Fisco perdoou 2,5 mil milhões de euros a grandes contribuintes (EDP quase triplicou bónus)

Mario Cruz / Lusa

O Ministro das Finanças, Mário Centeno

O Fisco distribuiu mais de 2,5 mil milhões de euros de benefícios fiscais por 35.419 contribuintes em 2017. Números que reflectem um crescimento nestes benefícios na ordem dos 85 milhões, face a 2016. A EDP foi a principal beneficiária, quase triplicando o bónus fiscal.

Os benefícios fiscais atribuídos pelas Finanças em 2017, foram superiores a 2,5 mil milhões de euros, visando 35.419 contribuintes, segundo dados oficiais da Autoridade Tributária (AT) citados pelo Correio da Manhã (CM).

Os maiores beneficiários foram as grandes empresas, como a EDP e a Galp, mas também Bancos, Fundações e Câmaras Municipais tiveram direito a bónus fiscal, verificando-se um crescimento de 85 milhões de euros neste âmbito, em relação a 2016.

Mais de 300 contribuintes tiveram direito a benefícios fiscais superiores a 1 milhão de euros, segundo os dados da AT citados pelo CM.

A EDP surge como a empresa mais beneficiada com um bónus fiscal superior a 108 milhões de euros, muito devido ao facto de os combustíveis fósseis utilizados na produção de electricidade estarem isentos do Imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP).

Os benefícios fiscais à eléctrica nacional quase triplicaram, “passando de 35 para 108 milhões de euros”, como salienta o Expresso.

No segundo lugar dos contribuintes que foram mais beneficiados com isenções em 2017, surge a Câmara do Porto com 87,9 milhões de euros. Seguem-se o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, com isenções de 52,5 milhões, e o Fundo de Garantia de Depósitos, com benefícios de 46,6 milhões de euros.

A Câmara Municipal de Lisboa teve direito a benefícios fiscais de 44,9 milhões de euros e a Universidade do Minho recebeu isenções de 36,6 milhões.

A Galp conseguiu um bónus fiscal de 20 milhões de euros.

No sector da Banca, os benefícios fiscais atribuídos chegaram aos 30 milhões de euros e abrangeram, inclusive, os Bancos alvo de intervenção, como o BES, o BPP e o Banif.

A maioria das isenções respeita ao IRC (o imposto sobre os lucros das empresas), com um valor da ordem dos mil milhões de euros. Os bónus fiscais relativos ao ISP atingiram os 590 milhões de euros, enquanto as isenções no IMT e no imposto sobre veículos chegaram aos 289 milhões. No IVA, contam-se isenções de 92,4 milhões de euros.

ZAP //

PARTILHAR

25 COMENTÁRIOS

  1. Mai nada! é assim mesmo!! ha que dar a quem mais precisa…
    E todos sabemos q a EDP é uma das empresas que mais precisa e das mais carenciadas.

  2. Lindo!…
    Um governo “dá” a EDP aos chineses (para eles ficarem com o lucro!) e o outro dá-lhe beneficiais fiscais completamente imorais e injustificados!…
    No meio disto tudo, o Catroga e o Mexia é que fazem a festa… e ainda agradecem à troika!…

  3. É um verdadeiro governo á Esquerda.

    Tretas com esquerdas ou Direitas, o meu avô sempre disse que para se andar a direito a perna esquerda e direita tinham que andar alinhadas.

  4. VERGONHA !
    VERGONHA !
    Partidos DITOS de esquerda, roubam nos impostos aos contribuintes (a maior carga de impostos desde o 25/abril) e entregam milhões de bonificações a grandes empresas, sem justificação.
    A EDP recusa-se a pagar o CESE ao estado, mas beneficia da maior destas bonificações.
    Bolo de Esquerda ou Bloco de Esterco?
    PCP dos trabalhadores ou das multinacionais e monopólios ?
    Socialistas bandidos, precisam também de um Bolsonaro !

  5. Fisco perdoou 2,5 mil milhões de euros a grandes contribuintes (EDP quase triplicou bónus)

    Parece uma anedota.
    Mas é real, é verdade. É a política desta geringonça. Penalizar os contribuintes para perdoar esta importância obscena!
    BANDIDOS !!!

  6. Desde quando é novidade que bem cedo o pulha que se preza vai preparando a cadeira da riqueza para quando acabar a cadeira do poder e então chegar a hora de ser recompensado (ou cobrar) pelos serviços públicos aos capitais privados!

  7. A EDP cobra em Portugal, envia o dinheiro para a Holanda e o referido dinheiro que é dos Portugueses e deveria ser tributado em Portugal, entra em Portugal novamente como se fosse investimento e recebe benefícios fiscais por via disso. Os accionistas e a administração enchem os bolsos e os portugueses que paguem duplamente estas engenharias financeiras.

  8. Meus amigos: Estes pulhiticos, para no futuro ter um tacho nessas empresas, tem que se por de cócoras perante esses grupos económicos. Os exemplos são mais que muitos. Portas, Jorge Coelho, Mexias, Fernando Gomes, Catrógas, Mira Amaral etc etc.

  9. Aluga-se apartamento com vista fabulosa para a assembleia da republica, com quatro quartos com janelas panoramicas, onde cabem juntas 3 pessoas de cada janela. Ideais para snipers. Faço desconto de 3% por cada filho da pulítica abatido. €690/mês. Ofereço a casa, após 50 abatimentos.

    • Rui Campos,
      O que ve das janelas panoramicas sao moçonetes de recados, em frente ás lojas destes deve haver janelas mais baratinhas. Pode ser que alguem ofereça as balas de 9mm desaparecidas de Tancos. Mas o melhor era cercar tudo e encher de crocodilos porque os tais cadaveres nao dignos de funeral e assim o ze povinho nao gastava nada.

  10. Não será isso actos de corrupção?!!!!!!!! Fomos dos melhores professores nesta matéria… daí um bom aluno, o Brasil!!!!! Não chega de mais impostos?!!!! E lá dizia o outro.. Oh Costa, oh Costa deixa de mentir ao zé-povinho… que tudo está uma maravilha neste reyno à beira-mar afundado. Isto não está uma maravilha, está a cair de podre Costa!!!!… O rei vai nu… está a acreditar muito nos seus conselheiros ou na geringonça….

  11. Mais uma à Robles, em que as esquerdas, cujos orçamentos têm também a assinatura do pcp e do bloco de esquerda e tudo o que os xuxialistas fazem só o fazem ao darem contrapartidas ao pcp e ao bloco – redução do iva para os amigos artistas e outras tretas.
    “Quem cala consente”

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …