Fisco perdoou 2,5 mil milhões de euros a grandes contribuintes (EDP quase triplicou bónus)

Mario Cruz / Lusa

O Ministro das Finanças, Mário Centeno

O Fisco distribuiu mais de 2,5 mil milhões de euros de benefícios fiscais por 35.419 contribuintes em 2017. Números que reflectem um crescimento nestes benefícios na ordem dos 85 milhões, face a 2016. A EDP foi a principal beneficiária, quase triplicando o bónus fiscal.

Os benefícios fiscais atribuídos pelas Finanças em 2017, foram superiores a 2,5 mil milhões de euros, visando 35.419 contribuintes, segundo dados oficiais da Autoridade Tributária (AT) citados pelo Correio da Manhã (CM).

Os maiores beneficiários foram as grandes empresas, como a EDP e a Galp, mas também Bancos, Fundações e Câmaras Municipais tiveram direito a bónus fiscal, verificando-se um crescimento de 85 milhões de euros neste âmbito, em relação a 2016.

Mais de 300 contribuintes tiveram direito a benefícios fiscais superiores a 1 milhão de euros, segundo os dados da AT citados pelo CM.

A EDP surge como a empresa mais beneficiada com um bónus fiscal superior a 108 milhões de euros, muito devido ao facto de os combustíveis fósseis utilizados na produção de electricidade estarem isentos do Imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP).

Os benefícios fiscais à eléctrica nacional quase triplicaram, “passando de 35 para 108 milhões de euros”, como salienta o Expresso.

No segundo lugar dos contribuintes que foram mais beneficiados com isenções em 2017, surge a Câmara do Porto com 87,9 milhões de euros. Seguem-se o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, com isenções de 52,5 milhões, e o Fundo de Garantia de Depósitos, com benefícios de 46,6 milhões de euros.

A Câmara Municipal de Lisboa teve direito a benefícios fiscais de 44,9 milhões de euros e a Universidade do Minho recebeu isenções de 36,6 milhões.

A Galp conseguiu um bónus fiscal de 20 milhões de euros.

No sector da Banca, os benefícios fiscais atribuídos chegaram aos 30 milhões de euros e abrangeram, inclusive, os Bancos alvo de intervenção, como o BES, o BPP e o Banif.

A maioria das isenções respeita ao IRC (o imposto sobre os lucros das empresas), com um valor da ordem dos mil milhões de euros. Os bónus fiscais relativos ao ISP atingiram os 590 milhões de euros, enquanto as isenções no IMT e no imposto sobre veículos chegaram aos 289 milhões. No IVA, contam-se isenções de 92,4 milhões de euros.

ZAP //

PARTILHAR

25 COMENTÁRIOS

  1. Mai nada! é assim mesmo!! ha que dar a quem mais precisa…
    E todos sabemos q a EDP é uma das empresas que mais precisa e das mais carenciadas.

  2. Lindo!…
    Um governo “dá” a EDP aos chineses (para eles ficarem com o lucro!) e o outro dá-lhe beneficiais fiscais completamente imorais e injustificados!…
    No meio disto tudo, o Catroga e o Mexia é que fazem a festa… e ainda agradecem à troika!…

  3. É um verdadeiro governo á Esquerda.

    Tretas com esquerdas ou Direitas, o meu avô sempre disse que para se andar a direito a perna esquerda e direita tinham que andar alinhadas.

  4. VERGONHA !
    VERGONHA !
    Partidos DITOS de esquerda, roubam nos impostos aos contribuintes (a maior carga de impostos desde o 25/abril) e entregam milhões de bonificações a grandes empresas, sem justificação.
    A EDP recusa-se a pagar o CESE ao estado, mas beneficia da maior destas bonificações.
    Bolo de Esquerda ou Bloco de Esterco?
    PCP dos trabalhadores ou das multinacionais e monopólios ?
    Socialistas bandidos, precisam também de um Bolsonaro !

  5. Fisco perdoou 2,5 mil milhões de euros a grandes contribuintes (EDP quase triplicou bónus)

    Parece uma anedota.
    Mas é real, é verdade. É a política desta geringonça. Penalizar os contribuintes para perdoar esta importância obscena!
    BANDIDOS !!!

  6. Desde quando é novidade que bem cedo o pulha que se preza vai preparando a cadeira da riqueza para quando acabar a cadeira do poder e então chegar a hora de ser recompensado (ou cobrar) pelos serviços públicos aos capitais privados!

  7. A EDP cobra em Portugal, envia o dinheiro para a Holanda e o referido dinheiro que é dos Portugueses e deveria ser tributado em Portugal, entra em Portugal novamente como se fosse investimento e recebe benefícios fiscais por via disso. Os accionistas e a administração enchem os bolsos e os portugueses que paguem duplamente estas engenharias financeiras.

