pessoas

As elevadas temperaturas que se fizeram sentir neste domingo levaram milhares de portugueses à praias. Só na Costa da Caparica, no concelho de Almada, mais de 180 mil pessoas foram a banhos. Entre as 9 e …

"Há outras prioridades". Ana Gomes está a refletir sem "pressa" sobre eventual candidatura a Belém

No espaço de comentário da SIC Notícias, a ex-eurodeputada Ana Gomes disse que ainda está a "refletir" sobre uma eventual candidatura à Presidência da República. Ana Gomes ainda não tomou uma decisão sobre uma possível candidatura …