  8. Meus amigos: Estes pulhiticos, para no futuro ter um tacho nessas empresas, tem que se por de cócoras perante esses grupos económicos. Os exemplos são mais que muitos. Portas, Jorge Coelho, Mexias, Fernando Gomes, Catrógas, Mira Amaral etc etc.

  9. Aluga-se apartamento com vista fabulosa para a assembleia da republica, com quatro quartos com janelas panoramicas, onde cabem juntas 3 pessoas de cada janela. Ideais para snipers. Faço desconto de 3% por cada filho da pulítica abatido. €690/mês. Ofereço a casa, após 50 abatimentos.

    • Rui Campos,
      O que ve das janelas panoramicas sao moçonetes de recados, em frente ás lojas destes deve haver janelas mais baratinhas. Pode ser que alguem ofereça as balas de 9mm desaparecidas de Tancos. Mas o melhor era cercar tudo e encher de crocodilos porque os tais cadaveres nao dignos de funeral e assim o ze povinho nao gastava nada.

  10. Não será isso actos de corrupção?!!!!!!!! Fomos dos melhores professores nesta matéria… daí um bom aluno, o Brasil!!!!! Não chega de mais impostos?!!!! E lá dizia o outro.. Oh Costa, oh Costa deixa de mentir ao zé-povinho… que tudo está uma maravilha neste reyno à beira-mar afundado. Isto não está uma maravilha, está a cair de podre Costa!!!!… O rei vai nu… está a acreditar muito nos seus conselheiros ou na geringonça….

  11. Mais uma à Robles, em que as esquerdas, cujos orçamentos têm também a assinatura do pcp e do bloco de esquerda e tudo o que os xuxialistas fazem só o fazem ao darem contrapartidas ao pcp e ao bloco – redução do iva para os amigos artistas e outras tretas.
    “Quem cala consente”

Responder a PQOP Cancelar resposta

Fisco vai controlar declarações de IRS de beneficiários do programa "Regressar"

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai desenvolver mecanismos para verificar se os contribuintes abrangidos pelo regime fiscal do programa "Regressar" reúnem as condições exigidas, prevendo-se que parte desse controlo ocorra com a entrega da declaração …

Greta Thunberg vai de Lisboa a Madrid num carro elétrico emprestado por Espanha

A Junta da Extremadura, região espanhola, disponibilizou um carro elétrico à jovem ativista sueca Greta Thunberg para que possa viajar de Lisboa para Madrid para assistir à Cimeira do Clima respeitando o meio ambiente, adiantou …

Enfermeiros garantem voltar à luta com os 200 mil que sobraram do crowdfunding

Os enfermeiros, que no ano passado iniciaram o "Movimento Greve Cirúrgica", pretendem voltar às ações de protestos com os cerca de 200 mil euros que restaram da campanha de crowdfunding. A intenção é revelada por …

OCDE: Nova crise pode tirar metade do rendimento às famílias portuguesas

Uma nova crise económica e financeira a nível global pode ter efeitos dramáticos para as famílias portuguesas, levando à perda de metade dos seus rendimentos. Esta é a previsão da Organização para a Cooperação e …

O cofre da rica mãe, heranças às dúzias e a vida "sem luxos". O que Sócrates disse a Ivo Rosa

Foram cerca de 20 horas de interrogatório no âmbito da Operação Marquês, em que José Sócrates manteve, perante o juiz Ivo Rosa, a versão de que as avultadas quantias de dinheiro que gastou nos últimos …

Associados podem ser chamados a resolver "buraco" do Montepio

Os cerca de 630 mil associados e pensionistas da Associação Mutualista Montepio Geral correm o risco de virem a ser chamados para resolver as perdas da instituição financeira, escreve o jornal Público. De acordo com o …

Bolívia divulga vídeo que sugere que Morales incitou bloqueios à entrada de alimentos

Arturo Murillo, ministro do Governo da Bolívia, divulgou na manhã de quarta-feira um vídeo que sugere que o antigo presidente do país, Evo Morales, incitou os bloqueios à entrada de alimentos que fragiliza o país. Os …

Christine Lagarde foi conselheira de duas empresas sediadas em paraísos fiscais

Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE) desde outubro, foi conselheira de duas filiais da empresa de advocacia Baker & McKenzie (BM) entre 2003 e 2005, ambas sediadas em países considerados à data paraísos …

Provas contra Trump "são claras". "Ele usou o cargo para fins pessoais", diz Nancy Pelosi

A presidente da Câmara dos Representantes e líder da maioria democrata na câmara norte-americana, Nancy Pelosi, declarou na quinta-feira que considera já haver provas suficientes para afirmar que o Presidente deve ser destituído. Contudo, segundo avançou …

Benfica tem seis jogadores de malas feitas. Um deles chegou em julho

Há seis jogadores que poderão estar de saída do emblema da Luz, sendo que um deles, Caio Lucas, chegou em julho ao clube. O agente de Samaris já veio negar a saída do seu cliente. Bruno …